Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Xingaram o MP

Roriz e jornalista são denunciados por xingar integrantes do MP

O Ministério Público Federal ofereceu denúncia contra o ex-governador do Distrito Federal, Joaquim Roriz e seu então porta-voz, o jornalista Paulo Fona, no Supremo Tribunal Federal. Eles são acusados de chamar, publicamente, vários integrantes do Ministério Público de “desonestos, perversos e facciosos”.

De acordo com o MPF, as ofensas foram pronunciadas por Roriz durante um discurso no Teatro Nacional de Brasília para integrantes do Programa Saúde Família. O discurso foi reproduzido pelo Caderno Brasília, do Jornal do Brasil, e exibido no DF-TV, da Rede Globo.

Já o jornalista Paulo Fona, em entrevista ao Jornal de Brasília, na edição de 5 de setembro, “identificou os procuradores Franklin Rodrigues da Costa e Luiz Francisco Fernandes de Souza e o promotor de Justiça Jairo Bisol como sendo as pessoas que ‘fazem parte do grupo denominado pelo governador Joaquim Roriz como perversos, desonestos e facciosos’”.

Para o Ministério Público, Roriz e o jornalista só agiram assim porque estavam inconformados com a “atuação rápida e eficaz do Ministério Público no sentido de barrar a ação deletéria do Governo do Distrito Federal no setor da saúde, inclusive evitando que a Fundação Zerbini continuasse a prática nefasta do Instituto Candango de Solidariedade”. O relator do caso é o ministro Joaquim Barbosa.

INQ 2.440

Revista Consultor Jurídico, 27 de novembro de 2006, 18h40

Comentários de leitores

3 comentários

Que heresia !!! Blasfêmia..... como ousam ofend...

RAFAEL ADV (Procurador do Município)

Que heresia !!! Blasfêmia..... como ousam ofender tais entidades ?... Eles são tão "queridos"... http://conjur.estadao.com.br/static/comment/50550

Joaquim Roriz é, com grande mérito, um dos maio...

Mauro Garcia (Advogado Autônomo)

Joaquim Roriz é, com grande mérito, um dos maiores corruptos que este país ja empossou em um cargo importante. Se ele for condenado apenas por uma declaração de cunho ofensivo, vai fazer analogia a Alcapone, que foi condenado por sonegação de tributos, apesar de ser um dos maiores delinquentes da história americana.

É isso que acontece quando se dá asa a cobra.

João Bosco Ferrara (Outros)

É isso que acontece quando se dá asa a cobra.

Comentários encerrados em 05/12/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.