Consultor Jurídico

Notícias

Diversidade na Justiça

Para punir índio, ele deve saber que cometeu ato ilícito

Comentários de leitores

4 comentários

Meu amigo Felipe. Saudações! Inicialmente, m...

Richard Smith (Consultor)

Meu amigo Felipe. Saudações! Inicialmente, muito obrigado pela sua gentileza. Por favor, não me entenda mal. Os meus comentários procuram sempre versas sobre o "pano de fundo" das noticias. Ir "um pouco mais ao fundo" de modo a, muito humildemente, suscitar um pouco mais de raciocínio acerca dos fatos. Contra o artigo não tenho nada. Mais ainda, contra a noção, bem expressa na manchete do mesmo, de que precisa haver um grau mínimo de consciência da culpa, para poder haver responsabilização do silvicola, também nada. O que eu critico, novamente como "pano de fundo" são os pensamentos e noções bizarras e "politicamente corretos" que campeiam por aí, sem a mínima contestação e que procuram, literalmente, a inversão total de valores. Porisso chamo a sua atenção de que dirigi minhas criticas aos hipotéticos "sociólogos da PUC", os quais, entre tantos outros e imbuidos de noções Rousseaunianas, ainda aderema à noção do "bom selvagem", inclusive (por complexos de falsa inferioridade moral e de critica pequeno-burguesa "aborrecente") idealizando a sua sociedade de pés-descalços, visando com isso "desconstruir" os valores judaico-cristãos que basilam a nossa. Enfim, destruindo sem nada construir no lugar! Criticando, como no caso do Marcola e do PCC sem nada sugerir de construtivo, senão que a Sociedade se renda, de vez, à marginalidade. Entre outras coisas muito piores. Este é, o sub-texto do meu comentário. Um abraço muito grande.

Prezado Sr. Richard, Primeiramente, é um pra...

Felipe Boaventura (Estagiário)

Prezado Sr. Richard, Primeiramente, é um prazer encontrá-lo novamente neste fórum de discussão. Realmente não compreendi o motivo da indignação que o levou a atacar tão severamente o artigo do Dr. Roberto Lemos, que por sinal, mais expõe fatos pertinentes ao assunto que a opnião pessoal do autor acerca do tema. Não vejo incoerências no artigo, é injusto tratar silvícolas como se civilizados fossem. É inconstitucional e atentatório, nosso tão celebrado princípio da isonomia pacifica muito bem a questão. Sem me aprofundar por demais, sou inicialmente a favor dos fatos expostos, na única leitura que procedi, não visualizei nada que eventualmente me conduzisse à opinião correlata à sua. Novamente, é muito bom ponderar as idéias com o senhor, como já coloquei em outras oportunidades, acredito que a discussão ética e racional é melhor trilha para a pacificação de questões controversas e indefinidas. Fraternalmente, Felipe Boaventura

Mas que perícia antropológica?!! Feita por...

Richard Smith (Consultor)

Mas que perícia antropológica?!! Feita por este imbecis, tipo PUC, que acham lindo e "romântico" manter o índio intocado, numa vitrine, para apreciação de sua "cultura" altamente desenvolvida e progressista? O irmão indio não merece ser um brasileiro completo, desfrutar de todo o patrimônio sócio-cultural que desfrutamos? (Em que pese a imbecilização e "escrotinamento" dessa mesma Sociedade, em parte imposto pelos mesmos boçais-relativistas-laxistas que pretenderão "periciar" os coitados?)? Já pensou se os bravos e jovens padres jesuítas tivessem pensado assim? Que hipocrisia! Que verdadeira merda! Quanta boçalidade! Todos nós, que temos sangue indigena nas veias, devemos votar a andar de tanga? E expor crianças defeituosas e velhos, para que morram? E brigar de lanças e tacapes uns com os outros? Bairros contra bairros? Que vidão, hein? Que progresso! Glorificam a vida primitiva do índio! Idealizam a sua "pureza", "desapego" e até, o seu "socialimo" (?!!!), mas experimentem peguar três "walkman" e joguar no meio de sete índios para ver o que acontece! É facil ser "desapegado" e "socialista" quando não se tem nada e se vive em constante perigo e luta contra o meio-ambiente, e necessitado estreitamente do convivio de outros iguais para a superação dessa necessidades. O índio é igualzinho a nós, em defeitos e qualidades; em direitos e deveres. Em dignidade. O resto é patranha de imbecis que padecem de um injustificado "remorso" pequeno-burguês e "europeu".

1 - O CIDADÃO IGNORANTE NÃO TEM ESTAS REGALIAS,...

A.G. Moreira (Consultor)

1 - O CIDADÃO IGNORANTE NÃO TEM ESTAS REGALIAS, NEM TEM NINGUÉM QUE SE PREOCUPE EM EDUCÁ-LO NEM EM PROTEGÊ-LO : VAI EM CANA SE COMETER QUALQUER ATO ILÍCITO ! ! ! 2 - POR OUTRO LADO, O ÍNDIO, QUANDO MATA O BRANCO, NÃO COMETE CRIME , SEGUNDO INTECLECTUAIS E PESQUISADORES QUE DEVERIAM MORAR NA ALDEIA ,... MAS , SABEM E TÊM , PLENA , RAZÃO E ENTENDIMENTO , QUANDO FAZEM REENVINDICAÇÕES ! ! !

Comentar

Comentários encerrados em 25/09/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.