Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Bancos separados

Suzane von Richtofen e Cravinhos não devem ser julgados juntos

Por 

O julgamento de Suzane von Richtofen, de seu ex-namorado Daniel Cravinhos e do irmão dele, Christian, não deve ocorrer no mesmo dia. O júri dos três está marcado para a próxima segunda-feira (5/6), mas uma manobra da defesa de Suzane pode desmembrar o julgamento.

Isso porque a legislação permite que a defesa aceite ou recuse o corpo de jurados sorteado. No caso de mais de um réu, se o advogado de cada um dos réus discordar do outro sobre a composição do corpo de jurados, o julgamento é automaticamente desmembrado. Aí, fica a critério do Ministério Público decidir quem será julgado antes.

Para isso, o MP tem de observar algumas regras. A preferência é de quem está preso, de quem executou o crime ou, então, do nome que aparece primeiro na denúncia. Além de estarem presos, os Cravinhos confessaram ter executado o crime. Portanto, a aposta do advogado de Suzane, Mário de Oliveira Filho, é de que a jovem seja julgada depois dos irmãos Cravinhos.

Oliveira Filho também tenta retirar dos autos do processo cópia da entrevista exibida pela TV Globo, onde Suzane aparece sendo orientada pelos advogados a chorar e se mostrar arrependida. Ela e os irmãos Cravinhos são acusados de matar os pais de Suzane, Manfred e Marisia.

No pedido de Habeas Corpus, Oliveira Filho afirma que a fita é produto de ato ilícito porque provém de quebra do sigilo da conversa reservada entre advogado e cliente, o que é proibido pelo Estatuto da Advocacia. Quem vai analisar o pedido é o desembargador Damião Cogan, da 5ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo.

Suzane está em prisão domiciliar desde o dia 26 de maio, beneficiada por uma decisão do Superior Tribunal de Justiça. Sua prisão foi motivada depois da entrevista concedida pela a Globo. Os irmãos Cravinhos estão presos e pedem a extensão do benefício concedido a Suzane.

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 30 de maio de 2006, 20h35

Comentários de leitores

8 comentários

Neste momento, eu e toda a sociedade brasileira...

Ivan (Outros)

Neste momento, eu e toda a sociedade brasileira, esperamos que haja uma reviravolta neste caso desta assassina monstruosa e seus dois cúmplices - executores dos assassinatos dos seus pais. Minha gente, como pode está acontecendo isto: os assassinos confessos, estarem pleiteando regalias e benesses da justiça? Tudo isto parece um pesadelo, uma ficção, uma fantasia. É inacreditável, é incrível a sensação de IMPUNIDADE, por favor senhores promotores de justiça, senhores membros do juri popular, peçam e imponham uma condenação máxima para estes três monstros irrecuperáveis, que as punições dos três sejam exemplares. Vale lembrar, que num caso deste o ideal, se aqui no Brasil fosse instituida a pena de morte, que estes três fossem contemplados com esta justa e merecida condenação: PENA DE MORTE.

Neste momento, eu e toda a sociedade brasileira...

Ivan (Outros)

Neste momento, eu e toda a sociedade brasileira, esperamos que haja uma reviravolta neste caso desta assassina monstruosa e seus dois cúmplices - executores dos assassinatos dos seus pais. Minha gente, como pode está acontecendo isto: os assassinos confessos, estarem pleiteando regalias e benesses da justiça? Tudo isto parece um pesadelo, uma ficção, uma fantasia. É inacreditável, é incrível a sensação de IMPUNIDADE, por favor senhores promotores de justiça, senhores membros do juri popular, peçam e imponham uma condenação máxima para estes três monstros irrecuperáveis, que as punições dos três sejam exemplares. Vale lembrar, que num caso deste o ideal, se aqui no Brasil fosse instituida a pena de morte, que estes três fossem contemplados com esta justa e merecida condenação: PENA DE MORTE.

Estou pasmo ao ver como os brasileiros leigos s...

A.C.Dinamarco (Advogado Autônomo)

Estou pasmo ao ver como os brasileiros leigos são e estão mal informados. Certamente a imprensa é a responsável pelos comentários estapafúrdios e absurdos que li nesta página !!! Pobre Brasil !!! Esta é uma fábrica de ignorantes. acdinamarco@adv.oabsp.org.br

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 07/06/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.