Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Thélio de Magalhães

Missa de sétimo dia de Thélio de Magalhães será na Igreja do Carmo

A missa de sétimo dia em memória do jornalista Thélio de Magalhães acontecerá nesta quinta-feira (14/9), às 12h15, na Igreja do Carmo, na avenida Rangel Pestana, 230, região central da capital paulista. Thélio morreu aos 70 anos de idade, vítima de um câncer.

O repórter pavimentou sua carreira de quase 50 anos no jornalismo com uma característica especial da sua biografia: sobriedade e discrição. Escolheu para si o papel de relatar fielmente os fatos do dia-a-dia forense, da advocacia e assuntos da área sem ceder à tentação de entronizar os temas clamorosos que nem sempre têm real importância na vida da comunidade.

Nos últimos anos, atuou como repórter do jornal O Estado de S. aulo, da TV Globo e da rádio Jovem Pan. Antes, trabalhou também nos jornais Última Hora, Diário Popular e Folha da Manhã.

Desde o dia de sua morte, 7 de setembro, a revista Consultor Jurídico tem recebido muitas manifestações de carinho sobre o jornalista e que publica em sua homenagem. O advogado Luiz de Camargo Aranha Neto foi um dos que falou sobre o repórter (clique aqui para ler outras manifestações).

“O Thélio era uma pessoa incrível. Os que conviveram com ele sabiam da sua capacidade de transcrever de forma clara e concisa uma matéria complexa para os demais mortais. Sempre me dizia que escrevia para aqueles que não tinham conhecimento do “juridiquês” e tentava e conseguia o que muitos juizes não conseguem: ser sintético. Sua perda será sentida por todos que compartilhavam da sua amizade. Esperamos que sua lição seja referência para aqueles que venham a seguir o caminho do jornalismo jurídico, cobrindo com perfeição um campo tão complicado, com dignidade e obstinação por notícias quentes, sem enveredar pelo sensacionalismo. Volta e meia me ligava para comentar uma decisão, que muitas vezes ainda não tinha conhecimento, pois o Thélio era mais rápido que internet. Sempre questionado, respondia “que iria recorrer”. Até que um dia ele me ligou e perguntou: “você ganhou e vai recorrer?”. Sem outro argumento, disse: dos honorários!!” Vamos sim, sentir falta do Thélio que com sua gagueira (que não o incomodava), motivo de vários incidentes de percurso, conquistou todos os operadores do Direito.”

O filho do jornalista, Thélio Garcia de Magalhães Júnior, agradeceu em nota o carinho manifestado pela figura de seu pai.

Leia a nota

Em meu nome e de toda a família, gostaria de deixar registrado os agradecimentos ao site Consultor Jurídico pela matéria publicada no dia 7 sobre o falecimento de meu pai, jornalista Thélio Garcia de Magalhães, com o depoimento carinhoso de inúmeras pessoas ligadas ao mundo jurídico.

Não poderia também deixar de agradecer aos amigos de primeira hora, os jornalistas Milton Rondas e Fernando Porfírio, às empresas O Estado de S. Paulo, Rádio Jovem Pan e TV Globo pela atenção e total apoio que dispensaram a meu pai durante os últimos 12 meses, e aos médicos e enfermeiras do Hospital Beneficência Portuguesa, em especial ao Dr. Nelson Aquino de Carvalho.

Atenciosamente,

Thélio Garcia de Magalhães Júnior

Revista Consultor Jurídico, 13 de setembro de 2006, 7h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 21/09/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.