Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Cadeira número VII

Humberto Gomes toma posse na Academia Brasiliense de Letras

O ministro Humberto Gomes de Barros, do Superior Tribunal de Justiça, toma posse na cadeira de número VII, da Academia Brasiliense de Letras, na terça-feira (5/12). Barros foi diretor da Escola Judiciária Eleitoral, corregedor-geral da Justiça Eleitoral, coordenador-geral da Justiça Federal, procurador-geral do Distrito Federal, procurador-chefe da 3ª subprocuradoria-geral do Distrito Federal e procurador do Distrito Federal.

Gomes de Barros é poeta e humanista. Já faz parte da Academia Alagoana de Letras, é sócio do Instituto Histórico e Geográfico do Distrito Federal e autor de diversas Obras Jurídicas e Literárias.

Perspicaz e observador, costuma escrever poemas até mesmo sobre a vida forense e se mostra crítico mordaz de práticas improdutivas do sistema judicial. Torce para o Botafogo, jogou futebol por muitos anos e fundou o Gerovital — time de futebol de Brasília originalmente criado para idosos. Duas imagens dão o tom ao gabinete do ministro: São Francisco de Assis e Dom Quixote.

Conhecido por sua luta pela reforma do Código de Processo Civil, o ministro está na 3ª Turma do STJ, que trata de Direito Privado, integra a Corte Especial e atua também como ministro do Tribunal Superior Eleitoral.

Ele foi relator no processo que decidiu que o extravio de mercadoria em transporte aéreo internacional causado por negligência da empresa transportadora deve gerar indenização pelo valor real, não se aplicando a regra da indenização tarifada prevista na Convenção de Varsóvia. O ministro será homenageado às 1830, no auditório da OAB, seção do Distrito Federal, SEPN, 516, Bloco B, Lote 7.

Revista Consultor Jurídico, 30 de novembro de 2006, 17h41

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 08/12/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.