Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Livre para apoiar

PMDB desiste de candidatura própria para presidente da República

Depois do entrave sobre a realização ou não da convenção nacional do PMDB, a ala governista conseguiu fazer prevalecer a sua opinião. A convenção aconteceu e o partido decidiu que não terá candidatura própria para presidente da República. Quem perde com isso é o ex-governador fluminense Anthony Garotinho, que almejava concorrer à vaga no Planalto. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

A convenção aconteceu neste sábado (13/5), depois de tentativas frustradas de barrar as prévias no Superior Tribunal de Justiça e no Supremo Tribunal Federal. A disputa foi apertada: 351 votos contra a candidatura própria e 303 a favor, além de um voto nulo e uma abstenção. A ala derrotada promete recorrer à Justiça para tentar reverter a decisão e indicar um candidato à presidência do partido em julho. Além de Garotinho, também postula a indicação o ex-presidente Itamar Franco.

Com a decisão, o partido fica livre para fazer coligações. Com aregra da verticalização, que obriga o partido a repetir nos estados uma eventual coligação nacional, o mais provável é que o PMDB não apoie oficialmetne nenhuma candidatura à presidência. Essa alternativa eliminaria a chance de o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, Nelson Jobim, que se filiou ao PMDB ao deixar o Judiciário em abril, vir a ser indicado para concorrer como candidato a vice-presidente numa chapa com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Na sexta-feira (12/5), tanto o Supremo Tribunal Federal como o Superior Tribunal de Justiça negaram pedido de parlamentares do partido que pretendiam suspender a reunião.

Revista Consultor Jurídico, 14 de maio de 2006, 18h36

Comentários de leitores

3 comentários

Estamos diante de um escândalo de proporções in...

DAGOBERTO LOUREIRO - ADVOGADO E PROFESSOR (Advogado Autônomo)

Estamos diante de um escândalo de proporções inimagináveis: aos olhos de todos, um dos principais partidos brasileiros, com condições de vencer as eleições, trazendo candidatos do porte de um Itamar Franco, ex-presidente da República, culto, honesto e trabalhador, qualidades que não se vê nem de londe nos mais recentes chefes do Executivo Federal, é impedido de lançar candidato por uma súcia de canalhas, comprada pelos cofres públicos, em manobra espúria e nefasta, que envergonha a nação. O processo eleitoral brasileiro está viciado, contaminado, podre. Nossas leis, nessa área, tornaram-se inconstitucionais e os prejudicados devem exigir do Poder Judiciário uma posição que restabeleça a democracia e a decência na vida pública brasileira. Chega de canalhas comprando canalhas e ditando as regras da vida publica neste Pais. Vamos à luta! Dagoberto Loureiro

Eu jamais esperava que o PMDB se vendesse aos “...

Pirim (Outros)

Eu jamais esperava que o PMDB se vendesse aos “canalhas” do PT e PSDB ! quem te viu quem te ver !. Certamente o honroso e o ilustríssimo finado ULISSES GUIMARÃES, no seu túmulo, o que deverá está a dizer sobre essa “patifaria”, que vergonhosamente e malditamente estão fazerendo “maracutaias” com esses também traidores aqui já citados (pt e psdb), pois certamente houvera outro “mensalão”. Por quê este partidinho partido, que mais parece uma “prostituta” de meia-tijela”, não teve a dignidade e o respeito para a nossa frágio democracia, lançando o seu próprio candidato a presidente nas eleições de 2006, e não o Dr. DEputada Michel Temer (eu até que tinha uma certa admiração pela sua pessoa) pois o mesmo n’outros carnavais, assim procedera nos tristes dias do (des)governo do FH, e agora quer entrar outra vez na “bandalheira” com o apôio do Senador Renan Calheiros, Sarney’s e etc. O cidadão só dar para supor que “elles” se venderam, e não foi por pouca “mincha” não! Sinceramente até hoje estou sem entender o por quê do PMDB não ter lançado sua própria canditatura! Poderá ter mil e uma explicações e “motivos” , pois não irei entender. Um partido que tem um candidato em terceiro lugar nas pesquisas, e não deixar que o mesmo se lance (estamos numa democracia ou não?), é por quê já está na hora da volta dos Militares e “FECHAR O CONGRESSO” para por ordem na casa. E também esses partidinhos que se vendem, até que daria para enteder ! mas um partido do tamanho do PMDB! desistir ou “broqueiar” um filiado seu, que está nas pesquisas em terceiro lugar, não é qualquer coisa simplória. “E certamente se venderam a preço de ouro!” quem pagará ou já pagou a conta? Só pode ter sido os especuladores financeiros de plantão com o aval desse PT (que jamais deveria ter chegado ao poder), PSDB e parte da mídia, que me perdoe. “Vou sair desse meu país, para a Angola, concerteza estando por lá, estarei com a consciência menos “poluída” de tantas: acordões, patifarias, coluios, roubalheiras, corrupção, prevaricações, falta de ética e etc!!!!!!” EPires

É uma pena que o PMDB não tenha lançado o ex-pr...

Paulo (Outros - Civil)

É uma pena que o PMDB não tenha lançado o ex-presidente Itamar Franco. Ele foi o único presidente sério e competente desde a redemocratização do país. Mas, infelizmente, seu governo passou despercebido pela maioria da população (não somos um país sério, não é?). Ele seria o meu único voto. Como deve estar fora do páreo, votarei nulo pela primeira vez. PS. Na última eleição votei no Lula. Que decepção!!!

Comentários encerrados em 22/05/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.