Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Segredo público

Presos acusados de roubo de combustível no Rio de Janeiro

Por 

Pela segunda vez em três semanas, a Justiça do Rio libera mandados de prisão contra pessoas envolvidas em roubos de combustível dentro da Refinaria Duque de Caxias, a maior da Petrobras no Estado do Rio. Nesta terça-feira (11/07) foram detidos oito prestadores de serviços que trabalham no local, acusados de pertencer à mesma quadrilha cujos alguns integrantes foram detidos no último dia 21.

Todas as pessoas processadas responderão por roubo, crime ambiental, formação de quadrilha e crime contra a ordem econômica.

As operações desencadeadas nesta terça-feira provocaram indignação de alguns policiais e advogados. Isso porque há indícios que as cinco pessoas que conseguiram escapar do cerco podem ter descoberto que mandatos de prisão teriam sido expedidos contra elas através da página do Tribunal de Justiça na internet.

Segundo informações, quem entrou no endereço eletrônico do órgão e clicou na indicação “mandado de prisão/prisão preventiva”, escrevendo os nomes dos suspeitos, veria quais pessoas a 2ª Vara Criminal de Duque de Caxias queriam que fossem presas. A operação de execução dos mandados começou às 5h30 de terça-feira.

O Tribunal admitiu a veiculação dos dados, sob argumento que o Ministério Público e a própria polícia não pediu o necessário sigilo. Estima-se que o total de combustível desviado deu a Petrobras até aqui prejuízo de R$ 1 milhão

 é jornalista.

Revista Consultor Jurídico, 12 de julho de 2006, 11h48

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 20/07/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.