Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Fundo perdido

Global Invest terá de explicar operações do Fundo San Marino

A Global Invest Asset Management e a Mellon Serviços Financeiros têm 72 horas para apresentar aos investidores documentos e informações sobre operações praticadas nos últimos meses pelo Fundo San Marino, do qual é administradora.

O juiz da 7ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro concedeu liminar, na tarde desta quinta-feira (16/11), em ação movida por um grupo de investidores que sofreram perdas calculadas em mais de 30% do valor de suas cotas aplicadas no fundo. Foi estipulada multa de R$ 10 mil por dia de atraso.

De acordo com Marcello Klug, sócio do escritório Albino Advogados Associados, que representa cotistas que possuíam 15% do patrimônio do fundo antes das perdas, o objetivo da ação é viabilizar a apuração das responsabilidades dos réus pelas perdas ocorridas. “É preciso abrir a caixa-preta do fundo. Esperamos, com as informações reveladas, ter argumentos suficientes para mover outra ação e solicitar indenização das perdas."

O fundo San Marino sofreu fortes perdas ao longo deste ano. Seu patrimônio líquido caiu de R$ 20 milhões em maio para cerca de R$ 300 mil atualmente.

Segundo Klug, há fortes evidências de que houve nas operações excesso de “alavancagem”, ou seja, de que, na época, a estratégia de risco assumida pelo gestor foi além do patrimônio e do limite permitidos pelo regulamento para aplicações no mercado.

Processo 2006.001.139009-8

Saiba como buscar eficiência e rentabilidade para seu escritório no Seminário Os Rumos da Advocacia para 2007.


Revista Consultor Jurídico, 16 de novembro de 2006, 21h32

Comentários de leitores

1 comentário

Quando a imprensa puxa-saco local (Curitiba) co...

Fabio Kalil (Outro)

Quando a imprensa puxa-saco local (Curitiba) começou a denominar o fundador da Global Invest de “MAGO DOS NÚMEROS” eu achei estranho, pois o sujeito não possuía Mestrado, não possuía Doutorado e nem uma Especialização sequer, seja em Economia, Finanças, Matemática ou Estatística! Ora, que “MAGO DOS NÚMEROS” é esse sem instrução financeira e matemática sofisticada alguma, com apenas uma Graduação em Economia (UFPR)? Será que não passa de mais um empresÁrio sulista inescrupuloso que quer dar a sua grande tacada e que acha que é só contratar gente inteligente e estudada (de São Paulo e Rio) que está tudo resolvido? Não deu outra! Pior, ele não contratava gente inteligente e estudada! Ele só contratava gente “experiente” e “agressiva”, profissionais matutos macacos-velho do Mercado de Capitais (de São Paulo e Rio) sem quaisquer estudos e trabalhos acadêmicos de alto nível! Aqueles caras que não ascendem nas praças de São Paulo e Rio e vêm aqui para o sul para darem uma “alavancada” em suas carreiras. Aí está a “ALAVANCADA” pessoal!

Comentários encerrados em 24/11/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.