Consultor Jurídico

Comentários de leitores

79 comentários

Impressionante como há quem forceja alterar a e...

Haroldo (Professor Universitário)

Impressionante como há quem forceja alterar a evidência que ressai da tabela acima - golpe da mídia, golpe da direita pra garantir o Gerente Alcafmi, digo, Geraldo Alckimin. Ai, ai... gostaria de dormir e acordar em vinte anos, quando a mídia não poderá contaminar os livros de história e comentários como o de um rapaz que só ofende e ironiza sejam apenas uma referência para uma pesquisa sobre o conservadorismo de 2006.

que saudades da época que existia a INQUISIÇÃO,...

advogado curioso (Advogado Autônomo)

que saudades da época que existia a INQUISIÇÃO, só para fazer contra o boçal do Lula e sua quadrilha, alias todos companheiros e por sinal foram exumados (mortos já estavam) do governo atual e ainda alguns continuam no cargo, com o Lula beijando a mão em público (Jader Babalho) essa turma do Ali Baba (Lula) e os 400 ladrões(Dirceu, Genoino, irmão do Genoino ( o da cueca que não tem penis (pinto) tem no lugar Dolar,Delubio, etc. etc. etc)

Porque você não visita o site da Opus Dei (www....

Richard Smith (Consultor)

Porque você não visita o site da Opus Dei (www.opusdei.org.br) e dá uma "sapeada"? p.s. Eu não pertenço nem jamais pertenci ao Opus Dei, embora também não tenha nada contra. Trata-se de uma revolucionária (por incrível que pareça) que propugna que qualquer pessoa pode se tornar santa. De modo parecido com a também revolucionária abordagem de Santa Teresinha do Menino Jesus com a sua doutrina das "almas pequenas" (que a consagrou, recentemente como "Doutora da Igreja") Prega a Opus Dei a santificação de qualquer pessoa, no seu dia-a-dia, através da santificação dos seus deveres do cotidiano, principalmente o trabalho, feito da forma mais perfeita possível e oferecido cotidianamente à Deus. Seria isso algum radicalismo opressor de natureza burguesa? Constituiriam eles uma sociedade secreta que anula a vontade dos coitados que lá caem? Não creio. Nas pessoas do Opus Dei que conheci, vi muitas virtudes (embroa também uma certa soberba em alguns). Outro abraço.

Meu querido amigo Rodrigo: Primeiro, o apô...

Richard Smith (Consultor)

Meu querido amigo Rodrigo: Primeiro, o apônimo "conservador", tão estigmatizado pelo "duplipensar" esquerdista e "politicamente correto" não é tão ruim assim. No caso religioso, significa estar alinhado com a ortodoxia, com o Papa e com a Tradição imemorial da Igreja. Segundo, seguindo-se a linha de raciocínio acima, o PT NUNCA foi apoiado pela verdadeira Igreja Católica. Nunca houve, por parte do "partideco" qualquer afinamento com a chamada Doutrina Social da Igreja, que é o que deve prevalecer, para os católicos, no campo economico-social; Terceiro, quanto aos malucos e ensandecidos da TFP eu recomendo o site MONFORT (www.monfort.org.br), rigoroso site de apologética católica, que tem ítem específico sobre, no seu menú. É muito interessante, até para exemplificar aonde o fanatismo, suscitado por um homem, pode levar vários e vários outros. Quarto, por mais oportunística que seja a DEVOÇÃO (e não ADORAÇÃO, a qual é devida somente a Deus) dos pós-tefepistas ("Arautos do Evangelho") a Nossa Senhora, é justamente Dela que estamos precisando hoje. Quinto, eu creio que você esteja sendo vítima de preconceito neste seu raciocínio. Todas as nossas ações, no dia a dia, revestem-se de caráter político, eis que levadas a cabo num meio social. Agimos, negociamos, transigimos, preponderamos, em todos os atos diários. A religião, que dota os humanos de sentido de viver e de orientações metafísicas para o seu agir permeia, ou deveria permear, as nossas ações. Isso cham-se simplesmente COERÊNCIA. Já tive oportunidade de dizer: quem propugna uma certa Sociedade LAICA, na realidade propugna por uma sociedade ANTI-RELIGIOSA. Não deve haver LAICIDADE por parte do Estado, mas sim NEUTRALIDADE, com o respeito e a consideração por toda a atividade religiosa, principalmente aquela professada pela MAIORIA dos habitantes do País. Neste sentido, termos um governante religioso e respeitador da sua Fé, no meu entender somente pode ser BOM e não mau ou opressivo. Muito diferente do atual "grande líder" que foi devidamente examinado por D. Scheidt, Arcebispo do Rio de Janeiro: "Lula não é católico, é caótico!". Você sabia por exemplo, que o Indigno, proximamente Excomungado (*), à despeito do repúdio ao aborto de mais de 90% (NOVENTA POR CENTO) da população brasileira e das promessas feitas à CNBB por ocasião do escândalo do "mensalão" enviou projeto de lei ao congresso, discretamente, para descriminalizar TOTALMENTE o aborto? Como católico que sou e apenas neste quesito, mil vezes o Alckmin do que este maldito! Um abraço grande. (*) Pela tradicional doutrina católica e de acordo com o Código de Direito Canônico, todos os que praticam aborto, fazem-no em outras pessoas, assistem o ato, inclusive como acompanhantes, postulam pela sua instituição, votam a favor em projetos de lei para asua instituição, etc. sofrem automatica excomunhão, "ipso facto", reservada ao Sumo Pontífice, ou seja, de uma natureza de pecado que só pode ter absolvição pelo próprio Papa ou por alguém a quem ele delegou formalmente poder para tanto. Veja-se a gravidade!

