Consultor Jurídico

Notícias

A mão da Justiça

Mais do que as leis, decisões judiciais mudam a sociedade

Comentários de leitores

10 comentários

Não podemos nos esquecer que os Juízes decidem ...

Fábio (Advogado Autônomo)

Não podemos nos esquecer que os Juízes decidem e são influenciados pelas pressões culturais, econômicas, sociais, filosóficas, etc, De sorte que, contrariamente ao amigo Raul, penso que é a sociedade civilmente organizada é quem muda as leis e as decisões judiciais. Muitas vezes, as decisões judiciais tardam a dar uma solução adequada aos conflitos sociais e se fazem necessárias várias Ações Judiciais envolvendo o mesmo assunto até que se cristalizem as decisões judiciais.

Hoje, passei a ter um pouco mais de fé na vida....

Professor Erasmo (Professor)

Hoje, passei a ter um pouco mais de fé na vida. Este artigo mostra o que venho preconizando durante a vida toda: cada ser humano, dentro de uma sociedade organizada, tem um papel fundamental, que é o de sobreviver e crescer, sem agredir o direito alheio e, principalmente, contribuindo para a sobrevivência e crescimento do grupo social, seja ele o núcleo familiar, a cidade, a taba, o feudo, mas, sempre, colaborando para a manutenção do bem comum, com simples atitudes, como essas, dos ilustres juristas, que, assim como qualquer cidadão de bem, fizeram a coisa certa, esmiuçaram um pouco mais as letras frias da lei e cumpriram sua função, demonstrando consciência de grupo. Quem sabe, se cada cidadão tomar para si a responsabilidade e, simplesmente, cumprir seu papel com profundidade, indo além de arranhar a superfície, descortinaremos uma nova realidade? Comentários: professorerasmo@hotmail.com

As decisões judiciais efetivamente podem mudar ...

PAULO FRANCIS (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

As decisões judiciais efetivamente podem mudar a sociedade desde que: os Juízes e advogados ajam como agentes transformadores da sociedade. Mais que isso é necessário que as decisões judiciais sejam eficazes.Esta a grande dificuldade do direito brasileiro. Julio Brandão Marilia-SP

É preciso que sejam dadas respostas vivas a pr...

edson areias (Advogado Autônomo - Civil)

É preciso que sejam dadas respostas vivas a problemas vivos . Georges Rippert lembrava que quando o Direito ignora a realidade a realidade se vinga ignorando o Direito. Excelente artigo !!!

Siqueira, você realmente preferiria que, suponh...

Rafael Leite (Assessor Técnico)

Siqueira, você realmente preferiria que, suponhamos, o processo em que você pleiteia o custeio de um tratamento caríssimo para sua filha doente fosse julgado por alguém que passou os últimos anos da vida dele juntando dinheiro para financiar uma campanha, fazendo conexões escusas para projetar seu nome, aliciando eleitores, comprando votos, criando um curral eleitoral. Ou talvez você prefiriria que fosse alguém que passou esses mesmos anos estudando? Eu não tenho dúvidas de quem escolheria.

SE o juiz quer se arvorar no papel proposto no ...

siqueira (Outros)

SE o juiz quer se arvorar no papel proposto no artigo então deve ser eleito pelo povo.

Então, senhores, somos um país sem leis. As dec...

Band (Médico)

Então, senhores, somos um país sem leis. As decisões são arbitrárias jogadas para a torcida! O que de pior poderia haver numa democracia onde o que impera é a ditadura das leis.

Esse é o direito que a sociedade espera: o dire...

Armando do Prado (Professor)

Esse é o direito que a sociedade espera: o direito que faz justiça transformando a sociedade, saindo dos autos e pisando em terra firme. Se para fazer justiça, for preciso ficar contra o direito, que se fique: a sociedade aplaudirá.

As leis são , muitas vezes , injustas . Quan...

A.G. Moreira (Consultor)

As leis são , muitas vezes , injustas . Quando assim é, compete ao Juiz, deixar de lado a lei , para fazer JUSTIÇA

Da sociedade ou próprios? Legislam e julgam ao ...

Band (Médico)

Da sociedade ou próprios? Legislam e julgam ao mesmo tempo. Dois poderes em um.

Comentar

Comentários encerrados em 22/10/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.