Consultor Jurídico

Comentários de leitores

7 comentários

Em primeiro lugar que enaltecer a qualidade dos...

CESAR FARIA (Outros)

Em primeiro lugar que enaltecer a qualidade dos comentários, principalmente do Procurador de Estado Doutor Luis Fernando que tocou o dedo na ferida ao chamar de Tribunal de Exceção a pretensão da OAB. Gostei tanto de suas palavras que gostaria de reproduzi-las em meu blog sobre cidadania. Peço que autorize, enviando um e-mail para cesarfaria.apostilas@gmail.com. Por outro, não concordo muito com o comentário do Doutor Juiz Ferraz de Arruda porque não acho que a vocação totalitária da OAB tenha relação com o governo Lula. É um projeto próprio de poder que está em curso - qualquer que seja o governo - por parte desses que dominam a OAB há muito tempo, todos de olho no quinto constitucional ou até mesmo em uma cadeira no Supremo, sempre. Sempre. Para tanto querem e precisam de mais poder. Escolhem crescer contra os próprios advogados, seus colegas, distinguindo-se da militância, na qual procurarão puníveis para que punam e exibam como troféus de caça. Finalmente, quanto ao execrável projeto no Senado, o que mais me impressiona, é não valer para o processo de suspensão preventiva conduzido pelo Conselho Federal a regra do §7º, que determina que o processo de suspensão preventiva deve ser encerrado em 90 dias. É a suspensão preventiva por tempo indeterminado. É Guantanamo.

Mais do que rídiculo, este projeto toma moldes ...

cremonesi (Advogado Autônomo)

Mais do que rídiculo, este projeto toma moldes de "peneira" com a qual se quer tampar o sol.Eu me pergunto se os políticos só sabem fazer política de engôdo. Por que não um projeto que dê ao Juiz natural do processo criminal o mesmo poder que tem quando se trata de funcionário público ? Poderia o Juiz decretar a perda da inscrição do AQdvogado, além da economia processual e principalmente da lisura e isenção do julgador. è minha modesta opinião.

Tribunal de Exceção dentro da OAB: Ao invés do ...

LUÍS  (Advogado Sócio de Escritório)

Tribunal de Exceção dentro da OAB: Ao invés do advogado ser submetido ao juízo natural, são os cartolas da OAB que escolhem o que querem julgar e o que não querem. Onde já se viu o juízo ser formado não pelas regras do juiz natural, mas pelo clamor público. Fala sério. Quem vai pagar os custos da defesa do acusado, que terá de se deslocar à Brasília? E o direito de recorrer do acusado? Se o advogado é processado na Seccional, pode recorrer ao Federal, e isso será suprimido, ferindo a igualdade perante a lei e o direito ao recurso administrativo. A justificativa da lei também é ridícula: porque o processo demora, ao invés de aperfeiçoar, vamos passar ao órgão superior. Se esta filosofia vingar, acabem os juízes de direito e julguem todos no Tribunal para acelerar os processos. A OAB está cada dia pior. Os processos disciplinares são relatados por pessoas escolhidas por livre indicação, ao invés de sorteio público. Esse pessoal da OAB perdeu a noção. Onde já se viu o Presidente da OAB defender uma barbaridade dessas. Não é só deliquente que se traveste de advogado, há também pessoas com vocação para a ditadura e ignorantes de noções comezinhas de direito constitucional.

Não conheço o Dr. Sérgio Niemeyer, a não ser pe...

Ferraz de Arruda (Juiz Estadual de 2ª. Instância)

Não conheço o Dr. Sérgio Niemeyer, a não ser pelas suas lúcidas opiniões nesta profícua lista de opiniões. Mais uma vez ele está com a razão. Escrevi em 2003 um artigo sobre a nova (velha)ideologia imposta pelo Governo Lula ao País: a centralização, ou se preferirem o corrompido sistema do "centralismo democrático" aplicado por Lênin e desenvolvido por Stalin. O comando centralizado. Não demorou um ano e veio o C. Nacional de Justiça, o Conselho Nacional do Ministério Público e agora um Conselho Nacional (disfarçado) para os advogados. Pena que os advogados, a maioria que freqüenta essas páginas, não percebem o quanto está sendo delitério para a nossa incipiente democracia o CNJ legislando sobre as autonomias da federação. Esse controle é o mesmo que virá sobre os advogados. Enfim, só faltava a advocacia ser domesticada. Mas ainda tenho a viva esperança que esse quadro de tricas e futricas entre advogados e juizes passe e a responsabilidade social e democrática prevaleça unindo os diferentes para que cada um tenha a sua indentidade própria. Pelo menos penso que isso ainda seja possível a partir de um pensamento efetivamente honesto, sem emoções pequeno-burguesas. Meus cumprimentos Dr. Niemeyer.