Pois bem doutor, ai que mora o problema. Quando...

Rodrigo (Advogado Assalariado - Trabalhista)

Pois bem doutor, ai que mora o problema. Quando havia uma intensa crítica dos conservadores a influência da doutrina católica no PT, nada se falava. Agora, quando, a influencia parte deles, a coisa muda de figura. Tenho dito a todos os meus amigos: gosto do Alckmin, acho uma figura sensata e de grande valia a ordem democrática. Ele faz o que todo o político deveria fazer, não se meter em política. Todavia, entretanto, entrementes, porém, vejo um perigoso precedente uma inteferência desta ordem em assuntos políticos. Suas posições, suas aptidões às maluquices teocráticas, me deixa preocupado(não estou aqui comparando a reais estado teocráticos). Já basta a TFP, agora travestida de adoração à nossa de fátima...

Ah. Apenas uma pergunta a mais? Qual é o pro...

Richard Smith (Consultor)

Ah. Apenas uma pergunta a mais? Qual é o problema da "Opus Dei" para você? No que a eventual pertença a ela deslustraria um candidato a um cargo majoritário? (ops, na realidade, acabaram sendo duas perguntas, não?) Outro abraço.

Meu querido amigo Rodrigo: Em primeiro lug...

Richard Smith (Consultor)

