Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Mau exemplo

Comissão de Ética admite privilégios de general em vôo

Por 

O comandante do Exército, general Francisco Albuquerque, recebeu tratamento privilegiado ao conseguir embarcar no vôo JJ 3874 da TAM, dia 1 de março, em Florianópolis. A conclusão é da Comissão de Ética Pública da Presidência da República, que em sua reunião ordinária de hoje (26/3) debateu o caso do militar.

Em nota o órgão recomendou aos demais integrantes da alta cúpula do governo que no encaminhamento de demandas junto a entidades ou agentes públicos ou privados deixem claro estar agindo na condição de cidadãos, "recusando qualquer precedência em função do cargo público que ocupam.

Embora tivesse direito de participar da sessão, defendendo-se da denúncia, o general Albuquerque não pôs os pés no Palácio do Planalto. Nem mandou um representante. Mas foi alvo de uma deferência. No meio da tarde, um funcionário da comissão levou ao gabinete do quatro estrelas no Ministério da Defesa o resultado da decisão.

Caso considere-se prejudicado, o general Albuquerque poderá ingressar com recurso à decisão. Talvez deixe tudo como está. Um indicativo dessa tendência é o site do Comando do Exécito, que no início da noite de hoje não trazia qualquer notícia a respeito da conclusão do processo na Comissão de Ética.

Como a ata na íntegra da reunião não foi divulgada, o público não ficou sabendo se a denúncia envolvendo Antônio Palloci foi tratada pelo colegiado. Como se sabe, o caseiro Francenildo Santos Costa afirma com todas as letras que o ministro da Fazenda freqüentava regularmente uma mansão do Lago Sul, alugada pela chamada República de Ribeirão Preto, onde ocorria partilhas de dinheiro e rodadas de sexo com prostitutas de Brasília.

Em que pese a constatação de tratamento vip, por unanimidade, a comissão concluiu que o general, que viajava na companhia da mulher Maria Antonina de Albuquerque, não praticou abuso de poder. "Em função do overbooking, ele buscou resguardar seus direitos de passageiro com reserva confirmada, recorrendo ao DAC".

No entanto, "como é impossível separar a figura do cidadão com a de comandante do Exército, acabou ocorrendo o tratamento privilegiado, em detrimento dos direitos também legítimos das outras pessoas que estavam a bordo do jato da TAM".

A nota da Comissão de Ética teve quatro pontos. O terceiro foi dedicado em lembrar às autoridades do governo que seus atos precisam se pautar pela clareza de posições e decoro, "para motivar o respeito e a confiança do público. Um integrante de alto escalão deve servir como exemplo para os demais servidores, que sempre se sentirão estimulados por demonstrações e exemplos de seus superiores".

 é jornalista.

Revista Consultor Jurídico, 21 de março de 2006, 21h16

Comentários de leitores

3 comentários

Não concordo com a postura de que o Comandante...

Augustão (Prestador de Serviço)

Não concordo com a postura de que o Comandante do Exercito,Marinha ou Aeronautica perca o estato de ministro de estado, um comandante como o ministro passando uma situação como essa aonde é humilhado pela imprensa que se acha acima do bem e do mal para julgar e condenar num pais que ainda funciona sabe com quem estar falando é muita ipocrezia nossa, um homem que representa o Exercito que é a instituição de mas prestigio tem no Brasil não ser respeitado é uma vergonha, a falta de respeito com nossas instituições no nosso brasil parece vingança dos que estão no poder hoje, estão brincando com fogo tudo tem limite.

A IMPRENSA CAIU DE PAU EM CIMA DO GENERAL , POR...

A.G. Moreira (Consultor)

A IMPRENSA CAIU DE PAU EM CIMA DO GENERAL , PORQUE ELE FEZ VALER OS SEUS DIREITOS DE CIDADÃO E DE AUTORIDADE . A IMPRENSA, QUE TUDO PODE, INCLUSIVE INVADIR A PRIVACIDADE DAS PESSOAS, COMETE ILEGALIDADES, TODOS OS DIAS , MAS NENHUM PODER JULGA E CONDENA A IMPRENSA . - ELA É TODA PODEROSA . PARA ELA NÃO HÁ CENSURA . OS POLÍTICOS, MINISTROS, SECRETÁRIOS E QUALQUER ASSESSOR PARLAMENTAR OU DE GOVERNO, SEMPRE USARAM DE SUA POSIÇÃO PARA SE BENIFICIAR, EM DETRIMENTO DO POVO . PARA ESTES, NÃO HÁ CENSURA . AGORA UM GENERAL, QUE É , APENAS, COMANDANTE DO EXÉRCITO BRASILEIRO, COMO ELE SE ATREVEU A EXIGIR O SEU LUGAR NO AVIÃO DE CARREIRA ? ( NÃO É JATINHO EXECUTIVO. ISTO É PARA AS AUTORIDADES E COMANDANTES DO EXÉRCITO, MARINHA E AERONAUTICA, NO BRAZIL , NÃO SÃO AUTORIDADES ) OS DONOS DO BRASIL, DE HOJE, AINDA NÃO DERAM "ALFORRIA" AOS MILITARES . TODOS ESTÃO DE CASTIGO E VIVENDO NA VERGONHA E NA MISÉRIA, PORQUE DURANTE UM PERÍODO, SENTARAM NA CADEIRA SAGRADA DO PODER . MINHA GENTE, O QUE MOTIVOU OS MILITARES A ASSUMIR O PODER EM 1964, É BRINCADEIRA DE CRIANÇA, COMPARADO COM O QUE O BRASIL VIVE HOJE ! VAI CUTUCANDO A ONÇA ! ! !

