Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Casos de família

TJ paulista instala novo setor de conciliação de família

O Tribunal de Justiça de São Paulo instalou, nesta segunda-feira (24/7), o setor de conciliação do Fórum Regional de Santo Amaro, na zona sul da capital paulista, para casos de família. No mesmo local já funciona, há um ano, o setor de conciliação cível.

Este é o décimo setor de conciliação de família no estado. No total, o Tribunal possui 76 setores de conciliação cível espalhados pela capital e interior. Do total, 18 atendem casos de família.

No novo setor trabalharão 35 advogados conciliadores e quatro servidores do TJ-SP. O horário de funcionamento será das 13h às 17h, com uma expectativa de fazer até 20 audiências simultaneamente por dia. As primeiras audiências começam no dia 14 de agosto.

O Fórum de Santo Amaro responde por mais de um terço do território da capital paulista. O movimento é de aproximadamente 400 mil processos por mês. Já no Tribunal de Justiça, tramitam mais de 15 milhões de ações na primeira instância. Na segunda instância, dão entrada por mês cerca de 45 mil recursos. São Paulo responde por 49% do movimento judiciário de todo o país.

Participaram da solenidade de instalação o presidente do TJ-SP, desembargador Celso Limongi; o corregedor-geral de Justiça do Estado, desembargador Gilberto Passos de Freitas; os desembargadores Américo Isidoro, Munhoz Soares e Marcus Vinícius Andrade, diretor da Escola Paulista da Magistratura; o juiz diretor do Fórum, Joel Paulo Souza Geishofer; o juiz coordenador do Setor; Carlos Eduardo Pachi; a sub-procuradora-geral do estado, Mariângela Sarrubo; o presidente da sub-seção da OAB de Santo Amaro, advogado Roberto Pavanelli e o presidente da Associação Paulista de Magistrados, desembargador Sebastião Amorim.

Revista Consultor Jurídico, 24 de julho de 2006, 15h31

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 01/08/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.