Meu querido amigo Rodrigo: Em primeiro lugar, os meus parabéns a você e à sua esposa e os meus votos de felicidades para o futuro filhote (menino, se eu pude entender). Em segundo lugar, por favor não me tome por ingênuo ou por cínico. Eu não desconheço os defeitos e as safadezas da maioria dos politicos que andam ou andaram por ai. Apenas acredito, de acordo com a Doutrina católica que é necessário se fazer "o melhor possível". Sendo assim, escolher "o melhor candidato possível". Foi o qye eu sempre procurei fazer Até porquê, já preceitua o ditado; "O ótimo é inimigo do bom". Se formos esperar o candidato "celestial", o "demiurgo", o "messias", acho que vamos ter de esperar sentados. No mais, caro amigo, faço minhas as palavras do REINALDO AZEVEDO, no seu blog (www.reinaldoazevedo.com.br), no dia de hoje e abaixo transcritas: "NÃO ERRAR MAIS. HORA DA ENGENHARIA MORAL Tudo indica, como já escrevi, que haverá segundo turno. Havendo, é grande a possibilidade de Geraldo Alckmin vencer. Quero celebrar duas coisas: o fato em si — já que não preciso mais me esgoelar para demonstrar que o PT quer que a democracia se dane — e o acerto daqueles que, como nós, insistíamos: 'Bate nele, Geraldo; bate nele', a exemplo do Ditão de Pinda (lembram-se dele?). Eu credito a mudança no quadro eleitoral a duas coisas: ao noticiário — que não teve como não ser anti-Lula ao ser absolutamente frio e objetivo (contra o petismo, a verdade já é um remédio eficientíssimo) — e ao horário eleitoral de quinta-feira, que bateu pesado, bateu para valer. E isso só aconteceu porque um novo escândalo, que atinge o cerne do Estado de Direito, veio à tona. É importante identificar os erros para ampliar as margens que delimitam o campo do acerto. Não vale, porque seria trapaça intelectual e histórica, afirmar que a campanha de Alckmin sempre esteve certa, que só se chegou até aqui por causa de uma estratégia rigorosamente pensada, que isso tudo estava nos planos. Convenhamos: ninguém tinha combinado nada com Jorge Lorenzetti, Osvaldo Bargas, Hamilton Lacerda, Expedito Veloso e afins... Movido pela prepotência e pelo espírito totalitário que o anima, o PT cometeu um erro brutal. Note-se que o PSDB só entrou firme com o assunto no horário eleitoral quando percebeu que o jornalismo comprou a pauta — uma parte do jornalismo ao menos; a outra não compra, mas vende a pauta... O primeiro programa do PSDB depois das prisões ainda foi de uma inacreditável timidez. Era absolutamente óbvia a necessidade de descontruir Lula. E fazê-lo por meio do discurso político ('É a política, estúpido!'), que tanta ojeriza provoca nos marqueteiros, que já têm um clichê estético e dele não gostam de abrir mão: o obreirismo. Funciona para candidatos que estão disparados na frente (veja-se o caso de Serra, que não precisa bater em ninguém ou fazer campanha negativa: para quê?), mas costuma ser ineficaz para quem está muito atrás. Essa besteira de que campanha negativa tende a afastar o eleitor é só um dos braços do ódio à política que passamos a cultivar no Brasil. É evidente que é preciso fazer propostas; é evidente que é preciso mostrar um passado de realizações (pegue-se o caso de Mercadante: teve de se agarrar a Lula porque nada tinha a oferecer; o presidente agora o quer longe...); é evidente que é preciso falar de futuro. Mas é evidente, também, que a eleição serve a um propósito educativo, de elucidação de diferenças. Alckmin nunca foi candidato apenas a gerente, mas a gestor dos principais instrumentos que as instituições oferecem para aperfeiçoar a democracia — a depender do presidente, ela regride. Estava claro que aquele obreirismo e aquele bom-mocismo tinham um alcance limitado. De resto, há que se supor que o desmonte sensacional da conspirata contou, aí, sim, com alguma forma de Inteligência, esta com 'I' maiúsculo. Acho bom vocês se lembrarem disso. Naquela sonolência em que vinham as coisas, não se chegaria a lugar nenhum. O avanço era tão lento, que só se vislumbraria um segundo turno na véspera do Natal... E os tucanos ainda acabariam vítimas de escroques. Por que isso? Porque não pretendo, no caso de segundo turno, voltar a me ler afirmando essa mesma coisa, reafirmando o que disse dezenas de vezes ao longo da campanha. Este sufoco todo não era, na verdade, necessário. Se havia, e há, uma blindagem de Lula nas camadas de menor renda, isso não implica que elas sejam destituídas de moral, de vergonha na cara, de bom senso. O senso comum, não importa a conta bancária do sujeito, é o de que não se deve roubar. Não me venham, pois, com predestinações e justificativas de estratégias mirabolantes. Não sei se Alckmin passa mesmo para o segundo turno e se, passando, vence a eleição. Torço porque é o razoável a fazer contra o demônio totalitário. O que sei é que não se pode abrir mão de fazer política. Foi preciso um tsunami para que a campanha encontrasse o tom adequado. 'Ah, antes, era impossível porque Lula estava blindado'. Bobagem. Se a safadeza não era lembrada pela oposição, esperava-se que o povo o fizesse por conta própria? 'Isso é passado' pode-se dizer. Também é futuro. Tanto um futuro imediato, com a possibilidade de segundo turno, quanto um mais distante: é preciso dar nome a certos métodos que estão em prática para que possam ser banidos. O PT cometeu um erro monumental. Hora de seu adversário avançar. Que não se volte a falar em burocratês. Chega de falar tanto em obra. Precisamos mais é de uma nova engenharia moral." Um abraço grande.

Richard, Endendo seu ponto de vista. Considero...

Rodrigo (Advogado Assalariado - Trabalhista)

Richard, Endendo seu ponto de vista. Considero ele extrema valia, mas vou te abrir os olhos. Dentre os vários candidatos citados, a auréa de candura está longe de existir. Não posso dizer nomes, até porque, não estou autorizado para tanto. Também não estou aqui para mudar sua opinião, até não vou conseguir e nem quero. Te falo uma coisa, todos, sem exceção, tem rabo preso. É duro escutar isso, não existe neste mundo podre da política alguém que valha 1 conto (a exceção do suplicy, que é doido de pedra. Converse com ele, vai entender o que estou te dizendo). Talvez você não acredite, mas sabe o Montoro? Tem uma briga monstruosa no inventário. Sabe o Covas? Nem queira saber o que o filho dele é capaz (não foi por acaso que o maluf tentou acusá-lo). Já o Alckmin, gosto de sua intenções, mas sua vinculação com a opus dei, me deixa perplexo. Nem sei qual sua posição, respeito até se você se simpatizar, mas o projeto de poder desses caras é pior que qualquer comunista vagabundo. Agora tenho que ir. Meu filho nascerá em breve e preciso comprar as coisinhas dele. Abraços e depois eu te mando minha dúvida. É cabeluda. Abracos, rodrigo.

