Consultor Jurídico

Notícias

Soltando o verbo

Ex-juiz diz que Conselho Nacional de Justiça é uma farsa

Comentários de leitores

  • Página:
  • 1
  • 2

24 comentários

Viva o Brasil, que tem uma Polícia Federal que ...

jotajoaquim (Serventuário)

Viva o Brasil, que tem uma Polícia Federal que é muito mais do que o mais poderoso tribunal.

Parabéns ao Maierovitch! Saber que um juiz, me...

Observador (Outros)

Parabéns ao Maierovitch! Saber que um juiz, mesmo que aposentado, tem a coragem de dizer aquilo que é sabido por todos que atuam no poder judiciário, cria um sopro de esperança. É por essas e outras que o Poder Judiciário não tem mais credibilidade junto à população!

Vicente Leal é piada. Maierovitch está certo. O...

Victor (Estudante de Direito - Criminal)

Vicente Leal é piada. Maierovitch está certo. O CNJ não passa de uma farsa, criada para iludir a sociedade, transmitindo uma imagem correta, isenta, quando se sabe, desde sempre, que o corporativismo reina.

Num país que é destacado pela habilidade de ana...

faro fino (Outros)

Num país que é destacado pela habilidade de analfabetos com a bola nos pés e pelos glúteos de suas nacionais, não se pode esperar de suas “otoridades” a não ser isso que está ocorrendo em todas as esferas governamentais e administrativas: Saque, pilhagem, Butim. Bundializaram o brasil e com essa pecha haveremos de morrer como nação. A menos que haja uma invasão por parte de seres espiritualmente superiores, mas aí é outra estória para a história.

Fui contra a criação do CNJ, mas não podemos es...

Valter (Advogado Autônomo)

Fui contra a criação do CNJ, mas não podemos esquecer que o ministro Vicente Leal e vários outros juízes se aposentaram por que não acreditaram na isenção dos colegas para realizar o seu julgamento. Muitos juízes que não faziam parte de determinado "grupo" em suas respectivas Cortes sabem muito bem o que estou dizendo... Santo de casa não faz milagres! É preciso que o CNJ seja respeitado, pelo menos, por que os seus integrantes não precisam ter compromisso algum com quem quer que seja, e, depois de algum tempo, a exemplo da Justiça Eleitoral, voltam para as suas origens. Só pode ser juiz de uma causa quem seja absolutamente neutro, ou seja, não tenha qualquer interesse, direto ou indireto, no resultado do julgamento. Fica difícil acreditar na idoneidade de quem possa ser beneficiado, prejudicado ou sofrer represálias em virtude da decisão a ser tomada. E, mais ainda, na isenção de quem nada sabe sobre o conteúdo dos autos - ou seja, não leu nem viu nada - e sai por aí julgando e falando mal dos outros, que nem conhece pessoalmente, como se fosse o "dono da verdade" e um "exemplo de honestidade". É muito fácil criticar aqueles cujas obrigações e responsabilidades não temos (já li isso em algum lugar)...

Sem sangue, suor e lagrima não ha mais tempo pa...

Luiz P. Carlos (((ô''ô))) (Comerciante)

Sem sangue, suor e lagrima não ha mais tempo para o exercício da DEMOCRACIA. Não é ceticismo, não é pessimismo, é a realidade. Os Poderes Públicos constituídos se engalfinharam de tal ordenamento na corrupção, que se tornaram poderosíssimo e neutralizadores dos antídotos democráticos. Ninguém vence com a Justiça pelas próprias razões constitucionais ou legais. Não ha Juiz que resista aos interesses ofertados e se resistir são sumariamente aniquilados pelos corruptos.

Meu ilustre 'irado", continue com esse pensamen...

silvão (Outros - Ambiental)

Meu ilustre 'irado", continue com esse pensamento que seu lugar está reservado na cadeia ou numa sepultura qualquer. Estudante você tem esse pensamento, Imagina quando você estiver exercendo a profissão de adv. ou magistrado o que não estará pensando? Te dou um conselho, não compare aos outros por aquilo que você é, ou por aquilo que você pretende ser, a honestidade meu amigo, vem de berço. Entendeu cabeça de vento.

Quero lembrar ao colega que fez comentário sobr...

irado ms (Estudante de Direito)

Quero lembrar ao colega que fez comentário sobre os "homens" que compõem o CNJ.Sobre homens de conduta ilibada e notavel saber juridico,estes também podem ser facilmente corrompidos no nosso País.Afinal não há nada que o dinheiro não consiga comprar.Basta saber fazer uma boa negociação !!!

