Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Direitos Humanos

Corte de Direitos Humanos vai julgar casos da América do Sul

Entre os dias 27 e 31 de março, a Corte Interamericana de Direitos Humanos se reunirá para julgar quatro casos de violação de direitos humanos na América do Sul. Atualmente existem 34 casos para serem julgados pela Corte. Apenas um se refere ao Brasil: trata-se do assassinato do advogado Gilson Nogueira, do Centro de Direitos Humanos e Memória Popular do Rio Grande do Norte.

Gilson Nogueira foi morto em 20 de outubro de 1996, no município de Macaíba, na região metropolitana de Natal. Na ocasião, Nogueira vinha denunciando ações de um grupo de extermínio denominado “Meninos de Ouro”. Há suspeitas da participação de policiais civis nessa quadrilha organizada.

Como as investigações não prosperaram, as entidades de defesa dos direitos humanos encaminharam a denúncia à Comissão Interamericana de Direitos Humanos da OEA, em 11 de dezembro de 1997. No dia 13 de janeiro de 2005, em função da falta de resultados da investigação que pudesse responsabilizar e punir os autores do assassinato do advogado, o caso foi remetido para a Corte.

Revista Consultor Jurídico, 13 de março de 2006, 17h10

Comentários de leitores

2 comentários

Que coisa de louco! É difícil admitir, mas cont...

 (Advogado Sócio de Escritório)

Que coisa de louco! É difícil admitir, mas contar com a justiça nesse país é se conformar por longos anos a ter que conviver com réus soltos pelas ruas, levando uma vida normal como se fossem pessoas normais. Gostaria de saber dessas pessoas que tiveram entes queridos sequestrados, torturados, mortos, violentados e estupradas, se são contra o ato da mãe que esfaqueou e matou o menor que violentou seu filho de apenas 5 anos de idade. A JUSTIÇA QUE SE CUIDE, POIS POUCO A POUCO O SEU PODER DE EXECUÇÃO ESTÁ SENDO EXERCIDO PELAS VÍTIMAS DA VIOLÊNCIA. POUCO I

Os casos das 5 meninas atacadas por um Serial K...

sonia (Prestador de Serviço)

Os casos das 5 meninas atacadas por um Serial Killer em Teresópolis do ano de 2000 a 2001, tbm foram encaminhados a corte Americana, mas ate hoje não houve resposta. As meninas eram sequestradas na entrada do Colégio Estadual Edmundo Bittencourt em Te4resópolis ao meio dia sempre as 4ª feiras, só reaparecendo mortas, estupradas e estranguladas com os proprios cadarços dos tênis escolares.O caso foi amplamente divulgado e o suspeito preso no 5º crime (O Cigano Paulo Bianch Yanovich), mas solto em seguida,beneficiado por ser réu primário e seus advogados alegarem que tinha residencia fixa (o que contestamos, já que os ciganos são comprovadamente nômades e ele proprio sempre que é expedido um chamado da Justiça, nunca esta no local indicado como sua residência fixa)para aguardar julgamento, mas 6 anos ja se passaram e nada acontece,muitos Delegados, Promotores e ate mesmo Juiz foram trocados, muitas denúncias,dos proprios familiares do suspeito, dizem que ele e a familia são os verdadeiros culpados pelas mortes e não somente estas, mas outras ocorridas em outros estados brasileiros, mas o julgamento nunca é marcado. AS FAMILIAS DAS VÍTIMAS, NUNCA FORAM PROCURADAS OU AMPAREDAS PELOS "DIREITOS HUMANOS". E esperam que pelo menos no exterior vejam a injustiça que esta sendo cometida. QUEREMOS JUSTIÇA E "DIREITOS HUMANOS, PARA HUMANOS DECENTES"... Sonia Ramos ( madrasta da 2ª vítima )

Comentários encerrados em 21/03/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.