Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Clamor popular

TJ-RS proíbe progressão de regime para condenados por hediondo

O 1º Grupo Criminal do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, em julgamento de Embargos Infringentes, proibiu, por maioria de votos, a progressão de regime para autores de crimes hediondos.

O relator do recurso, desembargador Ivan Leomar Bruxel, ficou vencido. Ele fundamentou o seu voto no entendimento do Supremo Tribunal Federal, que admitiu a progressão.

No entanto, o desembargador Manuel José Martinez Lucas defendeu que a proibição da progressão de regime, prevista no artigo 2º, parágrafo 1º, da Lei dos Crimes Hediondos, atende o clamor popular que exige maior rigor na punição de delinqüentes.

O desembargador esclareceu que não existe poder vinculante na decisão do Supremo Tribunal Federal e proferiu o voto vencedor, determinando o cumprimento da pena pelos réus em regime integralmente fechado.

Os réus foram condenados a três anos e seis meses de reclusão por tráfico de entorpecentes. Além do desembargador Manuel José Martinez Lucas, os desembargadores José Antônio Cidade Pitrez, Marco Aurélio de Oliveira Canosa e Ranolfo Vieira também votaram em favor ao cumprimento da pena em regime fechado.

Processo 700.146.103.56

Revista Consultor Jurídico, 24 de maio de 2006, 7h00

Comentários de leitores

1 comentário

Com certeza o cidadão pacífico e ordeiro quer a...

Francisco Lobo da Costa Ruiz - advocacia criminal (Advogado Autônomo - Criminal)

Com certeza o cidadão pacífico e ordeiro quer a punição de delinquentes, mas não com utilização de dispositivos declarados inconstitucionais. No caso noticiado, o interessado vai ficar preso em regime mais rigoroso até que o STJ ou o STF venham a reformar a decisão do tribunal gaucho. Ou seja, os magistrados, exceto o vencido, sabem que haverá reforma da decisão, mas pouco estão se importando, inclusive de permitir rotularem tão importante Corte em tribunal de passagem. É a violência generalizada! E ainda, querem acabar com os recursos e dizem que os advogados é que são os responsáveis pelo congestionamento da justiça. Vamos acabar com isso!

Comentários encerrados em 01/06/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.