Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Sonegação fiscal

Justiça Federal aceita nova denúncia contra líderes da Renascer

A Justiça Federal de São Paulo recebeu denúncia do Ministério Publico Federal contra os fundadores da igreja Renascer em Cristo, Sônia e Estevam Hernandes. Eles são acusados de sonegação de Imposto de Renda, PIS e contribuições sociais da empresa RGC Produções.

A denúncia foi recebida pelo juiz Hélio Egydio Nogueira, da 9ª Vara Federal Criminal de São Paulo. O casal consta como administrador da empresa RGC Produções Ltda. O argumento do MPF é o de que, em 1998, Sônia e Estevam Hernandes omitiram de sua declaração fiscal depósitos bancários de origem não comprovada, reduziram o valor de tributos a serem pagos no IR de pessoa jurídica, do PIS e das contribuições sociais da companhia.

O casal também foi denunciado no artigo 12 da Lei 8.137/90 (define crimes contra a ordem tributária), o que pode agravar a pena de um terço à metade do previsto pelo artigo 1º (sonegação), cuja pena é de 2 a 5 anos.

O procedimento administrativo fiscal instaurado em 2002 a pedido do MPF transitou em julgado na Receita Federal este ano e os dados embasaram inquérito da Polícia Federal e a denúncia assinada pelo procurador da República Paulo Taubemblatt.

O advogado da igreja Renascer em Cristo, Roberto Ribeiro Junior, ressalta que o casal se afastou do quadro societário da empresa em 1999. O advogado do casal, Luiz Flávio Borges D’Urso, ainda não tomou conhecimento do processo nem da denúncia. Prefere examinar o processo antes de se manifestar.

Como os acusados estão em Miami desde janeiro, impedidos de viajar, o juiz determinou que sejam citados e interrogados nos Estados Unidos. Questionário com perguntas do juiz, do MPF e da defesa será enviado aos Estados Unidos nos próximos dias. Cópias do processo foram enviadas, com autorização judicial e sob sigilo, ao Ministério Público de São Paulo, que também investiga o casal.

Revista Consultor Jurídico, 9 de abril de 2007, 17h26

Comentários de leitores

86 comentários

FALTA DE BIBLIA! BAAL NÃO ERA FIGURA DE NENHUM ...

joao do povo (Outros - Civil)

FALTA DE BIBLIA! BAAL NÃO ERA FIGURA DE NENHUM ANIMAL E DEUS CONDENOU SUA ADORAÇÃO! ADORAR SÓ A DEUS ESTÁ BIBLIA. E CATÓLICO, ADORA E PRESTA CULTO. LEMBRE-SE " EU SOU O CAMINHO A VERDADE E A VIDA NINGUÉM VAI AO PAI SENÃO POR MIM" NÃO DISSE QUE VÁ A SANTO A OU SANTO B PARA INTERCEDER! ADORAR IMAGENS É CONTRA A BIBLIA. VEJA COMO ISSO COMEÇOU QUE VC ENTENDERÁ O PORQUE... TEM MUITA LIGAÇÃO COM OS CULTOS PAGÃOS DO ANTIGO IMPÉRIO ROMANO. ADORAR IMAGENS É PELA BIBLIA PECADO E OS CATÓLICOS ESTÃO EM PECADO.

Ué Rodrigo, respondi e daí? Nada?

Richard Smith (Consultor)

Ué Rodrigo, respondi e daí? Nada?

Ah, e o e-mail é: richardsmith2@gmail.com

Richard Smith (Consultor)

Ah, e o e-mail é: richardsmith2@gmail.com

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 17/04/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.