Consultor Jurídico

Renda mínima

Turma Nacional dos Juizados Especiais cancela texto de súmula

A Turma Nacional de Uniformização da Jurisprudência dos Juizados Especiais Federais cancelou o texto da Súmula 11. A regra dizia que “a renda mensal per capita familiar superior a um quarto do salário mínimo não impede a concessão do benefício assistencial previsto no artigo 20, parágrafo 3º, da Lei 8.742, de 1993, desde que comprovada, por outros meios, a miserabilidade do postulante”. A decisão de cancelar a súmula foi tomada na última sessão da Turma, feita no dia 24 de abril deste ano.

A Turma Nacional, que funciona junto ao Conselho da Justiça Federal, é o órgão julgador máximo no sistema dos juizados especiais federais, presidida pelo coordenador-geral da Justiça Federal, ministro Fernando Gonçalves, e composta por dez juízes federais.

O colegiado tem a função de harmonizar a jurisprudência dos juizados, julgando casos de divergências entre decisões de turmas recursais de diferentes regiões ou relativas a decisões de turmas recursais que estejam em desacordo com jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça.

Resp 817.357




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 23 de maio de 2006, 19h15

Comentários de leitores

1 comentário

Surpreendeu-me o cancelamento desta súmula porq...

Gustavo82 (Advogado Autônomo)

Surpreendeu-me o cancelamento desta súmula porque ela expressa exatamente o entendimento predominante na 6ª Turma do STJ. Fico tentando descobrir qual foi o fundamento utilizado para a turma de uniformização chegar a tal conclusão.

Comentários encerrados em 31/05/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.