Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Comando do Judiciário

Melhores práticas de gestão do Judiciário serão divulgadas na terça

Por 

Para premiar, sistematizar e disseminar práticas pioneiras e bem sucedidas do Poder Judiciário, o prêmio Innovare – a Justiça do século XXI, em sua quarta edição, vai divulgar na terça-feira (5/12) práticas de gestão que beneficiam a população. Entre as 150 práticas inscritas, neste ano, destacam-se: melhorias da qualidade e eficiência dos serviços da Justiça e desburocratização na gestão.

“Vamos adaptar as práticas conforme a realidade do Judiciário”, afirma Raquel Khichfy, coordenadora da premiação. Segundo ela, as práticas inscritas são avaliadas por consultores especializados e julgadas posteriormente por personalidades do mundo jurídico, acadêmico e empresarial que integram a Comissão Julgadora, incluindo também sociólogos, economistas e representantes da sociedade brasileira.

Na terceira edição, foram inscritas práticas de cinco categorias – Juiz Individual, Juizado Especial, Tribunal, Ministério Público e Defensoria Pública – de 24 estados. Entre as categorias, destaca-se a primeira participação da Defensoria Pública. E as categorias com alto índice de práticas inscritas são: Juiz Individual e Tribunal.

As práticas foram inscritas por membros do Poder Judiciário, Ministério Público e Defensoria Pública de 24 Estados, contando com a participação das Justiças Estaduais, Federal, Trabalhista,Eleitoral e Militar. As melhores serão publicadas na coleção “A Reforma Silenciosa da Justiça”, distribuída a juízes, promotores e defensores de todo Brasil. Além disso, serão realizados workshops itinerantes de capacitação e implementação e produzidos programas de TV para disseminação do assunto.

A fase preliminar do Prêmio Innovare contou com a participação de consultores que analisaram as práticas inscritas. A escolha dos vencedores coube à Comissão Julgadora. O prêmio é uma realização da FGV Direito Rio, Associação dos Magistrados Brasileiros, Secretaria de Reforma do Judiciário do Ministério da Justiça, Associação Nacional dos Defensores Públicos e Associação Nacional dos Membros do Ministério Público.

Saiba quem participou da comissão julgadora:

- Ministro Gilmar Ferreira Mendes – Supremo Tribunal Federal;

- Ministra Fátima Nancy Andrighi – Superior Tribunal de Justiça;

- Ministro Ives Gandra Martins Filho – Tribunal Superior do Trabalho;

-Doutor Sérgio Renault – Subchefe para assuntos jurídicos da Casa Civil da Presidência da República;

-Doutor João Geraldo Piquet Carneiro – Presidente do Instituto Hélio Beltrão;

-Doutora Maria Tereza Sadek – Pesquisadora do Centro Brasileiro de Estudos e Pesquisas Judiciais;

-Doutor Roberto Irineu Marinho – Jornalista e Empresário, Presidente das Organizações Globo;

-Desembargador Thiago Ribas Filho – Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro;

-Doutor Walter Ceneviva – Advogado. Mantém há quase 30 anos a coluna Letras Jurídicas e Livros Jurídicos na Folha Resenha;

-Defensora Pública Adriana Burger – Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Sul.

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 30 de novembro de 2006, 17h50

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 08/12/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.