Analisando o abalizado pensamento do Dr. Maiero...

faro fino (Outros)

Analisando o abalizado pensamento do Dr. Maierovitch e os comentários que se seguiram, fiquei imaginando sobre a boa impressão que sempre tive da Justiça Federal, talvez formada desde os tempos idos quando servi no antigo TêFêRê. Achava tratar-se de uma justiça superior, a dizer, coisa de primeiro mundo, de decência mesmo. Mas, aí vem a tal anaconda, surge o tal furacão etc., com respingo até no maior Tribunal infraconstitucional do país, como acentuou o ex-juiz. E aí eu me pus a pensar. Nós que temos a maior parte dos nossos direitos sob a proteção das justiças estaduais (DF incluído), estamos na glória! É isso mesmo, afinal é raro, raríssimo ocorrer punição de juizes estaduais, não é mesmo? Pois é, devem ser compostas de vestais imaculadas, principalmente as lotadas no interiorrr, onde não há mídia nem holofotes, tanto é verdade que nos estados têm polícia civil, militar, ministério público, e a despeito desses órgãos investigativos, é tão difícil estourar um escândalo nas estaduais, mesmo que em menores proporções, quanto falar javanês. Ou será porque nessa área não podem entrar os garotões da PF? Se é verdade que o CNJ é raposa que cuida de galinheiro, estamos fritos! Prefiro não acreditar.

E mais: O CNJ, tal como a PF e o MPF, deve exer...

Armando do Prado (Professor)

E mais: O CNJ, tal como a PF e o MPF, deve exercer seu papel republicano, ainda que desagrade os defensores de filigranas do garantismo que, como sabemos, só favorece a "elite branca". Por que não levantam as vozes em favor dos pobres e miseráveis que mofam nas prisões por causa de bagatelas? A última, foi condenada em MG por causa do furto de objetos no valor de R$ 6,60! Cadê a OAB mineira protestando?

Farsa são juízes e desembargadores pagos com di...

Armando do Prado (Professor)

Farsa são juízes e desembargadores pagos com dinheiro da viúva se locupletando ilicitamente, juntando milhões de dinheiro criminoso. Isso é uma farsa!

O Dr. Wálter Maierovitch desempenhou um papel i...

Radar (Bacharel)

O Dr. Wálter Maierovitch desempenhou um papel importante na Secretaria Nacional Anti-Drogas, e não fez mais porque a tucanalha não permitiu. Concordo com ele, em parte. E defendo seu sagrado direito de discordar, afinal, ainda que formalmente, vivemos numa democracia. Todavia, apesar de achar que o CNJ poderia fazer mais e melhor, creio que sua instituição em si já representa um avanço. Necessita, sim, ser aperfeiçoado, uma vez que, sendo composto de homens, tem vicissitudes a corrigir, evitando, prima facie, as tentações corporativistas. Quanto ao episódio vicente(nem vou dizer o patronímico, porque acho inadequado juntá-lo ao prenome), há de se ter estômago de avestruz para sentir sua falta. Para a magistratura, a grande perda foi a da oportunidade de mostrar ao cidadão comum que nessa republiqueta há lei, e que ela serve para todos, não somente para os ladrões de shampoo. Quisera o país despertasse para a praga da corrupção que nos assola, e fosse possível um movimento maior, mais impactante, como a Operação Mãos Limpas, que escoimou da história italiana uma corja de criminosos de todas as castas, inclusive magistrados. Lamentavelmente, essa nova fase da história italiana foi escrita tendo o sangue de alguns magistrados e homens públicos honestos, como tinta. O que, de longe, não é a vocação do homem público brasileiro. Isto, aliás, nos remete ao brasil-colônia.

O mínimo que podemos esperar, enquanto cidadãos...

