Consultor Jurídico

Notícias

Fórmula de sucesso

Com fórmulas simples, juiz dá lição de como julgar com rapidez

Comentários de leitores

  • Página:
  • 1
  • 2

21 comentários

De fato, notícias como estas não deveriam merec...

Alexandre (Advogado Sócio de Escritório - Empresarial)

De fato, notícias como estas não deveriam merecer espaço na imprensa, mesmo que na especializada, pois, conduta como deste Magistrado – com “M” maiúsculo – deveria ser a regra e não, lamentavelmente, a exceção, como de fato é. Mesmo, assim, esse Magistrado de Natal é digno e merecedor de todo aplauso e atenção da sociedade, pois, sua performance deveria servir de inspiração para outras autoridades públicas (em minúsculo), para bem servir a sociedade. Contudo, o que se observa é que surte efeito contrário, pois ataca a vaidade que, infelizmente, infla o espírito da grande maioria dos brasileiros, os quais têm seus egos feridos mortalmente quando vêem outro desempenhar bem o seu papel. Esses, logo, preocupam-se em encontram justificativas, as mais pífias, para de algum modo desvalorizar o empenho e suor daqueles que, de fato, são comprometidos com o seu deve e, mais, com o bem-estar da sociedade. Bem por isto, o ilustre Magistrado, Walter Nunes da Silva Junior, é digno e, sem dúvida, merecedor de todos os aplausos e votos que sua conduta sirva de motivação para os demais, pois, este, sim, faz a sua parte sem esperar honrarias, confetes, mas, com a certeza que muitos tentaram desmerecê-lo, por que este sim é verdadeiramente um BRASILEIRO (todo em maiúsculo) e - mesmo diante de toda omissão, má de vontade, corrupção, etc, – não desiste nunca! PARABÉNS, DR. WALTER NUNES DA SILVA JÚNIOR!!!!!!!!!!

Sou estenotipista judiciário em SP há mais de q...

Fernando (Estudante de Direito - Criminal)

Sou estenotipista judiciário em SP há mais de quatro anos, usando o equipamento diariamente e, não possuo o menor resquício de LER. Pelo que sei, é muito maior a incidência em pessoas que digitam constantemente, como deve ser o caso do funcionário que degrava as fitas manualmente e, garanto, a estenotipia agilizaria o procedimento em mais de cinco vezes, no mínimo. Quanto à velocidade na instrução, como disse o Promotor de Justiça, numa Vara com 550 Processos, é muito fácil. Trabalho num cartório criminal do interior de SP, com 4.000 processos em andamento e cerca de 350 só com réus presos e, raras exceções as sentenças são dadas em menos de 90 dias.

Sem querer desmerecer o trabalho do juiz, que e...

Fernando (Promotor de Justiça de 1ª. Instância)

Sem querer desmerecer o trabalho do juiz, que efetivamente deve ser excelente, mas devemos levar em conta o número quase que mínimo de feitos em andamento em sua vara... efetivamente, com este número de processos, a justiça andaria muito mais rápida. Mas isto é uma exceção das exceções, principalmente na justiça federal e no âmbito civel da mesma, onde muitas varas possuem 10.000 ou mais feitos em andamento.

Certo Mauro Garcia, embora concorrendo vaga ele...

Cereja (Estudante de Direito)

Certo Mauro Garcia, embora concorrendo vaga eletiva, sendo ainda a regra virada excecao, aplausos ao Juiz e que bom que os leitores deste site não se limitam aos estudantes e operadores do direito...Vamos divulgar empenhos como este.

É uma pena q ainda não tenhamos exemplos assim ...

Florencio (Advogado Autônomo)

É uma pena q ainda não tenhamos exemplos assim para citar no Rio de Janeiro. Aqui a Justiça estadual vai mais ou menos, troprça aki, levanta ali... mas a Justiça Federal, pelo amor de Deus. A simples distribuiçaõ de uma ação no Juizado Especial Federal pode demorar em torno de 90 (noventa) dias. Os processos não são encaminhados para o Juiz, permanecendo na Secretaria das Varas por um tempo interminável, o que não acontece no Rio Grande do Norte... Parabens aos juizes federais daquele Estado...

É uma pena q ainda não tenhamos exemplos assim ...

