Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Opinião expressa

Edir Macedo pode vender livro sobre religiões afro-brasileiras

O bispo Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus, pode voltar a comercializar seu livro Orixás, Caboclos e Guias, deuses ou demônios. A decisão é da 6ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região.

Todos os exemplares do livro foram retirados de circulação por ordem do desembargador Souza Prudente, do TRF-1. A decisão foi tomada com base nos argumentos do Ministério Público Federal.

Segundo o MPF, a obra de Edir Macedo incita a segregação religiosa e a intolerância às religiões afro-brasileiras. No livro, argumenta o Ministério Público, os seguidores destas religiões são tidos como seguidores do demônio.

Visite o blog Consultor Jurídico nas Eleições 2006.


Revista Consultor Jurídico, 26 de setembro de 2006, 7h02

Comentários de leitores

19 comentários

Luis: 1) Jamais disse que "só o Macedo é rui...

Issami (Advogado da União)

Luis: 1) Jamais disse que "só o Macedo é ruim". 2) Jamais defendi censura à liberdade religiosa, ou o fechamento das IURDs. 3) Conheço a ideologia da Universal, bem como sua fonte inspiradora, que é a teologia da prosperidade importada dos EUA (a idéia de que podemos, "com a nossa fé", manipular a vontade de Deus, especialmente para obter dinheiro e sucesso). Quanto aos trabalhos sociais, em nada diferem de qualquer ação social feita pelos católicos, espíritas, ateus etc. Elogiável, claro, o que não altera em nada a teologia enganosa que pregam. 4) Não me referi a ninguém como "bandido". 5) A alusão à máfia foi apenas e tão-somente para argumentar que prosperidade não é sinal de benção divina. Que Deus o abençoe...

Complementando o que o amigo Lawyer disse, é ób...

Richard Smith (Consultor)

Complementando o que o amigo Lawyer disse, é óbvia a exegese do "Não julgueis para não serdes julgados. (...) porque com a mesma medida que medires, sereis medidos." refere-se ao julgamento da INTENÇÃO (do coração) das pessoas, julgamente este reservado apenas a Deus. Todavia as AÇÕES, exteriores, podem e devem ser julgadas. Sobre a IURD e também sobre as Indulgências, recomendo a consulta, acerca desses ítens específicos, no site MONFORT (www.monfort.org.br), site muito rigoroso de apologética católica. Um abraço.

Meu caro Luiz, se você não sabe, efetivamente, ...

Richard Smith (Consultor)

Meu caro Luiz, se você não sabe, efetivamente, para quem o "bispo" (pergunto novamente: quem o sagrou? Ninguém me responde!) Macedo faz mal, não adianta explicar. Um abraço.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 04/10/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.