Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Passo atrás

Chinaglia repensa decisão e pode não processar Jabor

Poucas horas depois de afirmar que a Câmara dos Deputados processaria o comentarista da CBN Arnaldo Jabor, o presidente da Casa, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), decidiu que vai reavaliar a decisão.

Segundo ele, se Jabor explicar melhor as declarações feitas no comentário de três minutos, veiculado em rede nacional na terça-feira (24/4), e fizer uma retratação pública, ele pode reconsiderar a decisão de processá-lo, tomada na reunião de líderes desta quinta-feira (26/4). As informações são da Agência Câmara.

Jabor ironizou os gastos com combustível declarados por deputados, a quem chamou de "canalhas". Ele pediu a prisão dos parlamentares, por terem reembolsado em dois meses R$ 11,2 milhões gastos com combustível, o equivalente a 1 milhão de litros de gasolina.

O pedido formal do presidente não chegou à Procuradoria Parlamentar da Câmara, mas já se estudava qual ação seria proposta contra Jabor. Agora, o pedido formal pode nem chegar.

Essa não é a primeira vez que a Câmara dos Deputados reage contra comentários e reportagens. Ações cíveis de reparação de dano, direito de resposta e ações criminais já foram propostas, principalmente, contra veículos da grande imprensa como o Jornal do Brasil, O Globo e a revista Veja. O próprio Jabor já foi acionado em outro momento em razão de comentários desfavoráveis à Câmara.

Revista Consultor Jurídico, 26 de abril de 2007, 19h36

Comentários de leitores

19 comentários

Arlindo K.Naglia

Richard Smith (Consultor)

Arlindo K.Naglia

Não há hilariedade qualquer na conduta autoritá...

Sandra Silva (Estudante de Direito - Trabalhista)

Não há hilariedade qualquer na conduta autoritária e quase (senão toda) fascista do presidente da Câmara Federal. Arvorou-se de julgador das manifestações dos jornalistas de todo o país e instituiu o retorno da guilhotina francesa. Estamos à beira do abismo do terror jacobino. Quem diria, partindo de onde está! Insanos e insensatos são os atos que destróem a moral e a ética. E põem uma canga no miserável povo brasileiro. Nossa voz está a se esgotar e não vamos poder fazer nada. Att, Sandra Silva

Se eu fosse o Sr. Arnaldo Jabor, exigiria que o...

Carlos Roberto (Contabilista)

Se eu fosse o Sr. Arnaldo Jabor, exigiria que o Sr. Chanaglia e seus comparsas o processasse, mas, com uma condição: que não houvesse segredo de justica. Assim, toda a sociedade brasileira poderia saber para onde está indo o nosso dinheiro. Carlos Roberto Contabilsta

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 04/05/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.