Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Presente de grego

Clínica é condenada por cobrar tratamento sorteado

A empresa Mixsistem está obrigada a pagar R$ 7 mil de indenização por danos morais para a cliente Eliane Aparecida de Carvalho. A paciente foi sorteada para fazer um tratamento odontológico, mas os procedimentos acabaram sendo cobrados. A decisão é da 3ª Câmara de Direito Civil do Tribunal de Justiça de Santa Catarina. Os desembargadores aumentaram o valor da indenização, fixado pela primeira instância em R$ 1,3 mil. Cabe recurso.

Eliane foi a vencedora de sorteio de tratamento ortodôntico — prevenção e correção dos defeitos de posição de dentes. Sua única despesa seria a manutenção, com custo mensal de R$ 50. Entretanto, uma funcionária da empresa foi até seu local de trabalho para cobrar os valores do aparelho ortodôntico, na frente de várias pessoas.

“Não existem parâmetros legais objetivos para se fixar a indenização por danos extrapatrimoniais”, afirmou o relator do processo, desembargador Marcus Tulio Sartorato. O desembargador votou pelo aumento da quantia, devido à extensão dos prejuízos morais sofridos, o status econômico-social das partes e do caráter pedagógico da condenação. A votação foi unânime.

Processo: 2004.029259-5

Saiba como buscar eficiência e rentabilidade para seu escritório no Seminário Os Rumos da Advocacia para 2007.

Revista Consultor Jurídico, 5 de novembro de 2006, 7h01

Comentários de leitores

1 comentário

O juiz de primeiro grau condenou em R$ 1.300,00...

Carlos (Advogado Sócio de Escritório)

O juiz de primeiro grau condenou em R$ 1.300,00!!!. Esse gosta de ver as empresas lesarem o consumidor.

Comentários encerrados em 13/11/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.