Consultor Jurídico

Notícias

Via da conciliação

TJ paulista comemora 80% de acordos no Expressinho

O Sistema de Atendimento Diferenciado do Tribunal de Justiça de São Paulo, conhecido como Expressinho, promoveu a conciliação de 80,38% das reclamações recebidas em maio passado. Os atendimentos referem-se às empresas Eletropaulo, Embratel, Sabesp e Telefônica, que fazem parte da parceria com o Tribunal.

Criado em 2004, o Expressinho tem o objetivo de resolver os conflitos de forma rápida e sem necessidade de propor ação judicial. Em dois anos, foram homologados 1.870 acordos. O sistema contribui para evitar a sobrecarga de processos judiciais que já passam de 15 milhões em andamento no estado de São Paulo.

Os consumidores interessados procuram o Setor e apresentam seus problemas. A empresa é avisada da reclamação por e-mail. O sistema informatizado agenda automaticamente uma audiência de conciliação para dentro de 15 dias. Nessa audiência o problema já pode resolvido com o acordo entre as partes.

A expectativa é a de que até o final do ano, mais empresas integrem o sistema. Está em negociação a parceria com bancos e planos de saúde.

O setor funciona de segunda a sexta-feira, das 12h às 18h, na Rua Vergueiro, 835/843, no centro de São Paulo.

Revista Consultor Jurídico, 12 de junho de 2006, 16h53

Comentários de leitores

1 comentário

Mac Vianna É claro que o expressinho é mais ba...

Mac (Bacharel)

Mac Vianna É claro que o expressinho é mais barato. Porém, não resolve tais situações das Teles, o importante será o dia que o Juiz determinar uma indenização gritante pelo pessímo serviços oferecido aos consumidores, nãoé "EXPRESSINHO" que resolve o serviço prtestado,muitomenos com indenizações pedagógicas.Isso sim tumultua o judiciário. O pensamento das telefonias são o seguinte: Quanto se paga de indenizaçoes? X. Quanto se tem de faturamento? Y. Então continuem pagando indenizações. Nós consumidores PRECISAMOS É DE BONS SERVIÇOS PRESTADOS" e não de indenizações pedagógicas de R$300,00, até que um magistrado dê as indenizações devida ALTAS para que possa mudar esse raciocínio da telefonias.

Comentários encerrados em 20/06/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.