Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Operação Sanguessuga

Acusado na Máfia dos Sanguessugas pode depor sem ser preso

O ex-secretário parlamentar Marco Antônio Lopes, acusado de envolvimento na Máfia dos Sanguessugas, poderá depor sem ser preso. A 3ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região concedeu Habeas Corpus para ele.

Lopes entrou com pedido de HC pois se evadiu do distrito de culpa, o que poderia causar a sua prisão. A Máfia dos Sanguessugas era um esquema fraudulento de liberação de emendas parlamentares para compra superfaturada de ambulâncias.

No pedido de Habeas Corpus, o ex-secretário afirmou que não trabalha mais no gabinete parlamentar em Brasília e que é um simples funcionário, que teve sua conta utilizada pelo esquema investigado.

O relator, desembargador Federal Cândido Ribeiro, observou que todos os outros acusados da operação que já depuseram se encontram em liberdade, alguns em razão da concessão de Habeas Corpus pelo TRF-1 e outros por ordem do juízo de primeiro grau. Por isso, concedeu o pedido.

Revista Consultor Jurídico, 8 de setembro de 2006, 13h16

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 16/09/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.