Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Estrela errante

Mauro Nacif não comparece ao julgamento de Suzane nesta quinta

Por 

O advogado Mauro Nacif, que defende Suzane von Richthofen junto com Mário Sérgio de Oliveira, não compareceu ao julgamento de sua cliente nesta quinta-feira (20/7) pela manhã. Nacif teve um deslocamento de retina e deve voltar ao Tribunal do Júri nesta tarde ou na sexta-feira.

O julgamento de Suzane e dos irmãos Christian e Daniel Cravinhos entrou no quarto dia nesta quinta. A fase é de leitura dos autos e deve durar quase todo o dia. A expectativa é a de que a sentença seja conhecida nesta sexta-feira (21/7), quando haverá a sustentação dos advogados, Ministério Público e assistente de acusação.

O crime

Os três réus foram denunciados pelo Ministério Público por duplo homicídio triplamente qualificado por motivo torpe, meio cruel e com impossibilidade de defesa da vítima. Christian Cravinhos, especialmente, também responde por furto no mesmo processo. O assassinato aconteceu em outubro de 2002.

A estratégia traçada pela defesa dos irmãos Cravinhos é de que foi Suzane quem arquitetou o plano. Os advogados da jovem afirmam o contrário: para eles, Suzane sempre foi inocente e não poderia ter planejado o assassinato dos pais, porque se relacionava muito bem com eles.

 é repórter da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 20 de julho de 2006, 12h28

Comentários de leitores

2 comentários

Deslocamento de retina bem no meio do julgament...

Bira (Industrial)

Deslocamento de retina bem no meio do julgamento? Haja coincidência para alguém que imagina-se, só está lendo e dialogando e consegue deslocar a retina...

Minha cara Priscyla, porque criticas tanto o Dr...

Fábio (Advogado Autônomo)

Minha cara Priscyla, porque criticas tanto o Dr. Nacif? Não gostas de advogado? Não andaste bem em dar ao artigo o título de "ESTRELA ERRANTE". Advogado não pode ter seus contratempos?

Comentários encerrados em 28/07/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.