Olha, amigo Rodrigo, não é bem assim. Eu sem...

Richard Smith (Consultor)

Olha, amigo Rodrigo, não é bem assim. Eu sempre votei MDB: Quércia (em outros tempos, para senador, quando as suas trampolinagens no governo de Campinas não eram divulgadas - sempre por conveniência), Franco Montoro, Fernando Henrique Cardoso (senador e prefeito), e depois PSDB: Covas, etc. Hoje em dia acho o PSDB uma bosta, um partido fracionado, frouxo (sempre foi)e acovardado ante a "popularidade" de Lulla. VOlto a dizer Geraldo Alckmin foi largado "na chuva e no sol". Este é um motivo, entre outros mais imperiosos, que me impele para preferi-lo. Os outros são: baixa qualidade dos demais candidatos, a necessidade VITAL, absolutamente de VIDA OU MORTE, de varrer esta canalha que se apoderou do Estado nacional. Apresenta-se assim, para mim, o encontro de duas oportunidades raras. A primeira, de romper, para sempre, com esta "aura" fajuta, fabricada, de "santidade" da esquerda, habilmente manipulada pelo PT ao longo de decadas, com a cumplicidade de certos setores da Igreja, do funcionalismo e dessa Imprensa acrítica e do "sim senhor", quando se tratava da malvadezas e contradições desses podres; A segunda é poder eleger um candidato jovem e de padrões morais elevados, fruto do adequado exercício da espiritualidade, fator extremamente importante, como já mencionei. Melhor, com a capacidade de imprimir novos e rumos aop nosso País, sem altos comprometimentos e sem ter de beijar a mão de safados notórios como o ACM, que nada fizeram pela sua candidatura. Pense nisso e um grande abraço.

quer dizer, só sobraram elas...

Rodrigo (Advogado Assalariado - Trabalhista)

quer dizer, só sobraram elas...

Você tem razão também. Nem as moscas sobraram.....

Rodrigo (Advogado Assalariado - Trabalhista)

Você tem razão também. Nem as moscas sobraram... só sobraram elas voando ao redor da m....

LAMENTO CONTRARIAR A MUITOS , MAS , OS POUCOS ,...

A.G. Moreira (Consultor)

LAMENTO CONTRARIAR A MUITOS , MAS , OS POUCOS , " GENTE BOA " , QUE O PT TINHA , SAÍRAM, QUANDO COMEÇOU A MANIFESTAÇÃO DA , ÁVIDA , CORRUPÇÃO

Vale a pena ver... talvez ai está indicativo do...

Rodrigo (Advogado Assalariado - Trabalhista)

Vale a pena ver... talvez ai está indicativo do porquê da vantagem do Lula nesta eleição. http://p.mm.uol.com.br/video/folha/debate20060922_alta.asf

Richard, Realmente é muito complicado. Mas vou...

Rodrigo (Advogado Assalariado - Trabalhista)

Richard, Realmente é muito complicado. Mas vou te dizer uma coisa. O PT (e te afirmo com conhecimento de causa) não está engendrado de pilantras. Tem gente muito boa. Não falo dos que comandam. Esses fazem da política um meio de vida. Não valem um p... Conheço a promiscuidade das atitudes. Tenho diversos outros casos para te contar. Mas estou montando um dossiê para vender para o PSDB e ganhar pelo menos uns 20 reais. Quanto a mim, vale te dizer: tomei porrada da polícia do Fleury em greve de professor. Dormir na praça da república em frente à secretaria de educação. Até em acampamento dos sem-terras em zona de conflito já fiquei. Vi um pouco de tudo. Em todos esses momentos existia sim, uma vontade de mudar o Brasil para melhor. É claro, sempre acompanhado de malucos que acreditavam que era possível mudar o Brasil pelas armas. Isso fazia parte. Mas na sua grande maioria, pessoas do bem. Não pegariam em armas nem para matar tatu. Só que correr para aonde?? Para os braços do PFL, PP? Isso nunca. Essas ratazanas nunca. Ta ouvindo, nunca! Essa ala nunca receberá um voto meu. Jammé. O PSDB talvez seria um caminho, mas como. Eu não suporto o esteriótipo do Psdebista. Aquele tipo que compra a revista Você e fica me mandando arquivos em power point com mensagens de como melhorar meu dia. Aplicando a cada exemplar da Economist uma nova visão de mundo. Ta difícil. Não adianta. Para ambos. Você, também, tenho “quase” certeza, está incomodado com as opções disponíveis. Não adianta tentar me explicar o contrário. Não adianta, pois votando no PSDB, levará a cambada dos famigerados do PFL. Imagina ACM como ministro da educação? Mas esperemos! Vamos ver no que vai dar! Seja o que Deus quiser... Abraços, Rodrigo.

