Consultor Jurídico

Dinheiro fácil

Imposta fiança de R$ 1 milhão a brasileira presa em Nova York

A Suprema Corte de Nova York determinou o pagamento de US$ 500 mil (R$ 1,1 milhão) "em espécie e em dinheiro limpo" para que a brasileira Andréia Dias Schwartz responda em liberdade o processo que é movido contra ela por prostituição, tráfico de drogas e lavagem de dinheiro. As informações são da Folha de S. Paulo.

Andréia está presa desde 2 de junho, acusada de liderar uma rede de prostituição de luxo em Manhattan. Segundo a promotoria, Andréia tentou comprar, com dólares de investidores italianos, um andar inteiro de um hotel de luxo perto do Central Park por US$ 350 milhões (R$ 770 milhões).

Há a alternativa de pagar US$ 1 milhão (R$ 2,22 milhões) em títulos. Nesse caso, o réu adianta 10% do valor em dinheiro a alguma seguradora e dá um imóvel para completar o pagamento. O apartamento da acusada vale US$ 1,2 milhão (R$ 2,6 milhões).

Uma nova audiência está marcada para 10 de agosto. O advogado de Andréia, Andrew Hoffmann, disse que vai tentar antecipar a data para pedir a liberação do apartamento para venda. Segundo ele, sua cliente está sendo tratada como terrorista. "Somos o alvo número um em terrorismo e a polícia põe seis detetives para investigá-la."

A prostituição é considerada crime grave na maioria dos estados americanos. Se condenada, Adréia pode pegar uma pena que varia de 15 anos a prisão perpétua.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 29 de junho de 2006, 17h06

Comentários de leitores

3 comentários

Apenas para ilustrar, um importante deputado f...

Rossi Vieira (Advogado Autônomo - Criminal)

Apenas para ilustrar, um importante deputado federal, no Brasil, quer legalizar a prostituição no país, descriminalizando, inclusive, os crimes de facilitação da prostituição. Nada contra a prostituta. Pelo contrário. Deveria ter projeto protegendo a prostituta e não legalizando a Zona onde se acha estabelecido o meretrício. Lá ganha-se muito dinheiro. E por falar nisso, onde anda nossa polícia de costumes ? otávio augusto rossi vieira, 39 advogado criminal em São Paulo.

Com razão o ilustre advogado Otávio Augusto. G...

Andreucci (Procurador de Justiça de 2ª. Instância)

Com razão o ilustre advogado Otávio Augusto. Grande parte dos nossos representantes no Poder Legislativo, de dia posam como guardiães da moralidade; de noite, freqüentam a zona do meretrício! E ainda querem a legalização (da Zona, certamente para permitir que os exploradores sexuais ganhem cada vez mais). A prostituição, em si, não é crime e nem contravenção penal. Por que não regulamentar a profissão de prostituta, permitindo a quem a exerce sair da clandestinidade e não ser alvo de todos os tipos de extorsão?

Rossi, polícia de costumes?!!!! O que quer dize...

Marchini (Outros - Internet e Tecnologia)

Rossi, polícia de costumes?!!!! O que quer dizer essa palavra?!!! Como diria ilustre ex-presidente já falecido: "essa expressão sabe-me avoenga".

Comentários encerrados em 07/07/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.