Plinio Gustavo Prado Garcia (Advogado Sócio de Escritório - Tributária)

O mínimo que podemos esperar, enquanto cidadãos e advogados, sob o Estado Democrático de Direito é a existência de uma Justiça imparcial, justa, equilibrada, integrada por juizes e julgadores também íntegros, também imparciais e desvinculados de interesses escusos e inconfessáveis. A Justiça é e deve ser o porto seguro de todos quantos anseiam pela solução de conflitos através da força da lei e não da lei da força. Lamentavelmente, nada escapa aos desvios de conduta e de personalidade. Inclusive o Poder Judiciário. Todavia, não se pode confundir a instituição, que deve ser preservada, com os maus integrantes que dela devem ser excluídos. Seja como for, não bastam investigações policiais nem atos policialescos, que condenem inocentes tão só porque sejam suspeitos ou acusados. A todos se deve garantir o direito à ampla defesa e ao contraditório. Ningúem pode ser considerado condenado antes de final sentença condenatória. Felizmente, e apesar de algumas exceções, tal como o joio é exceção no meio do trigo, podemos ainda dizer que temos um Poder Judiciário a quem recorrer. www.pradogarcia.com.br

Concordo plenamente com seu pensamento e digo: ...

LUCIANO (Servidor)

Concordo plenamente com seu pensamento e digo: - O Juiz Jorge Moreno do Estado do Maranhão foi afastado do cargo porque erradicou o subregistro de nascimento em Santa Quitéria do Maranhão, isso deu-se por ciúme um Deputado que entrou com uma representação é através meios idôneos o referido magistrado foi afastado, até o momento o CNJ não decidiu nada, bem como, o TJ do MA, isso já perdura quase dois anos. Eu imaginava que o CNJ fosse para agilizar a Justiça, ficou foi pior. Venha ao Maranhão CNJ.

Abosolutamente correto o pensamento do prof.Mai...

Antonio Gusman (Procurador de Justiça de 2ª. Instância)

Abosolutamente correto o pensamento do prof.Maierovitch, todavia,não se pode prescindir desse novo órgão Constitucional,cujas atribuições poderão ser redefinidas. Talvez se as Corregedorias da Justiça não se valessem tanto do "espirito de corpo" na proteção de seus juizes, eles poderiam ser investigados na propria Casa, dispensando o CNJ de se ater a questões morais e funcionais de maus de juizes e funcionários que maculam o Poder Judiciário. Aliás, esse Poder, nunca esteve conceituadamente tão baixo,quanto na atualidade. Culpa dos moços?

O Professor MAIEROVITCH é uma das maiores sumid...

themistocles.br (Advogado Sócio de Escritório - Administrativa)

O Professor MAIEROVITCH é uma das maiores sumidades jurídicas e MORAIS do Brasil. O conheci desde quando foi meu professor no Instituto dos Advogados de São Paulo e depois como Juiz de Direito em São Paulo, antes de ser Juiz do Trabalho. O que o Professor MAIEROVITCH diz é algo sempre a ser levado muito a sério. Sua história já mostrou que não teme nada; como juiz do DIPO foi histórica sua decisão de desarticular uma organização criminosa, com vários ramos, isso quase custou-lhe a vida, e quase lhe custou um processo criminal, mas MAIEROVITCH saiu vitorioso, pois é da MAIS ALTA INTEGRIDADE MORAL. Uma das ações dessas organizações criminosas é "desmoralizar" os que atuam contra si, tentando passar a imagem do agente honesto, em "desonesto", por isso, abrindo-lhe um monte de processos e acusações, para dar a imagem que o honesto é que seria o lado "podre" do poder público, quando é exatamente o contrário. Ou seja, as organizações criminosas trabalham com as "aparências" e o povo, muitas vezes simples ou mesmo ignorante, entra fácil na lábia dos espertalhões. Afinal dizem que tem espertalhóes porque existem bobocas. Se não existissem bobocas, não existiriam espertalhões. Ou seja, os bobocas são componentes essenciais das organizações criminosas, também. Parabéns pela coragem do Prof. MAIEROVITCH em mostrar a lamentável situação atual do CNJ, que afinal nesse biênio apenas destacou-se na luta anti-nepotismo, e mais nada. E o noticiário tem divulgado a quantas anda o poder judiciário brasileiro e todas as investigações que estão acontecendo, não foi obra do CNJ, infelizmente. Aguardemos que agora deve ter uma intensa renovação da composição do CNJ e ver se melhora. Caso contrário, é melhor ser extinto, pois vimos que sua atuação foi muito limitada. Parabéns ao Prof. MAIEROVITCH, uma das maiores sumidades jurídicas e MORAIS do Brasil. Meus cumprimentos, Maurizio Marchetti

Parabéns, Dr. MAIEROVITCH, sempre corajoso e ín...

themistocles.br (Advogado Sócio de Escritório - Administrativa)

Parabéns, Dr. MAIEROVITCH, sempre corajoso e íntegro. Realmente, o CNJ está muito preocupado em investigar a juíza que brigou com a vizinha e coisas do gênero. Veja que nem sabia da "máfia dos caça-níqueis", o que mostra a inutiliade realmente do CNJ.

