Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Crime ambiental

Presa em São Paulo quadrilha que traficava animais silvestres

A Polícia Federal de São Paulo prendeu nesta quarta-feira (25/4), no bairro de Guaianazes, três suspeitos de envolvimento com o tráfico nacional e internacional de animais silvestres.

A ação é um desdobramento da Operação Arara Preta, que vem atuando nos estados da Bahia, São Paulo e Rio de Janeiro desde agosto de 2006. No último dia 12, a PF prendeu 20 suspeitos de formação de quadrilha, receptação, porte e vendas de animais em extinção. Conforme as investigações, eles traficavam mensalmente 1.500 animais.

Em Guaianazes foram apreendidas tartarugas, pássaros-pretos e cardeais acondicionados em caixas de papelão. Os animais apresentavam alto nível de estresse devido às precárias condições de confinamento.

Segundo a PF, os presos devem responder por crime ambiental e formação de quadrilha com penas de 6 meses a 4 anos de reclusão, mais multa.

Confira as técnicas de gerenciamento e marketing usadas pelos escritórios que se destacam no mercado e pelos departamentos jurídicos de sucesso no seminário Gerenciamento e Marketing: Escritórios de Advocacia e Departamentos Jurídicos, promovido pela ConJur.


Revista Consultor Jurídico, 26 de abril de 2007, 0h01

Comentários de leitores

1 comentário

Qual a razão de no lugar de prender os "passari...

araujocavalcanti (Advogado Autônomo - Família)

Qual a razão de no lugar de prender os "passarinheiros" não estimular para que passem a criar os animais. Desta forma a fauna estaria a salvo, os números de espécie seriam mais bem estudados, e teriamos uma diversidade de raças mais bem controladas? É mais prático manter leis absurdas, é o que parece. Sempre haverá vendedor comprador de pássaros selvagens ou não, até que um último da espécie sobreviva, e o culpa será da legislação que é sempre castradora. É lastimável.Estimular, porquanto, a criação em todo o território nacional, com controle sério, acho que aí é que reside o problema: a seriedade do que é feito.

Comentários encerrados em 04/05/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.