Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Pecado na sacristia

Padre americano é alvo de nova acusação de abuso sexual

Por 

O padre Anthony Mercieca, de 70 anos, acusado de assédio sexual pelo ex-deputado republicano Mark Foley, é alvo de nova denúncia, pelo mesmo motivo. As novas alegações contra Mercieca foram feitas por um homem que viveu no norte de Miami e era coroinha na Igreja Católica Sant James, onde o padre trabalhava, revela o advogado Jeffrey Herman.

Foley renunciou a seu cargo de deputado depois que foi acusado de molestar adolescentes enviando cenas de sexo pela internet. Foley acusa o mesmo padre de tê-lo molestado quando era criança.

Segundo o advogado, a ação foi ajuizada nesta quinta-feira contra a Arquidiocese de Miami. Seu cliente, hoje com 40 anos, e identificado na ação como John Doe Número 26 , teria sido abusado pelo padre quando tinha 12 anos de idade.

“Meu cliente estava pensando a não levar o caso em frente mas quando o deputado Foley revelou sua história e a própria Igreja estimulou outras vítimas a falarem, ele resolveu abrir o jogo”, diz o advogado Jeffrey Herman.

A vítima conta que “todos os meus pesadelos voltaram” quando a foto de Mercieca apareceu no noticiário semana passada, depois que o deputado Foley revelou os abusos do padre. Foley ficou famoso por sua renúncia ao cargo de deputado republicano depois de ter enviado uma coleção de mensagens de conteúdo sexual explícito para adolescentes, a partir do computador do Congresso.

A porta-voz da Arquidiocese de Miami, Mary Ross Agosta, diz que “todo tipo de comportamento dessa natureza, da parte do padre Mercieca, era desconhecido da arquidiocese. Da mesma forma, a arquidiocese não dispunha de nenhuma informação que indicasse que o padre tinha ou incentivava esse tipo de comportamento”.

A Arquidiocese de Miami suspendeu Mercieca de todos os serviços na igreja quando passou a investigar as acusações do deputado Foley, de que o padre o molestara quando ele era coroinha na Igreja Católica Sagrado Coração, em Lake Worth, em, 1967.

Mercieca, de 69 anos de idade, agora mora na ilha maltesa de Gozo, no Mar Mediterrâneo. Mesmo aposentado, Mercieca ainda exerce funções sacerdotais na catedral de Gozo, da Arquidiocese de Malta. Seu advogado é Alfred Grech

Em 18 de outubro passado ocorreu outra ação contra a arquidiocese de Miami . Um homem alegou ter sido sexualmente abusado por dois padres, nos anos 80. O homem é conhecido no processo como John Doe Número 25, tem 39 anos e declarou que quando tinha 14 anos sofreu abuso sexual dos padres Gustavo Miyares e Pedro Jove, num acampamento de verão do Seminário Regional São Vicente de Paulo, na praia de Boynton, na Flórida.

 é repórter especial da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 27 de outubro de 2006, 12h41

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 04/11/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.