Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Fora de área

Juiz do TRT-15 preso na Operação Hurricane é afastado

O juiz Ernesto da Luiz Pinto Dória, do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região (Campinas-SP), foi afastado provisoriamente de suas funções. Também foi aberto um processo administrativo disciplinar para investigar a atuação do juiz no suposto esquema de jogos ilegais. A decisão foi tomada pelo tribunal pleno do TRT-15 já na tarde de sexta-feira (13/4).

Dória é um dos 25 presos na Operação Hurricane, deflagrada pela Polícia Federal na sexta-feira nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia e no Distrito Federal para deter supostos envolvidos na máfia dos caça-níqueis. A operação é resultado de um ano de investigações sigilosas ordenadas pelo ministro Cezar Peluso, do Supremo Tribunal Federal.

O presidente em exercício do TRT-15, Renato Buratto, também esclareceu em nota que os fatos investigados não têm ligação com a atividade de Dória como juiz do Trabalho. A opinião é embasada pelos noticias veiculadas sobre o Inquérito.

Do Judiciário, também foram presos os desembargadores do Tribunal Regional Federal da 2ª Região José Eduardo Carreira Alvim e José Ricardo Regueira e o procurador-regional da República João Sérgio Leal Pereira.

Foram presos também Anísio Abraão David, ex-presidente da Escola de Samba Beija-Flor de Nilópolis; Capitão Guimarães, presidente da Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro; Antônio Petrus Kalil, conhecido como Turcão, apontado pela Polícia como um dos mais influentes bicheiros do Rio; a corregedora da Agência Nacional do Petróleo (ANP), Suzi Pinheiro Dias de Matos e o irmão do ministro do Superior Tribunal de Justiça Paulo Medina; o advogado Virgílio Medina.

No total, foram cumpridos 70 mandados de busca e apreensão e 25 mandados de prisão. Os presos foram transferidos para Brasília. O material apreendido é analisado na Diretoria de Inteligência Policial com o objetivo de complementar os trabalhos de investigação.

Inquérito 2.424/06

Revista Consultor Jurídico, 16 de abril de 2007, 20h28

Comentários de leitores

0 comentários

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 24/04/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.