A noticia publicada no Conjur esta...

hammer eduardo (Consultor)

A noticia publicada no Conjur esta com alguns furos senão vejamos. A reunião "hoje" dia 26 esta errada de cara pois "HOJE" ainda é dia 21 de Março. O tal vôo circense originou-se em Campinas e não em Florianopolis , por favor vamos evitar "barrigas" desse tipo. Quanto a essa tal "comissão de etica" , sou mais o Silvio e o Reporter Vesgo do Panico na TV a nivel de seriedade. Enquanto permanecer este estado de coisas com problemas graves tratados "entre amigos" , fica dificil acreditar em algum tipo de seriedade , alias este des-governo que se instalou acidentalmente em Brasilia ja perdeu a noção basica sobre etica e otras cositas mas a um bom tempo. Uma preocupante caracteristica dessa quadrilha do lula é que toda vez que se metem em alguma trapalhada , a emenda certamente fica muito pior que o soneto. Para não falarmos daquela bandalheira despudorada que o Roberto Jefferson trouxe a publico o ano passado ( e que a oposição esta guardando cirurgicamente para detonar no momento apropriado) , os mais novos espetaculos circenses envolvendo o des-governo ficam sendo esta ópera bufa em Campinas e agora o "causo" do caseiro que ficou rico enquanto estava sob os cuidados da gestapo, digo , policia federal. Para ficar só no caso do general albuquerque , foi uma tremenda bobeada que se tornou um elefante dificil de esconder em baixo do tapete da sala como querem os quadrilheiros petistas. O unico paralelo historico foi em 1982 quando o então ministro da fazenda ernane galveas "desviou na marra" um DC-10 da Varig que vinha de New York para o Rio de Janeiro e teve que fazer um "pouso imprevisto" em Brasilia , afinal sua "esselença" tinha compromissos importantes e não podia perder tempo vindo ao Rio para depois voltar. O caso do general foi um carteiraço absurdo com a concordancia das vaquinhas de presepio da "infrazero" que enrolaram o operador da torre de campinas que embarcou sem querer na pegadinha e mandou o vôo da TAM voltar. O Comandante não teve escolha mesmo porque seria certamente demitido se recusasse a participar da ópera bufa. A TAM no desespero de agradar o general e de lambuja ficar bem na foto com as "otoridades" em Brasilia , fez aparecer com uma eficiencia de ruborizar o magico David Coperfield dois assentos no Airbus, dizem que a "singela troca" para não demorar muito , constou de duas passagens para Paris , trecho realmente muito "similar" em quilometragem e custo a um Campinas-Brasilia............. Paris ou não Paris , foi uma atitude vergonhosa por parte de um dito representante de um orgão serio como é o nosso Exercito. Se o "9 dedos" usasse calças , no minimo teria chamado o general para uma conversinha la no Palacio apos a qual o vetusto militar seria convidado a pegar o quepe e trocar pelo pijama. Mais uma vez ocorreu desgaste desnecessario a troco de nada , a oposição penhorada agradece e certamente saberá usar isto com grande propriedade no momento certo. Como trabalho especificamente com a area envolvida , quero deixar bem claro que esta bizarra situação que ocorreu em Campinas inexiste no mundo real, o que os capachos da Infrazero estão tentando fazer nada mais é do que enrolar a opinião publica para presente tentando vir com essa conversa mole de "codigo de defesa do consumidor" e outras conversinhas para leitores com Q.I por volta de 14 ( as galinhas tem 15 !). Experimente Voce reles mortal , tentar fazer voltar um avião mesmo que fosse da saudosa da Vasp alegando a sua condição de "consumidor prejudicado" , provavelmente o zeloso funcionario da Infrazero irá enfartar de tanto rir na sua cara. O general errou feio , não foi humilde o suficiente e o governo se borrou de medo de melindrar os brios fardados, o resto é conversa pra boi dormir. Aos ainda conscientes , convem lembrar que Novembro vem ai e de repente, quem sabe, conseguimos botar em Brasilia alguem um pouquinho menos pior.Triste sina dos Brasileiros serem tratados como limitados intelectualmente pelo estado eternamente parasita.

Comentários encerrados em 29/03/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.