Florencio (Advogado Autônomo)

É uma pena q ainda não tenhamos exemplos assim para citar no Rio de Janeiro. Aqui a Justiça estadual vai mais ou menos, troprça aki, levanta ali... mas a Justiça Federal, pelo amor de Deus. A simples distribuiçaõ de uma ação no Juizado Especial Federal pode demorar em torno de 90 (noventa) dias. Os processos não são encaminhados para o Juiz, permanecendo na Secretaria das Varas por um tempo interminável, o que não acontece no Rio Grande do Norte... Parabens aos juizes federais daquele Estado...

É notório que o serviço público prestado no Bra...

SILVA (Serventuário)

É notório que o serviço público prestado no Brasil é moroso e, por vezes ineficiente, sendo tais adjetivos atribuídos sempre ao mandatário maior, que deixa de fazer investimentos em tecnologia, contratação de servidores, etc. Temos, porém, mais este belo exemplo de que quando há boa disposição o serviço público pode ser célere e eficiente. Na condição de servidor público sempre verifiquei, nos órgãos onde trabalhei e nas repartições onde fui (com cidadão)que o serviço público pode e deve ser melhorado por cada servidor. Seja através da proposição de novas idéias, seja através do aprimoramento das técnicas em uso, é sempre possível fazer melhor. Procuremos sempre pensar que estamos no mundo corporativo, onde somente os mais criativos e inteligentes emocianalmente ascendem na carreira. E assim, tenho certeza, em breve teremos acesso a serviços públicos de excelência.

Como Presidente da Associação Nacional dos Mutu...

Decio Esturba (Economista)

Como Presidente da Associação Nacional dos Mutuarios e Moradores ANMM/RN fico feliz que os Juizes da vara federal do Rio Grande do Norte, são destaques em dar lições de como julgar com rapidez, sou testemunho disso nos processos ajuizados contra o Sistema Financeiro de Habitação. Parabens Dr.Walter Nunes e todos os juizes federais do Rio Grande do Norte. Decio Esturba - Presidente ANMM

É bom ver notícias boas sobre o Poder Judiciári...

cchhrr (Serventuário)

É bom ver notícias boas sobre o Poder Judiciário...há muito só vemos coisas desagradáveis, como juízes participando de quadrilhas, ministros fazendo política dentro dos Tribunais, desvio de dinheiro, destinado a obras públicas, em proveito próprio deste ou daquele integrante etc. Muito louvável a iniciativa do magistrado, otimizando os serviços daquela Vara em Natal. De parabéns ele, mesmo com um quê de marketing pessoal, como vi noutro comentário, em vista de estar se aproximando de uma época de eleições na AJUFE. Conquanto tal pequena mancha, talvez não visível a muitos,é de elogiar os procedimentos por ele adotados. Necessário se faz lembrar que, a bem da verdade, trabalhar com cerca de 1200 processos, e em uma Vara especializada em matéria criminal, é o sonho de muitos. Há, na Justiça Federal mesmo, outras varas que se encontram emperradas, especialmente algumas do interior, e que não são especializadas, ou seja, julgam todo tipo de matéria, em vista de tramitarem nelas cerca de 10.000 processos, em média (Uberlândia e Juiz de Fora, em Minas, são exemplos). Como se vê, mesmo dentro da própria Justiça Federal, há discrepâncias gritantes e, quando se fala em Varas interiorizadas no país, piora a situação mais ainda, em virtude de a "política" interna do Poder Judiciário priorizar os Tribunais e as Seções Judiciárias, localizadas nas capitais dos Estados, sobretudo quando se fala em autonomia administrativa e financeira, centralizadas nos "grandes" centros judiciários. Voltando ao processo, repito, é sonho de muitos juízes trabalhar com cerca de 1000 ações em uma Vara ESPECIALIZADA. Infelizmente, ainda, a JUSTIÇA não é igual para todos, mesmo dentro da própria "justiça".

Aqui no Tribunal REgional Federal da 3.ª REgião...

Marcos Hailton (Assessor Técnico)

Aqui no Tribunal REgional Federal da 3.ª REgião já utilizamos o processo de colheita de depoimentos por estenotipia, lidos e acompanhados pelo relator, pelo MPF e pelos advogados das partes diretamente em monitores instalados nos respectivos lugares. É extremamente rápida a oitiva de testemunhas.

