Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Crítica à corrupção

PT consegue tirar trecho de propaganda de Alckmin do ar

O PSDB está proibido de reexibir trecho da propaganda do candidato à Presidência, Geraldo Alckmin, que ataca o governo de Luiz Inácio Lula da Silva, candidato à reeleição pelo PT. O trecho diz: "Mas o governo precisa dar o exemplo. Em primeiro lugar, tem que ser honesto. A corrupção é a pior das violências porque tira dinheiro do pobre para dar para o malandro, que às vezes é alto funcionário e trabalha na sala ao lado".

A decisão é do ministro Marcelo Ribeiro, do Tribunal Superior Eleitoral. Ele acolheu, parcialmente, o pedido de liminar do PT. Ribeiro afirma que não vislumbrou, em juízo preliminar, que o programa tenha veiculado afirmações injuriosas, caluniosas ou difamatórias. No entanto, declara que a parte final da propaganda pode configurar ofensa.

Na Representação, o PT também pediu direito de resposta, conforme previsto no artigo 58 da Lei das Eleições (9.504/97). Este pedido ainda será julgado pelo TSE.

RP 1.162

Revista Consultor Jurídico, 18 de setembro de 2006, 19h45

Comentários de leitores

1 comentário

"Mas o governo precisa dar o exemplo. Em primei...

Luiz Augusto Mendes (Delegado de Polícia Estadual)

"Mas o governo precisa dar o exemplo. Em primeiro lugar, tem que ser honesto. A corrupção é a pior das violências porque tira dinheiro do pobre para dar para o malandro, que às vezes é alto funcionário e trabalha na sala ao lado". Perfeito. Ministro, com todo respeito, vá plantar batatas.

Comentários encerrados em 26/09/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.