Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Enterrando erros

Médico americano é acusado de matar pacientes na Austrália

Uma corte de Brisbane, na Austrália, pediu nesta quarta-feira (22/11) a extradição de um cirurgião americano acusado de matar e provocar graves ferimentos em pacientes num hospital público australiano. As informações são do site Findlaw.

De acordo com o inquérito policial, o médico Jayant Patel, do estado americano de Oregon, contribuiu diretamente para a morte de 13 pacientes no Hospital de Base Bundaberg, no estado australiano de Queensland, quando ocupava ali o cargo de diretor do centro cirúrgico, entre 2003 e 2005.

A decretação da prisão preventiva foi o primeiro passo no processo de extradição, que agora sairá do gabinete do procurador-geral da República da Austrália para o Departamento de Justiça dos EUA. O premiê Peter Beattie disse que não há hipótese que a extradição de Jayant Patel ocorra antes do final de 2007.

O médico foi contratado na cidade agrícola de Bundaberg, a 300 quilômetros de Brisbane, sem que sua ficha médica nos EUA fosse checada. O histórico revelava sanções pelo Conselho Regional de Medicina dos estados de Oregon e Nova York, sob acusação de negligência médica. Patel é nascido e treinado na Índia, tem cidadania americana e deixou a Austrália em abril do ano passado.

Revista Consultor Jurídico, 23 de novembro de 2006, 13h10

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 01/12/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.