Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Clima esquenta

Ex e atual diretor da ESA trocam farpas antes das eleições da OAB-SP

A sete dias das eleições da seccional paulista da OAB, a disputa pela Presidência está cada vez mais quente. A ex-diretora da Escola Superior da Advocacia (ESA) da OAB paulista, Ada Pellegrini Grinover, divulgou carta de apoio a Rui Celso Reali Fragoso, adversário de Luiz Flávio Borges D’Urso.

Na carta, Ada critica um dos principais apoiadores de D’Urso, Rubens Approbato Machado, pai de Márcia Melaré, candidata a vice-presidente. Ela aponta o que chama de “franca decadência” da ESA, da qual Approbato é o atual diretor. De acordo com ela, faltam professores e coordenadores qualificados. A advogada assume o compromisso de voltar a dirigir a escola se Fragoso for eleito.

Ada, que ficou à frente da ESA por anos, pediu demissão do cargo em novembro do ano passado. Na carta de demissão, descreveu um quadro de sucateamento da escola. Segundo a carta, desde o começo da gestão de D’Urso, a Escola Superior de Advocacia foi desprestigiada e houve pressões para que a indicação de coordenadores se fizesse por critérios políticos e não técnico-científicos. A gota d’água para a demissão de Ada foi o corte da remuneração dos coordenadores de cursos de aperfeiçoamento.

Em resposta às críticas de Ada, o atual diretor da ESA, Rubens Approbato Machado, considerou que a carta tem caráter eleitoreiro e viola “os princípios éticos que devem reger uma disputa eleitoral”. Para Approbato, a Escola Superior da Advocacia não pode ser usada na disputa política pelo controle da OAB paulista.

Veja a carta de Ada Grinover e a resposta de Rubens Approbato Machado

Ada Grinover

Colega,

Como sabe, fiquei anos à frente da Escola Superior da Advocacia da OAB-SP, desde sua criação até o momento em que a presente gestão inviabilizou minha permanência na Direção da Escola, por motivos conhecidos por todos.

A partir de minha saída, apesar dos esforços de Rubens Approbato Machado, a Escola entrou em franca decadência: sem coordenadores qualificados para a estruturação e o acompanhamento dos cursos, sem professores altamente qualificados para ministrarem as aulas, sem uma linha didática e pedagógica clara, os advogados ficaram privados de uma importante ferramenta para sua qualificação e para uma verdadeira educação continuada, diminuindo consideravelmente de número e levando ao cancelamento de muitos dos cursos programados.

A educação jurídica não se improvisa, deve ser confiada a especialistas. Os advogados pedem que a Escola volte a seu antigo esplendor. Vamos profissionalizá-la!

É por essas razões que apoio a chapa "Em defesa da Advocacia", que tem como candidato à Presidência Rui Celso Reali Fragoso e à Vice Rosana Chiavassa, que se comprometeram a trabalhar apoiando a Escola, como a atual administração não apoiou.

De minha parte, assumi o compromisso de voltar a dirigir a Escola Superior da Advocacia na gestão de Rui Celso Reali Fragoso e Rosana Chiavassa.

Conto com seu voto!

Cordiais saudações

Ada Pellegrini Grinover

Rubens Approbato Machado

A mensagem assinada por Ada Pellegrini Grinover, e divulgada por uma chapa que concorre às eleições da OAB-SP, com nítido caráter eleitoreiro, viola o princípio fundamental de a ESA-SP não poder ser, desde a sua criação, utilizada e nem envolvida na política da classe.

A mensagem da Ada, ao mesmo tempo em que viola princípios éticos que devem reger uma disputa eleitoral, é altamente ofensiva à instituição ESA e a todos que a compõem — os seus ilustres professores, os denodados advogados-alunos e os eficientes funcionários.

A ofensiva mensagem da Ada mostra que, além de ter abandonado, injustificadamente, a Escola ao renunciar à sua direção, já o fizera, na prática quando, ainda diretora, deixou a Escola sem recursos humanos qualificados nas atividades educacionais e pedagógicas, além de ter terceirizado os cursos, em notório desprestígio à ESA.