O Professor MAIEROVITCH é uma das maiores sumid...

themistocles.br (Advogado Sócio de Escritório - Administrativa)

O Professor MAIEROVITCH é uma das maiores sumidades jurídicas e MORAIS do Brasil. O conheci desde quando foi meu professor no Instituto dos Advogados de São Paulo e depois como Juiz de Direito em São Paulo, antes de ser Juiz do Trabalho. O que o Professor MAIEROVITCH diz é algo sempre a ser levado muito a sério. Sua história já mostrou que não teme nada; como juiz do DIPO foi histórica sua decisão de desarticular uma organização criminosa, com vários ramos, isso quase custou-lhe a vida, e quase lhe custou um processo criminal, mas MAIEROVITCH saiu vitorioso, pois é da MAIS ALTA INTEGRIDADE MORAL. Uma das ações dessas organizações criminosas é "desmoralizar" os que atuam contra si, tentando passar a imagem do agente honesto, em "desonesto", por isso, abrindo-lhe um monte de processos e acusações, para dar a imagem que o honesto é que seria o lado "podre" do poder público, quando é exatamente o contrário. Ou seja, as organizações criminosas trabalham com as "aparências" e o povo, muitas vezes simples ou mesmo ignorante, entra fácil na lábia dos espertalhões. Afinal dizem que tem espertalhóes porque existem bobocas. Se não existissem bobocas, não existiriam espertalhões. Ou seja, os bobocas são componentes essenciais das organizações criminosas, também. Parabéns pela coragem do Prof. MAIEROVITCH em mostrar a lamentável situação atual do CNJ, que afinal nesse biênio apenas destacou-se na luta anti-nepotismo, e mais nada. E o noticiário tem divulgado a quantas anda o poder judiciário brasileiro e todas as investigações que estão acontecendo, não foi obra do CNJ, infelizmente. Aguardemos que agora deve ter uma intensa renovação da composição do CNJ e ver se melhora. Caso contrário, é melhor ser extinto, pois vimos que sua atuação foi muito limitada. Parabéns ao Prof. MAIEROVITCH, uma das maiores sumidades jurídicas e MORAIS do Brasil. Meus cumprimentos, Maurizio Marchetti

A manifestação equivocada e injusta do sr. Maie...

Paulo Jorge Andrade Trinchão (Advogado Autônomo)

A manifestação equivocada e injusta do sr. Maierovitch, contempla um inusitado desrespeito para com o CNJ.É sabido e ressabido que todos os membros que compõem o Ilustre Conselho, são dotados de ilibada conduta e notável saber jurídico; tratam-se de magistrados, advogados. Em verdade soa estranho os comentários do ex-juiz. Talvez se lá estivesse, a sua vaidade não falaria tamanha blasfêmia. Na qualidade de cidadão, contribuinte e advogado, o mínimo que se espera do CNJ nesse episódio é interpelar criminalmente o tal ex-juiz, eis que não se confunde a livre manifestação com agressão leviana e gratuita; aliás, o dito cujo adora um holofote da mídia. Por outro lado o que virou a sua (inexpressiva)gestão no importante cargo que ocupou no governo federal? Qual a sua marca registrada que balizasse eventual competência para exercer destacado cargo público? Ora, pelo amor a Themis, vá plantar batatas sr. ex-juiz!

O CNJ é um verdadeiro elefante branco na estrut...

JPLima (Outro)

O CNJ é um verdadeiro elefante branco na estrutura do Poder Judiciário Pátrio. 1º não é um tribunal. 2º seus procedimentos, os quais não são processos, tratam somente de assuntos administrativos. Pergunta-se: poderá o CNJ investigar Magistrado ou Servidor acusados de crime? Poderá o CNJ exonerar o Magistratado ou Servidor, nesta condição? Qual é a competencia do CNJ? Aquilo é um CONSELHO. Seus membros são CONSELHEIROS, CONSELHEIROS. Não foi criado para ter a estrutura de um Tribunal, como está acotecendo. É um cabide de emprego luxuoso que dá Status e é utilizado como biografia de seus Membros. Por fim o CNJ custa caro, vai custar ainda mais caro e Povo brasileiro não sabe a que veio.

  • Página:
  • 1
  • 2

Comentar

Comentários encerrados em 28/04/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.