Caro Dinamarco, Não discuto com quem tem email...

Rodrigo (Advogado Assalariado - Trabalhista)

Caro Dinamarco, Não discuto com quem tem email da OAB. Vou me especializar em direito penal primeiro. Depois eu comento sua mensagem, não estou a sua altura...

Agora, uma nova pregação religiosa aos ateus e ...

Richard Smith (Consultor)

Agora, uma nova pregação religiosa aos ateus e incrédulos: Depois desse último episódio do "dossiê Tabajara", mais conhecido como "dossiê tiro-no-pé" como duvidar da existência de Deus e de que Ele seja brasileiro, hein?!

Eepa! Nos noticiosos da internet nesta noite...

Richard Smith (Consultor)

Eepa! Nos noticiosos da internet nesta noite: Mercadante joga a toalha! "Não quero ser governador a qualquer custo!" O Canalha: Parece que as eleições se resolverão no SEGUNDO TURNO. Alíás é bom que haja segundo turno." QUE VIRADA, HEIN?! PETELHOS E PETRALHAS...HELLÔ?! CADÊ VOCEEÊS...?!

Caro Dr. Raslan: Se depois de tudo o que eu ...

Richard Smith (Consultor)

Caro Dr. Raslan: Se depois de tudo o que eu disse o senhro continua com esse tipo "miope" convicção, o que fazer? Como eu disse, a canalhice encontra-se no DNA deste partido burguês metido a revolucionário, porém de extração leninista/gramsciana. "Verdade", "ética" e "moral", só as deles! E isso eu não posso admitir. Jamais! Lulla é do PT e hoje elle É o PT, que sem elle nunca teria chegado ao poder. Saudações.

Richard, O PT está inchado de sindicalistas pr...

Gilson Raslan (Advogado Autônomo - Criminal)

Richard, O PT está inchado de sindicalistas profissionais, cuja prática democrática é pouco ou nada recomendável. Eles são capazes de assassinar adversários, forjar dossiés, inventar as mais escabrosas mentiras e assaltar os cofres dos sindicatos para comprar consciências, com o único objetivo de se manterem no poder, explorando e iludindo os trabalhadores que deviam representar. Todos eles fazem das suas carreiras de sindicalistas um trampolim para subir aos poderes da república. Penso eu que se o PT excluísse esses malfeitores, principalmente os paulistas, o partido seria outro bem diferente, pois tem um programa social de fazer inveja até a países socialistas da Europa. Veja você que em todos os escândalos do Governo Lula esses petistas/sindicalistas/paulistas estão envolvidos. A única exceção em tudo que eu disse está em Lula, um homem que preocupa verdadeiramente com os destinos de nosso país. Com certeza, por isto mesmo, Lula desponta em todas as pesquisas de intenção de voto. Isto nos leva à conclusão de que o povo está votando em Lula, independentemente do PT. Acho até que, depois das eleições, sob a liderança de Lula, uma nova agremiação política vai surgir com nomes comprometidos com a ética e a moralidade e com o desenvolvimento do Brasil, tais como: José Alencar, Pedro Simon, Jefferson Perez, Aécio Neves, Marco Maciel, Ciro Gomes, Germano Rigotto, Roberto Requião, dentre outros tantos homens honestos que ainda existem na política. Somente com uma nova agremiação política, composta por homens do jaez dos acima citados, é que podemos ter certeza de que a corrupção será varrida da prática política.

Prezado Rodrigo : esqueci-me : não duvido que v...

A.C.Dinamarco (Advogado Autônomo)

Prezado Rodrigo : esqueci-me : não duvido que você deva ser bom Advogado Trabalhista. Do crime, certamente, falta-lhe alguma coisa. Nada como uma boa especialização. Grande abraço. acdinamarco@adv.oabsp.org.br

Comentar

Comentários encerrados em 29/09/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.