Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Dia de Júri

Suspenso julgamento de PM acusado de matar promotor

Está suspenso o julgamento do policial militar Heitor José Ávila, acusado de assassinar um promotor de Justiça. A decisão é do ministro Nilson Naves, do Superior Tribunal de Justiça. O julgamento estava marcado para esta quarta-feira (27/9). Agora, cabe a 6ª Turma do Tribunal julgar o final do pedido de Habeas Corpus.

O soldado foi denunciado pelo Ministério Público por homicídio qualificado, embriaguez ao volante, porte ilegal de arma e munição de uso proibido. Atualmente, ele está preso na Penitenciária Modulada de Ijuí, no Rio Grande do Sul.

O ministro Naves solicitou mais informações e, em seguida, determinou que o processo seja encaminhado ao Ministério Público Federal para elaboração de parecer.

O crime aconteceu na madrugada do dia 14 de maio de 2004, depois de um acidente de trânsito. O policial, que dirigia embriagado, bateu o seu carro contra uma árvore. O promotor Marcelo Dario Muñoz Küfner ouviu o barulho e foi até o local verificar o que tinha acontecido.

Chegando lá se identificou como promotor e, em seguida o policial fez vários disparos à queima-roupa. Ávila já tinha antecedentes criminais e no dia do crime estava à paisana.

HC 62.915

Visite o blog Consultor Jurídico nas Eleições 2006.


Revista Consultor Jurídico, 26 de setembro de 2006, 10h12

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 04/10/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.