Consultor Jurídico

Notícias

Um em um milhão

Desvios éticos na advocacia são exceções, diz OAB-SP

Comentários de leitores

6 comentários

O que a sociedade quer é o que está na Constitu...

Raul Haidar (Advogado Autônomo)

O que a sociedade quer é o que está na Constituição e nas leis em vigor.Não o que está na mídia ou "na boca do povo". A Constituição e as leis são feitas em nome da sociedade.Veja-se o artigo 5º incisos III, XLVI, XLVII, XLIX. Este último fala, expressamente, do "respeito à integridade física e moral" dos presos. Já existem regras para os presos, que são as previstas em lei. O dr. D'Urso, portanto, não "está totalmente enganado", mas agiu corretamente ao pronunciar-se em nome da OABSP da maneira como fez. Pagamos sim pelas depredações nas cadeias, da mesma forma que pagamos os salários dos que nos torturaram na ditadura. Pagar por isto ou aquilo não transfere ao pagar o poder que é exercido em nome do povo pelos seus mandatários, ainda que estes sejam de baixo nível, ainda que estes descuidem da questão carcerária, ainda que estes sejam corruptos, etc. e tal. O dr D'Urso, caso agisse ou falasse como querem os partidários do "olho por olho", ai sim estaria "totalmente enganado".

O Presidente D`Urso está totalmente enganado, a...

Duda (Bacharel - Consumidor)

O Presidente D`Urso está totalmente enganado, a sociedade não deseja restabelecer condições humanas e dignas nos presídios. O que desejamos na verdade é disciplina e respeito dos presos, ou seja, queimou os colchões - VAI DORMIR NO CHÃO POR UM PERÍODO, etc. Temos que impor REGRAS para os presos. Quem paga a reposição dos vidros quebrados, os colchões queimados, os computadores somos nós A SOCIEDADE. Portanto, as suas alegações são infundadas.

O Tribunal de Etica da OABSP é um dos mais rigo...

Raul Haidar (Advogado Autônomo)

O Tribunal de Etica da OABSP é um dos mais rigorosos do País. Tem agido com rigor, mas com prudencia, respeitando a lei e o amplo direito de defesa. As estatísticas provam: apenas menos de 2% dos advogados paulistas tem problemas éticos. Ou seja: mais de 98% dos advogados paulistas são sérios e éticos. Mas no meio de 250.000 advogados quase 5.000 meliantes conseguem envergonhar nossa Profissão. Vamos acabar com eles! Precisamos reformar o Código de Ética e a própria Lei 8906, para tipificar com mais precisão as faltas disciplinares e tornar as penas mais rigorosas! Precisamos, ainda, livrar definitivamente o Tribunal de Etica dos assessores que não cumprem prazos, daqueles que só estão lá para se promover e dar aulas em cursinhos e também de alguns "torquemadinhas" que imaginam que Tribunal é para punir, quando é apenas para fazer Justiça.

O presidente D´Urso, mais uma vez, foi elegant...

Rossi Vieira (Advogado Autônomo - Criminal)

O presidente D´Urso, mais uma vez, foi elegante. Preciso, com máxima urgência aprender com ele. O governador Claudio Lembo,o qual respeito por ser mais antigo que eu, deveria ficar calado. Não compreendo de onde ele se fundamenta ao achar que a classe política está com essa moral toda. Basta ver quantas criaturas do executivo, nesse Estado de São Paulo, têm cooperado com o crime. Lá no Congresso, inclusive, há aqueles que são acusados de organização criminosa. Falar dos outros é fácil. Cuidar do próprio jardim é a melhor solução. Otavio Augusto Rossi Vieira, 39 advogado criminal em São Paulo

Parabens ao Presidente D.Urso. Sempre tem tomad...

BINI (Advogado Autônomo)

Parabens ao Presidente D.Urso. Sempre tem tomado posições em prol da INSTITUIÇÃO e da ADVOCACIA. É dificil reverter um conceito generalizado que se tem dos advogados. E é por isso mesmo que precisamos de pessoas como ele, que postam-se de tal maneira que enobrecem cada dia mais nossa classe. Devagar a ADVOCACIA estará voltando ao lugar de destaque que merece, e terá revertido esse "preconceito". A grande maioria dos advogados sao honestos, e isso é o que deve ser propagado aos quatro cantos.

Exceções não punidas com o rigor merecido, vira...

Bira (Industrial)

Exceções não punidas com o rigor merecido, viram piada de salão e incentivam novas exceções.

Comentar

Comentários encerrados em 18/07/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.