Consultor Jurídico

Notícias

Invasão de horário

Propaganda eleitoral de Lula perde mais 21 segundos

Comentários de leitores

6 comentários

Realmente os petistas nao conseguem nem respeit...

Sol (Outros)

Realmente os petistas nao conseguem nem respeitar as regras eleitorais. Aliás, no PT o que menos se viu foi respeito, principalmente respeito ao cidadão brasileiro. Lamentável.

É preciso respeitar a Constituição e a vontade ...

Armando do Prado (Professor)

É preciso respeitar a Constituição e a vontade das urnas Respeitar a lei e a Constituição, defender a separação e a harmonia entre os Poderes da República, exercer os nossos direitos civis na sua plenitude. Essas são convicções e bandeiras e correspondem à minha vida pública de mais de 40 anos. Não é possível calar e nem aceitar passivamente as tentativas de judicializar ou tribunalizar o processo político institucional brasileiro e, o mais grave, as eleições presidenciais de 2006. É preciso respeitar a Constituição e a decisão democrática das urnas, respeitar a soberania popular e, principalmente, respeitar a Justiça e sua polícia judiciária. Não é papel do presidente da República, da OAB, das associações profissionais dos integrantes do Poder Judiciário e muito menos do Poder Judiciário policiar a polícia. Por tudo isso é indispensável saudar a posição do presidente da OAB, Roberto Busato, e do presidente da Associação Nacional de Delegados da Policia Federal, Sandro Torres Avelar, que claramente apoiaram a atuação da PF como polícia judiciária da União e não entraram no jogo da oposição de constranger a atuação da PF acusando-a de leniência ou mesmo prevaricação. Prevaleceu o bom-senso e a verdade dos fatos, não a vontade política da oposição. Deixem a Polícia Federal trabalhar, deixem o Ministério Público Federal trabalhar – inclusive no papel de corregedoria das polícias –, deixem o povo votar. Vamos respeitar a vontade popular e vamos nos mobilizar, dentro da lei e da Constituição, do direito de manifestação e de opinião, para reeleger e apoiar o presidente Lula. O direito constitucional de opinião continua vigente e neste blog vou exercê-lo na plenitude, sem medo, respeitando as instituições, mas também defendendo a democracia, sem delegação ou mandato, apenas como mais um cidadão brasileiro. enviada por Zé Dirceu

Alô Prado, Patuléia e Josimar, distintos senhor...

omartini (Outros - Civil)

Alô Prado, Patuléia e Josimar, distintos senhores comentaristas (ou panfletistas): mencionar como cientista político, Renato Lessa, depois da sandice escrita, não é demais?

O Alckmin não deveria aceitar mais qualquer tem...

Josimar (Consultor)

O Alckmin não deveria aceitar mais qualquer tempo extra para ele falar nos horários eleitorais, pois as pesquisas mostram que toda vez que ele se expressa, perde pontos e mais pontos pelas besteiras que diz. Até o intelectual FHC disse que foi mal interpretado pela entrevista na CBN quando disse que era favorável a privatização da Petrobrás. Intelectual que não sabe se fazer entender é duro heim!!!! E olha que ele é o chefe do Alckmin. O outro aliado dele, o RICHARD SMITH, as vezes demora para entrar neste fórum,pois fica o dia inteiro pesquisando na internet algo contra o Lula para PSDBentelhar, porém ultimamente tá difícil e ele está muito repetitido igualzinho o Geraldinho nariz de pinóchio.

...parece que o rei das sandices e fundamentali...

Robespierre (Outros)

...parece que o rei das sandices e fundamentalista richard está perdendo a esportiva. o que é, não acredita mais na vitória do geraldinho?

Oposição virou "vivandeira de tribunais", diz a...

Armando do Prado (Professor)

Oposição virou "vivandeira de tribunais", diz analista Vale a pena ler a entrevista do cientista político Renato Lessa, "A política dos tribunais ameaça governabilidade", hoje no Valor Econômico. Diz ele: "Não é só o desempenho eleitoral do Alckmin, não se deve apenas ao que ele está fazendo, mas também a como a oposição ao Lula, de um modo geral, está se comportando. A gente tinha no Brasil as vivandeiras de quartel, a turma de direita de quando tinha um governo populista. Começavam a rondar os quartéis para incitar os militares a darem um golpe, na época do Juscelino e depois, na do Jango. Agora temos uma outra figura, as vivandeiras dos tribunais, que querem a tribunalização do conflito político. Não estou querendo livrar o PT, que, na melhor das hipóteses, cometeu sandices, e na pior, crimes que precisam ser investigados. Mas o discurso da oposição é marcado fundamentalmente para a tribunalização da política. Sugere a criação das vivandeiras de tribunais, que vão buscar na Justiça a vitória que não vão ter nas urnas". enviada por Zé Dirceu

Comentar

Comentários encerrados em 27/10/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.