Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Partes da maçã

Apple e EMI fecham acordo para venda de músicas na internet

Por 

Acordo fechado na segunda-feira (2/4), em Londres, garante que a Apple pode vender todo o catálogo da gravadora EMI, on line, exceto música dos Beatles. As informações são do site Findlaw.

Grandes banda de rock agora podem ter suas faixas baixadas pelo sistema iTunes da Apple, o que inclui nomes como Rolling Stones, Norah Jones e Coldplay.

Esperava-se que os Beatles entrassem nesse acordo. Em fevereiro passado, a Apple Computers, fabricante do Macintosh e do iPod, e a gravadora Apple, que tem os direitos sobre as músicas dos Beatles, anunciaram um acordo sobre o uso do nome “Apple” e do logo com a maçã.

A disputa resolvida há dois meses começou em 2003 e era velha. Em 1980, o beatle George Harrison viu em uma revista um anúncio dos computadores da Apple. Ele percebeu ali que poderia haver um conflito com relação a marca criada em 1968. No ano seguinte, um acordo entre as duas empresas estabelecia que a Apple Computers poderia usar o nome somente para computadores. No setor de entretenimento, o direito seria da gravadora.

Uma nova briga começou em 1989 quando novas tecnologias permitiram que os computadores executassem músicas. Novo acordo foi feito em 1991.

Quando colocou no ar a loja virtual iTunes, nova batalha foi iniciada. A gravadora argumentou que a Apple estava mais uma vez invadindo seu território. Em maio de 2006, um juiz da Alta Corte de Londres deu razão à fabricante de computadores.

Por causa de todo esse passado de litigâncias, os Beatles não estão incluídos no iTunes.

 é repórter especial da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 3 de abril de 2007, 11h49

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 11/04/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.