Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Crime em família

Cunhado do jogador de futebol Diego consegue liberdade

Por 

O Tribunal de Justiça de São Paulo revogou o decreto de prisão preventiva de Leandro Oliveira de Melo, cunhado do jogador de futebol Diego. A decisão é da 5ª Câmara Criminal do TJ. O relator foi o desembargador Tristão Ribeiro.

Leandro é acusado de ajudar Djair Cunha, pai de Diego (jogador da seleção brasileira e do Werder Bremen, time da Alemanha), a tentar matar o amante de sua mulher. Eles jogaram um carro contra a moto que o amante pilotava. Ele foi atingido e caiu no chão. Tentou se levantar e recebeu uma segunda pancada, chocando-se então contra um táxi, mas sobreviveu.

Djair está em liberdade desde o começo do mês de abril. No julgamento do pedido de Habeas Corpus de Leandro — representado pelos advogados Daniel Bialski e Heráclito Mossina — a Justiça considerou que sua participação no crime é discutível e que ele não representa perigo à sociedade.

e acordo com o Ministério Público, Leandro acompanhou Djair até a locadora de automóveis. Por isso, concorreu para o crime por “participação moral”. Ou seja, instigou Djair a matar o amante da sogra. Outra acusação é de que Leandro já tinha procurado outras pessoas para matar o professor. O Ministério Público paulista ainda pode recorrer da decisão.

Habeas Corpus 1.064.527.3/6-00

 é repórter da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 19 de abril de 2007, 19h31

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 27/04/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.