Consultor Jurídico

Pergunta sem resposta

Lula não responde à interpelação de colunista da Veja

O presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva não respondeu a que jornalista da revista Veja se referiu ao afirmar que quem escreveu a reportagem sobre sua suposta conta no exterior era “bandido, mau-caráter, malfeitor, mentiroso”. O presidente prestou informações na Interpelação Judicial ajuizada pelo colunista Diogo Mainardi no Supremo Tribunal Federal mas não respondeu à pergunta feita pelo colunista.

Por meio da Advocacia-Geral da União, o presidente argumentou que Mainardi, em seu pedido, não afirmou que foi ofendido. O sentimento de ofensa “é uma exigência legal expressa para a definição clara da sua legitimidade processual cuja falta recomenda o pronto indeferimento do pedido”, sustentou o advogado-geral.

Em reportagem assinada pelo jornalista Márcio Aith e em coluna assinada por Diogo Mainardi, Veja noticiou que Lula e outras figuras do primeiro escalão do governo teriam contas bancárias ilegais no exterior. Ao comentar a notícia publicada pela revista, o presidente afirmou também que “tem alguns jornalistas que estão merecendo o prêmio Nobel de irresponsabilidade”.

Mainardi entrou com o pedido de interpelação no STF, para que o presidente explicasse a que jornalista se referia especificamente.

Não obteve a resposta. O presidente argumentou que Mainardi afirmou ter apenas participado da elaboração da reportagem com outro colega e que não disse ter ficado ofendido. Logo, o pedido de explicações deve ser arquivado. Também afirmou que o colunista, ao empregar a expressão “dubiedade das acusações”, nada explicou com relação à autoria do texto.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 27 de junho de 2006, 14h39

Comentários de leitores

18 comentários

Gente, e o Vavá, lambari....O que somos nós ent...

Helena Fausta (Bacharel - Civil)

Gente, e o Vavá, lambari....O que somos nós então sr. Lula? Pode responder esta diretamente para mim? Sou velha, mas não a de Taubaté ta? Se nossos impostos não fossem para o ralo dos maiores ladrões "deste pais" meus filhos poderiam ter tido uma escola decente para estudar, um hospital humano para nescerem, só queria que tivessem uma terra sem nódoas para serem enterrados...ou que tivessem orgulho da nação onde nasceram...

Como dizia Diderot, o pior comediante é o que i...

Armando do Prado (Professor)

Como dizia Diderot, o pior comediante é o que imita comediantes do passado. Esse senhor Mainardi é o caso: imita golpistas fascistas do passado (54 e 64) sem a competência e inteligência daqueles.

é realmente muito triste ver uma revista que ja...

 (Advogado Autônomo - Criminal)

é realmente muito triste ver uma revista que ja foi tão importante no cenário nacional em outras épocas ter a sua história jogada no lixo e sendo manchada tão vergonhosamente pelo "pseudo-jornalista" diogo mainardi, envergonhando toda a classe jornalistica,classe da qual ele não representa e pela qual ele demonstra total desprezo. é mais triste ainda ver a revista Veja se prestar a esse papel sórdido de ser um expoente de um "novo-velho" tipo de jornalismo rasteiro e MCcartista que prima pelo desrespeito as instituições democráticas e o estado de direito tornando-se um tribunal de exceção com acusações infundadas e irresponsáveis com o único intuito de defender as opiniões daqueles que são os verdadeiros donos da mídia escrita e televisiva nesse país. a imprensa nunca será livre e nunca terá credibilidade suficiente junto a população enquanto insistir em defender interesses particulares sejam eles econômicos,empresariais ou políticos. fugindo totalmente do verdadeiro sentido do jornalismo que é informar sem tentar lobotomizar,influenciar,ser parcial e injusto para com seus leitores,resta agora ao pseudo-jornalista e seus editores em sua campanha suja e sórdida continuar carregando essa bandeira e pagar depois o ônus que a história lhe reserva. de destruir a reputação de uma revista com mais de 30 anos de credibilidade, milhões de leitores que assim como eu acordaram e passaram a enxergar uma revista outrora respeitável se transformar em uma revista expoente de interesses escusos relembrando muito a era MCcarthy. realmente é uma pena para todos nós mas o mal jornalismo venceu e se esconde atrás da lei de imprensa para praticar aquilo que é imoral mas que perante a lei não é crime mesmo o sendo. esse tal de mainardi é a voz da elite paulista retrógrada e golpista de 64,graças a deus é a minoria mas ruidosa pois defende interesses poderosos

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 05/07/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.