Projeto ridículo. Querem esvaziar o poder disci...

Sérgio Niemeyer (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Projeto ridículo. Querem esvaziar o poder disciplinar das Seccionais. Fazer o mesmo que fizeram com a Justiça Estadual quando criaram esse monstro sem pé nem cabeça que é a Justiça Federal, posta a serviço do governo da União. Se as Seccionais permitirem isso, iniciar-se-á uma caça às bruxas ao sabor de interesses os mais escusos. É uma vergonha a Ordem dos Advogados do Brasil aceitar esse projeto, essa tutela, essa interferência em sua independência, essa centralização ou concentração que anda na contramão do processo democrático e da estrutura federativa que a Ordem ostenta. Qual o fundamento material a justificar essa aberração? Nenhum. Pura hipocrisia. Os legisladores acham que vão resolver o problema do Brasil editando leis, cada vez mais leis. Ledo engano. A solução do Brasil é um choque de ética, a começar nas próprias casas legiferantes a que pertencem. Onde inocentam seus pares, comprovadamente envolvidos em falcatruas, fraudes, robalheira descarada e despudorada. Acorda Brasil!!!! Francamente, o Senador Álvaro Dias de uns tempos para cá só decepciona!!! Dos projetos verdadeiramente de interesse dos advogados, como o que enviamos para alguns deputados e senadores reformulando o artigo 20 do CPC (referente aos honorários de sucumbência) o Senador, rectius, os senadores e deputados passam ao largo. Até parece que fazem coro e estão empenhados numa conspiração oculta para desacreditar e desarticular a classe perante a opinião pública, como se isso fosse parte de um plano macabro para dar um golpe no País porque a resistência a um tal desígnio seria vigorosamente levada a efeito por quem sempre esteve na vanguarda da democracia: os advogados. (a) Sérgio Niemeyer Advogado - Professor de Direito - Palestrante - Parecerista sergioniemeyer@adv.oabsp.org.br

Projeto ridículo. Querem esvaziar o poder disci...

Sérgio Niemeyer (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Projeto ridículo. Querem esvaziar o poder disciplinar das Seccionais. Fazer o mesmo que fizeram com a Justiça Estadual quando criaram esse monstro sem pé nem cabeça que é a Justiça Federal, posta a serviço do governo da União. Se as Seccionais permitirem isso, iniciar-se-á uma caça às bruxas ao sabor de interesses os mais escusos. É uma vergonha a Ordem dos Advogados do Brasil aceitar esse projeto, essa tutela, essa interferência em sua independência, essa centralização ou concentração que anda na contramão do processo democrático e da estrutura federativa que a Ordem ostenta. Qual o fundamento material a justificar essa aberração. Francamente, o Senador Álvaro Dias de uns tempos para cá só decepciona!!! Dos projetos verdadeiramente de interesse dos advogados, como o que enviamos para alguns deputados e senadores reformulando o artigo 20 do CPC (referente aos honorários de sucumbência) o Senador, rectius, os senadores e deputados passam ao largo. Até parece que fazem coro e estão empenhados numa conspiração oculta para desacreditar e desarticular a classe perante a opinião pública, como se isso fosse parte de um plano macabro para dar um golpe no País porque a resistência a um tal desígnio seria vigorosamente levada a efeito por quem sempre esteve na vanguarda da democracia: os advogados. (a) Sérgio Niemeyer Advogado - Professor de Direito - Palestrante - Parecerista sergioniemeyer@adv.oabsp.org.br

Meu grande amigo A.C. Carvalho Pinto, voce já o...

Francisco Lobo da Costa Ruiz - advocacia criminal (Advogado Autônomo - Criminal)

Meu grande amigo A.C. Carvalho Pinto, voce já ouviu falar de um "rendez-vous" que tem mulheres, todas virgens, e com mais de 25 anos de idade? Pois é, se são virgens, nada impede uma visita, né?, afinal, como dizia um saudoso criminalista, boemio de magnífica picardia (que tinha mesa no La Licorne), o visual já é o bastante para marcar a vida e trazer inspiração. Então Caito, vamos reunir o Dalmo e outros (que aqui não podem ser mencionados) para um drink, com todo respeito.

Comentar

Comentários encerrados em 7/12/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.