Consultor Jurídico

Entrevistas

Filhotes da ditadura

O Estado brasileiro faz uma segurança envergonhada

Por 

Conjur — O criminoso respeita a Polícia?

Hermes Bittencourt Cruz — Os criminosos têm mais medo do que é informal, dos justiceiros, do que do formal, a Polícia. Já ouvi um preso dizer: “eu posso entrar na delegacia e matar o policial, mas ele não pode entrar na cadeia e me matar”.

Conjur — Como se recupera esse respeito?

Hermes Bittencourt Cruz — Tem de ter cadeia isolada, onde os presos perdem o contato com o mundo. Se você colocar mil bandidos lá dentro, os outros terão medo de ir para lá. O cara fica como morto-vivo, com uma hora de sol por semana e sem visita íntima e qualquer privilégio. Alguém vai querer ir para esse buraco?

Conjur — Mas prisão é a solução?

Hermes Bittencourt Cruz — Não é solução para o criminoso, mas é solução para a população que vive acuada pelo criminoso. Além disso, inibe o crime. Mas há um erro em tratar todo preso da mesma maneira. Além da separação de preso que tem grau superior daquele que não tem, deveria ter separação por idade, por potencial criminológico. Não gosto de dizer isso porque sou um cara que defende os direitos humanos, mas o criminoso é alguém que fez alguma ofensa à sociedade e tem de ter uma punição adequada. Costumo dizer que, assim como o menor abandonado é vítima da família desagregada e o bandido é vítima da sociedade, o policial é vítima do Estado. O Estado é um ente artificial criado para proteger minha vida e meu patrimônio, e ele é incompetente para isso.

ConJur — Qual é o modelo de Polícia ideal?

Hermes Bittencourt Cruz — Tem de ser visível, mas amistosa com o cidadão. Tem de estar presente na sua vida e ser familiar. Tem de ser vista como protetora, e não como uma estranha.

ConJur — Na sua opinião, o Ministério Público está mais habilitado do que a Polícia Civil para conduzir inquérito criminal?

Hermes Bittencourt Cruz — O delegado de Polícia já faz isso muito bem. A investigação pelo Ministério Público é uma invasão de competência das atribuições da Polícia. Além disso, o promotor não tem formação policial. A Constituição define o que é o delegado e quais são as suas atribuições. O delegado não é subordinado ao promotor. Dentro do Ministério Público, o promotor não tem subordinados para fazer as investigações. Isso criaria um conflito. Portanto, para permitir que o MP investigue, é necessário mudar toda a estrutura constitucional.

Conjur — Para finalizar, a Polícia Civil e a Militar deveriam ser unidas?

Hermes Bittencourt Cruz — Eu acho que não. O Estado tem de ter auto-suficiência. Ele tem de ter uma organização militar à sua disposição. O que o militar faz, só ele pode fazer. Ele atua sob um regime diferenciado. O militar não pode ser sindicalizado, não pode ser filiado a partido político, não pode fazer bico, não pode fazer greve. É um servidor à disposição do Estado o tempo todo. Se o Estado perde isso, ele enfraquece.

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 4 de junho de 2006, 7h00

Comentários de leitores

31 comentários

Um pais de que em cada 100 presos um é punido, ...

Luís da Velosa (Advogado Autônomo)

Um pais de que em cada 100 presos um é punido, seria melhor encerrar as portas prisionais. Não há aparelhamento legal, moral da tropa, seja lá o que for, que posssa, dentro desse estado de coisas, perseguir-se a justiça que vorre entre os duendes com mais verlocidade ainda e muito menos sábia e mais atordoada. RUY Barbosa, abstêmio, antetabagista, gosva de ler Tico-Tico e tomar um conhaquezinho antes do teatro, certamente jamais imaginou que a justiça correria como uma avestruz diante de certas absurdezas. Mas, aí está. Escorraçam a justiça, puxa vida!

Caros amigos. voltei para acrescentar: aqui n...

amorim tupy (Engenheiro)

Caros amigos. voltei para acrescentar: aqui no ES em um bairro Da cidade de CARIACICA , que fica próximo a escola da PM. Trabalhadores ficavam indignados com a PM que saia palas ruas as 05 horas da madruga marchando e repetindo : AQUI É A POLICIA MILITAR - ESTA NA HORA DE ACORDAR! , esqueciam os PM que muitos dos " dorminhocos' eram trabalhadores que tinha trabalhado ate altas horas da noite e lá iam os bravos PM pelas ruas atrapalhando os ônibus dos que tinham já acordado e iam pegar no Batente; O PCC acabou com isso também.

Caros amigos. negocio é o seguinte: Em países...

amorim tupy (Engenheiro)

Caros amigos. negocio é o seguinte: Em países de língua inglesa a policia é o braço armado da população = aquela historia do rei contra os barões etc. No brasil adotou se o sistema francês , a policia é o braço armado do Governo, e como o governo não é e nem se importa em ser bem visto pelo povão , a policia fica acuada pelos bandidos que tem de certa forma a "torcida" inconsciente da população , haja visto que muitos estão satisfeitos pelo fato de muitos policiais não terem coragem de se manifestarem "ser policiais" nas vizinhanças onde moram e Graças ao PCC acabou o " sou policia" em qualquer briga de vizinho ou encostadinha no transito ou esbarrão em um bar. Agora o grande líder chinês também ensinava em sua primeira lição : faça amigos e aliados ou pelo menos não faça inimigos. Então é o caso das POLICIAS se debandarem para o lado do POVO e deixar de ser braço armado do governo. Um exemplo Uma repartição publica que deve abrir as 12 horas , e já deu 12 horas e 30 minutos e os funcionários estão lá no maior bate papo, começa um zum- zum e empurra - empurra na fila ,acionada a policia tradicional já vem batendo no povão = Tem que passar a chegar batendo no chefe da repartição. Outro exemplo = Você com todos imposto pagos, já cansado de dirigir em uma estrada esburacada cujo dinheiro da manutenção foi parar no bolso do ministro ,comete uma pequena infração e lá vem o guarda com o maior rompante lhe aplicar varias multas e quando o povão cerca o ministro em um canto a policia corre para socorrer o ministro ( nestes casos nunca falta viatura). Sem querer que você fica feliz em saber que PCC desativou o Posto rodoviário. É por ai a solução ,POLICIA COMUNITARIA ATENDENDO A COMUNIDADE ,SEGUINDO NORMAS DA COMUNIDADE e sendo fiscalizada pela COMUNIDADE ! O resto é bla bla de intelectoide abobalhado. Um abraço

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 12/06/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.