Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Operação Hurricane

AMB pede apuração rigorosa de desembargadores presos

A Associação dos Magistrados Brasileiros divulgou nota defendendo a transparência das investigações contra os desembargadores federais José Eduardo Carreira Alvim e José Ricardo de Siqueira Regueira e o juiz trabalhista Ernesto da Luz Pinto Dória, presos nesta sexta-feira (13/4) durante a Operação Hurricane da Polícia Federal.

Eles são acusados de envolvimento com esquema de jogo do bicho e máquinas caça-níqueis no Rio de Janeiro. Na operação desta sexta, foram cumpridos 25 mandados de prisão e 70 de busca e apreensão. Entre os presos, estão o procurador regional da República no Rio, João Sérgio Leal Pereira; e o irmão do ministro do Superior Tribunal de Justiça Paulo Medina; o advogado Virgílio Medina.

Também foram detidos Anísio Abraão David, ex-presidente da Escola de Samba Beija-Flor de Nilópolis; Capitão Guimarães, presidente da Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro; Antônio Petrus Kalil, conhecido como Turcão, apontado pela Polícia como um dos mais influentes bicheiros do Rio; a corregedora da Agência Nacional do Petróleo (ANP), Suzi Pinheiro Dias de Matos.

As investigações que resultaram na Operação Hurricane tiveram início com a identificação de uma organização criminosa especializada e estruturada para a prática de vários crimes, incluindo exploração de jogos ilegais, corrupção de agentes públicos, tráfico de influências e receptação.

Leia a nota

Tendo em vista a prisão dos desembargadores federais José Eduardo Carreira Alvim e José Ricardo de Siqueira Regueira, e do juiz trabalhista Ernesto da Luz Pinto Dória, a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) vem a público reafirmar seu compromisso com a lisura e a transparência do Poder Judiciário.

Os magistrados citados estão entre os 25 presos da chamada “Operação Furacão”, deflagrada hoje pela Polícia Federal. Todos são apontados como suspeitos de envolvimento na exploração de jogos ilegais e crimes contra a administração pública.

A magistratura brasileira defende a apuração rigorosa dos fatos e a punição dos eventuais culpados, preservando-se, como garantia do Estado Democrático de Direito destinada a todo e qualquer cidadão, o devido processo legal, com o contraditório e o amplo direito de defesa. A AMB acompanhará atentamente os desdobramentos da investigação.

Rodrigo Collaço

Presidente da AMB

Revista Consultor Jurídico, 13 de abril de 2007, 19h51

Comentários de leitores

12 comentários

O livro da Sabedoria, cap 6 faz exortação para ...

clesius (Contabilista)

O livro da Sabedoria, cap 6 faz exortação para desejar a Sabedoria.!Ouvi, pois, ó reis, e entendei;Prestai ouvidos, vós que reinais sobre as nações e vos gloriais do numero de vossos povos! Porque é do Senhor* que recebestes o poder, e é do Altíssimo que tendes o poderio; é ele que examinará vossas obras e sondará vossos pensamentos. * Do Senhor; é Deus que dá o poder e a autoridade, mesmo quando os soberanos são escolhidos pelo povo. Se, ministros do reino, vós não julgastes equitativamente, nem observastes a lei, nem andastes segundo a vontade de Deus, ele se apresentará a v´s, terrivel, inesperado, porque aqueles que dominam serão regorosamente julgados. Ao menor, com efeito, a compaixão atrai o perdão, mas os poderosos serão examinados sem piedade. Para os poderosos o julglamento será severo". Pergunta: Temos três poderes constituidos: os executivos e legislativo escolhemos.Por que o judiciário está fora de processo? por que? Por que nos não podemos escolher entre dois, tres, cinco candidatos a escolhe-lo por maioria?

Caros Wagner, José Henrique, Dr. Valter e todos...

fatmancofat (Outros)

Caros Wagner, José Henrique, Dr. Valter e todos: Neste mês de março/07 eu participei de 2(duas) audiências pleiteando meus direitos. Sou um deficiente fisico, muletante e cadeirante e obeso com 47anos de idade e muitas dificuldades em geral. Dificilmente saio de casa pois preciso de favores de carona de meu sogro e alguns amigos qdo podem. Bem, perdí meus direitos nas duas sentenças sendo os JUIZES de Varas Diferentes da Cidade Judiciária de Campinas-SP. Fiquei muito nervoso de que maneira absurda e negligente que aqueles JUIZES me prejudicaram nessa minha vida e ignoraram meus direitos pleiteados como cidadão brasileiro de bem que sou pois nunca roubei, matei, ou prejudiquei alguem na minha vida. Tenho meus principios dentro de um padrão moral e sigo-os sempre. Más é isso, os JUIZES se acham DEUS, fazem conosco o que querem, como querem e nós não temos o direito de protestar alí na hora e jamais podemos fazer nada? Porque essa mesma Policia Federal não envia seus homens aqui no Forum de Campinas pra fazer perguntas as partes prejudicadas se elas estão contentes ou aliviadas pelas suas sentenças? E também verificarem de perto as condutas dos Magistrados Campineiros? Será que não está na hora ou já passou da hora de esses JUIZES terem seus poderes um pouco mais abrandados sob uma fiscalização de uma comissão dos direitos humanos na prática? E então Doutor Ministro da Justiça Brasileira, o senhor não vai fazer nada para a Justiça realmente tomar parte das sentenças aqui promulgadas? Olha eu fui trouxa em acreditar e sonhar com essa Justiça dentro do Fórum, más Burro eu não sou Não, Certo? Somos Todos Seres Humanos e Temos a Mesma Sede e Fome e Necessidades Não è Mesmo Sr. Ministro da Justiça?? Ou será que estou errado por ser deficiente fisico e gordo incoveniente à todos? Pensem Nisso!!!!

Caro José Henrique, Falta só você pedir a vo...

Valter (Advogado Autônomo)

Caro José Henrique, Falta só você pedir a volta dos militares e do AI-5. Em que mundo você vive? Devolvo a pergunta! Valter.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 21/04/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.