Consultor Jurídico

Comentários de leitores

8 comentários

Essa história de pegar bonde andando é antiga.S...

ZÉ ELIAS (Advogado Autônomo)

Essa história de pegar bonde andando é antiga.Será que ninguém tem o brilho de lembrar da situação do trabalhador e sua família por época da inadimplência do empregador?Dinheiro é primeiro na lista do CPC.Chega de papo furado!

A penhora online só existe dada a "picaretagem"...

Guilherme G. Pícolo (Advogado Autônomo - Civil)

A penhora online só existe dada a "picaretagem" que corria solta nas execuções trabalhistas... não são raras as ocasiões em que o empregador, agindo de má-fé e com birra, oculta patrimônio, não nomeia bem nenhum, ou se o faz, oferece artigos sem qualquer liquidez. Tá certo o juiz, penhora neles!

O bloquei de contas online (verdadeiro nome da ...

laerte bonetti (Advogado Autônomo)

O bloquei de contas online (verdadeiro nome da chamada penhora online, porque o valor bloqueado somente se tornará penhora posteriormente, motivo pelo qual o recurso correto de tal decisão é o mandado de segurança e não os embargos a execução, pois ainda não há penhora) inegavelmente traz prejuízos as empresas, pois bloqueia o valor executado em todas as contas que a reclamada possui, fazendo que o valor bloqueado por diversas vezes seja muito superior ao valor executado. Mas não podemos negar, também, que o bloquei de contas online pode ser evitado, pois na maioria das vezes ele somente é efetuado quando a reclamada deixa de nomear bens a penhora ou garantir a dívida. Também há a possibilidade de cadastrar somente uma conta, obviamente com saldo suficiente, para que seja alvo de possíveis bloqueios judiciais. Dessa forma, entendo que apesar de haverem falhas na aplicação do bloqueio online, falhas essas que sem dúvida devem ser sanadas rapidamente sob pena de onerar demasiadamente as reclamadas, esse mecanismo é o mais eficiente para garantir a execução da dívida trabalhista, facilitando e tornando mais célere o tão demorado processo de execução, lembrando que as verbas trabalhistas tem caráter alimentar e na maior parte das vezes são devidas a pessoas de menor poder aquisitivo, que dependem de tais valores para o seu sustento diário.

A penhora on-line é a solução e não o problema....

Larissa (Advogado Autônomo)

A penhora on-line é a solução e não o problema. Tem que bloquear mesmo !

Dr. Marcos, Discordo do seu artigo pois até ...

Nelson Jorge Tomasiak (Estudante de Direito - Trabalhista)

Dr. Marcos, Discordo do seu artigo pois até arrisco em dizer que o senhor atua como advogado do empregador porque não haveria outra razão para criticar um instrumento tão ágil e eficiente de liquidar um crédito na Justiça da qual todos condenam a sua morosidade. No seu artigo há uma inversão de papéis, o senhor coloca a execução do empregado como violação dos "direitos coletivos" mas, vamos refletir sobre a origem da demanda, ou seja, se a origem deste crédito é legítima. Há legalidade na sua composição? Creio que sim! Pois senão estaríamos colocando em dúvida o processo pelo qual a ação percorreu, o que não impede ao empregador que se sentir prejudicado de recorrer pelas inúmeras possibilidades de que lhe são oportunizadas. Desta forma por que se falar em violação de direito coletivo se foi unica e exclusivamente o empregador que deu causa a esta demanda? Pois, se observasse os direitos do empregado jamais correria o risco de ver em sua conta bancária valores bloqueados, que aliás, é bem diferente de conta bloqueada como o senhor menciona em seu texto, uma coisa é bolquear valor a outra bem diferente é bloquear a conta inteira! E com absoluta certeza a Justiça do Trabalho não faz o bloqueio da conta e sim do respectivo crédito. Por fim esta garantia se dá em fase de execução, quando os méritos já foram exauridos na fase anterior, ficando a discussão meramente matemática. Pelo que pude constatar o senhor é favorável ao empresário que oferece sucata sem que mesma tenha a mínima liquidez com a finalidade única e excluisava procrastinatória. É uma pena que tenhamos advogados com um pensamento tão patronal e extremista, que não vislumbrem as dificuldades de se fazer Justiça num país como o Brasil.

A penhora on-line é, sem dúvida altuma, um dos ...

Comentarista (Outros)

A penhora on-line é, sem dúvida altuma, um dos mais eficazes instrumentos implantados pela justiça obreira em favor do trabalhador e da celeridade processual trabalhista. Neste ponto, a justiça do trabalho está de parabéns, principalmente pelo avanço que - inclusive - começa a ser copiado por sistemas judiciários de países de primeiro mundo!

A penhora on-line se constitui em mais um efici...

Mauro Garcia (Advogado Autônomo)

A penhora on-line se constitui em mais um eficiente sistema a punir o idiota que tem a infeliz idéia de criar empregos neste país. É certo que seja perseguido, patriota fora de moda. Porque não vai estudar para concursos, e/ou aplica seu dinheiro nos bancos. Ganha-se mais e aborrece-se menos.

Pelo conteúdo do texto, há de se supor que o co...

Marco Antonio Ferreira de Paula (Advogado Autônomo)

Pelo conteúdo do texto, há de se supor que o colega advoga para as reclamadas. Acredito eu que a penhora on line é instrumento eficaz para evitar que o reclamante - parte mais vulnerável da relação - fique sujeito a aguardar 5, 7 10 anos,por conta de todas as manobras possíveis na nomeação de bens(móveis e imóveis) para receber créditos devidos de pleno direito. Talvez pequenos ajustes no sistema sejam necessários, para evitar alguns dos inconvenientes mencionados pelo colega.

Comentar

Comentários encerrados em 5/04/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.