Consultor Jurídico

Notícias

Data marcada

Defesa de Suzane não consegue adiar Tribunal do Júri

O ministro Nilson Naves, da 6ª Turma do Superior Tribunal de Justiça, negou nesta quinta-feira (1º/6) o pedido formulado pela defesa de Suzane Louise von Richthofen para adiar o Tribunal do Júri, marcado para segunda-feira (5/6), na 1ª Vara do Júri da Capital, em São Paulo. A defesa alega no pedido que a sentença de pronúncia não transitou em julgado.

Nilson Naves considerou que o pedido teria de ser feito inicialmente à primeira instância, onde tramita o processo.

Suzane será julgada pelo Tribunal do Júri juntamente com os irmãos Cristian e Daniel Cravinhos sob a acusação de assassinato de casal Manfred e Marísia Von Richtofen, ocorrido em 2002, na casa da família, em São Paulo. As vítimas eram pais de Suzane, que namorava, à época, Daniel. O julgamento está marcado para o dia 5 de junho, em São Paulo.

HC 58.813


Revista Consultor Jurídico, 1 de junho de 2006, 19h29

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 09/06/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.