Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Dia da posse

Novos ministros do STJ tomam posse nesta quarta-feira

A partir de quarta-feira (14/6), Massami Uyeda e Humberto Martins já poderão ser chamados de ministros do Superior Tribunal de Justiça. A cerimônia de posse está marcada para as 17 horas, no Plenário do STJ e será comandada pelo presidente do tribunal, ministro Raphael de Barros Monteiro.

Indicados pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, os novos ministros vão ocupar as vagas de Domingos Franciulli Neto e Sálvio Figueiredo, que se aposentaram. Uyeda e Martins passaram a integrar o STJ pelo terço destinado pela Constituição Federal a membros de Tribunais de Justiça.

Ministro Humberto Martins

Para chegar ao STJ, o alagoano Humberto Martins, 49 anos, passou pela vice-presidência e a corregedoria do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas. Especializou-se em Direito Cível, Constitucional e Tributário, mas dedicou grande parte da carreira ao Direito Penal, como presidente da Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Alagoas.

Há 19 anos dá aulas de direito penal e processo penal na Universidade Federal de Alagoas, onde se formou em julho de 1979. Em 1999, Humberto Martins foi eleito presidente da Seccional Alagoas da Ordem dos Advogados do Brasil. É evangélico, da Igreja do Sétimo Dia.

Ministro Massami Uyeda

Massami Uyeda, de 63 anos, nasceu em Lins no interior paulista. É bacharel e doutor em Direito pela Faculdade de Direito São Francisco da Universidade de São Paulo. A pós-graduação em Direito Comunitário Europeu foi feita em Paris, na Escola Nacional da Magistratura Francesa.

Ao se formar em 1967, atuou como advogado. Em seguida, ingressou no Ministério Público estadual, onde passou sete anos como promotor público.

Em 1978 ingressou na magistratura, em Bauru, no interior de São Paulo. A partir daí atuou em diversas áreas do direito Cível, Administrativo e também Criminal. Desde 2002, Uyeda faz parte da composição da 11ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo.

Revista Consultor Jurídico, 13 de junho de 2006, 14h20

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 21/06/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.