Essa situação de abandono foi, agora, pela nova direção, revertida, em todos os seus aspectos, tanto os funcionais, quanto os pedagógicos e educacionais, restaurando-se o prestígio da ESA. A nova direção, dentro da filosofia que gerou a criação da ESA, na permanente busca de uma positiva qualificação profissional da classe, tem incentivado e criado cursos do mais alto e atualizado interesse dos advogados, inclusive com inéditos cursos de especialização latu sensu.

A ESA, atualmente, pela excelência de seus cursos, está sendo alvo de intensa procura por parte dos advogados, aumentando o seu número de inscritos e o que é mais importante, com o aumento de freqüência às aulas.

A ESA mantém constante expansão de seus núcleos por todo o Estado de São Paulo, voltando a ser uma Escola de destaque com enorme prestígio em todo o território nacional. Tanto isto é verdade que a própria Ada se ligou a uma escola, querendo captar alunos, concorrendo com a ESA, copiando seus cursos e oferecendo também os notáveis professores da ESA.

Mas, a melhor resposta à ofensiva mensagem da ADA foi dada pelo Professor Luiz Antonio Rizzatto Nunes, com o apoio dos professores, Coordenadores e Curadores da ESA, todos da maior expressão no ensino jurídico deste País, dentre eles os Professores Celso Antônio Pacheco Fiorillo; Sônia Mascaro Nascimento; José Marcelo Martins Proença; Otávio Augusto de Almeida Toledo; Ivete Senise Ferreira; Milton Paulo de Carvalho, Márcio Cammarosano; Rodrigo M. Pereira; Adilson Sanchez; Cláudio Cintra Zarif; Marcelo Cintra Zarif; Fábio Romeu Canton Filho; Josenir Teixeira; Paulo Januário; Luiza Eluf; Décio de Oliveira Santos Júnior; Sonia Maria D’Elboux; Antonio Márcio da Cunha Guimarães; José Carlos Ferreira Alves; Alexandre Atheniense; Anna Carla Agazzi; José Carlos Arouca; João Teixeira Grande; Luiz Geraldo Lanfredi; Everson Tobaruela; Luiz Carlos Forghieri Guimarães; Marcelo Manhães de Almeida; Lúcia Maria Bludeni; Marco Antônio de Barros; Maria de Fátima Cabral Barroso de Oliveira; Ritsuko Tomioka; Mirella Caldeira e tantos outros. A resposta dada pelos professores, nas palavras de Rizzatto Nunes, merece ser divulgada. Diz o professor:

“Li a carta de campanha da profa. Ada Pellegrini Grinover com um misto de espanto e de tristeza. Só mesmo a política é capaz de gerar a insensatez para justificar a emissão de documento daquele jaez e assinado por uma professora de Direito!” “Falo por todos os demais coordenadores dos concorridos cursos oferecidos pelas ESA, todos eles profissionais de escol com larga experiência pedagógica e acadêmica. Aliás, Doutor Rubens: quero lembrar e consignar que é exatamente por causa da excelência de hoje que a ESA tem em sua história mais cinco cursos de especialização reconhecidos pelo Conselho Estadual de Educação. Estes novos cursos cumprem uma agenda didática, programaticamente estabelecida, inclusive com aparato metodológico, que geram aos advogados-alunos aprendizado de primeira linha e lhes conferem títulos reconhecidos de especialista, habilitando-os para a docência.

É uma pena que um professor de Direito possa ter a coragem de firmar um documento inconseqüente, sem consistência, que não condiz com a realidade e, ainda por cima, ofende gratuitamente professores capacitados, que trabalham arduamente em prol do ensino jurídico e que pautam sua conduta pelos mandamentos da ética, que são o norte para todo e qualquer professor de Direito. Doutor Rubens, não tenho mais nada a dizer, eis que a indigitada missiva merece mesmo é ser esquecida. Lamentável!

Receba, pois, Doutor Rubens Approbato Machado, minha solidariedade e desagravo extensiva aos demais professores da ESA, assim como aos funcionários (...), todos que, junto de V.Exa., fazem da ESA uma grande escola para a advocacia paulista.

Rizzatto Nunes – Coordenador do Curso de Especialização em Direito do Consumidor da ESA; Mestre e Doutor em Filosofia do Direito pela PUC-SP; Livre-docente em Direito do Consumidor pela PUC-SP; Titular em Direito do Consumidor pela UNIMES/Santos”.

Essa é a resposta da ESA, instituição das mais relevantes no ensino jurídico deste País, e que, como seu Diretor, subscrevo integralmente, pondo ponto final à ofensiva manifestação da Ada P. Grinover, que agrediu a instituição ESA/SP, os seus Professores, Alunos e Funcionários e, certamente, ofendeu a todos os advogados e advogadas que conhecem e respeitam a ESCOLA SUPERIOR DE ADVOCACIA – OAB SÃO PAULO.

ESA – ESCOLA SUPERIOR DE ADVOCACIA – OAB-SP - Rubens Approbato Machado – Criador da ESA/SP e seu atual Diretor.

Revista Consultor Jurídico, 23 de novembro de 2006, 14h50

Comentários de leitores

11 comentários

Vejam só o que está acontecendo, uma DERROTA se...

Vitor (Consultor)

Vejam só o que está acontecendo, uma DERROTA se desponta justamente qdo a trópa do mesmo candidato começa a discutir entre si. Pior ainda, expondo suas diferenças neste espaço importante para comentários importantes sobre assuntos importantes e nos obriga a assistir briguinhas ridículas sobre assuntos ridículos. Até nos convence a acreditar que um quer aparecer mais que o outro, que um quer ser o braço direito do candidato à reeleição, mais que o outro......que ridículo!!! Isso só faz crescer a idéia de que os apoiadores do Durso não se entendem e qdo não há entendimento o barco vira, cuidado pessoal!!

É raul haidar.... Você faz uma profunda confusã...

Tobaruela (Advogado Sócio de Escritório)

É raul haidar.... Você faz uma profunda confusão. Você apóia a Chapa D’Urso eu apoio, integro, trabalho pela Advocacia e defendo, intransigentemente, as prerrogativas dos Colegas. Quanto a não conhecê-lo é verdade, mas tenha certeza que estarei defendendo seus direitos assim como de todas as Advogadas e Advogados. Não preciso conhecê-lo para fazer este trabalho. Minha juventude não se abala por manifestações despropositadas. Espero que tenha educação com as mulheres Advogadas, lembre-se que tem mulheres Advogadas em sua família. Sua idade não lhe permite mais ser ignorante. Tenha respeito com as Colegas. Ah, se não tiver respeito, em especial com a Dra. Ana, acabará por me conhecer, ainda que não queira. Aliás, ontem você já mereceu o desprezo. Deixe-me cuidar da vida e faça o mesmo.

Dr Tobaruela; quem é "caquético" ? Se o sr. afi...

Raul Haidar (Advogado Autônomo)

Dr Tobaruela; quem é "caquético" ? Se o sr. afirma que sou eu, porque tem interesse em falar comigo? Os "comentários" que nada comentam, mas apenas repetem longas matérias, são inúteis e desagradáveis. Nada acrescentam. Desagradam aos indecisos, que podem NÃO votar no NOSSO candidato. Respeito todos os colegas, sem exceção. Não preciso mostrar "capacidade" para ninguém. Isso já está resolvido na minha vida há algum tempo. O sr., que penso ser uma pessoa inteligente tendo em vista o apoio que faz ao dr. D'Urso, deve estar enganado de pessoa ou de adjetivo. Jamais tratei qualquer pessoa sem decência. O sr., efetivamente, não me conhece. Prefiro que continue assim.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 01/12/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.