Parabéns ao Juiz pelo dinamismo, empenho e dedi...

Franklin (Estudante de Direito)

Parabéns ao Juiz pelo dinamismo, empenho e dedicação. É com este tipo de atitude de profissional abnegado que se melhora a justiça no Brasil.

Eis aí uma prova viva de que não é necessário r...

joão (Outros)

Eis aí uma prova viva de que não é necessário reformarem-se leis processuais a torto e a direito. Basta vontade de trabalhar. E trabalhar racionalizando o serviço. Parabéns ao juiz potiguar. Pena que seja uma gota num copo d'água.

Parabéns ao Magistrado referido, sem olvidar de...

Bacharelanda em Direito (Estudante de Direito)

Parabéns ao Magistrado referido, sem olvidar de seus funcionários que, sem dúvida, o auxiliam para que obtenha tal êxito. Importante, ainda lembrar, sem qualquer desmérito ao trabalho do Magistrado, claro, que certamente Natal não é uma cidade do tamanho de São Paulo, geograficamente falando (temos bairros que distam 40, 50 km do centro da cidade), que não dispõe dos problemas de transportes e naturais (chuvas), bem como de trânsito emperrado que temos por aqui, o que facilita o comparecimento de partes e escolta de presos até o fórum, seja ele federal ou estadual. Sem olvidar, ainda, que o Governo Federal, como se depreende da matéria e de outras aqui já publicadas, investe na Justiça Federal (aquisição de softwares, comissionar funcionário, pensar em algo que humanize o trabalho)o que não acontece de forma tão intensa nos Estados. Acredito que é um modelo a ser seguido, adequando-se-o às realidades de cada Estado, de cada Capital ou cidade, porque não vivemos no país de Alice e sim no Brasil. Por fim, acredito que laborar na Justiça é uma missão de vida e, certamente, todos que o fazemos, independentemente do cargo, assim o fazemos por questão de amor ao próximo, ainda que não cônscios disto. É ato de abnegação.

A matéria tem um "quê" de promoção pessoal ( o ...

Mauro Garcia (Advogado Autônomo)

A matéria tem um "quê" de promoção pessoal ( o MM Juiz é candidato a um cargo eletivo). Porém, nossas homenagens ao Magistrado por respeitar o art. 5º, LXXVIII da CF. Merece o reconhecimento dos operadores do direito de todo o Brasil.

O triste mesmo é saber que a regra virou exceçã...

Laercio Doalcei Henning (Advogado Autônomo - Criminal)

O triste mesmo é saber que a regra virou exceção, onde a celeridade vira notícia!

Identifico dois elementos fundamentais na ativi...

Leonardo Almeida (Advogado Autônomo)

Identifico dois elementos fundamentais na atividade do referido Dr. Walter: CONSCIÊNCIA SOCIAL e AMOR À PROFISSÃO = COMPETÊNCIA.

QUE DIREI EU, APÓS LER A MATÉRIA QUE BEM PODERI...

VanderlanCarvalho (Advogado Autônomo - Civil)

QUE DIREI EU, APÓS LER A MATÉRIA QUE BEM PODERIA SER LIDA TAMBÉM - AO MENOS - PELOS EMÉRITOS DIRIGENTES DO JUDICIÁRIO PAULISTA E TAMBÉM TOMAR CONHECIMENTO DOS OPORTUNOS DE NOBRES COLEGAS, DENTRE ELES, O EMINENTE PRESIDENTE DA E. COMISSÃO DE DIREITOS E PRERROGATIVAS DA OAB, ATÉ MESMO NOTICIANDO CASO CONCRETO. EXPLICO O PORQUE DE MEU QUESTIONAMENTO: NÃO BASTASSEM "N" CASOS DE INADMISSÍVEL MOROSIDADE COM O QUE SE SEPULTA EM VIDA O DIREITO DO TUTELADO POSTO À APRECIAÇÃO AO JUDICIÁRIO ESTADUAL, VIVO E CONVIVO COM PECULIAR NEFASTA E SÓRDIDA SITUAÇÃO CRIADA PELO DESTEMPERADO, DESESTABILIZADO E DESCONTROLADO MAGISTRADO (AINDA) TITULAR DA VARA DISTRITAL DE ILHABELA, CUJO EPISÓDIO EM QUE ME AGREDIU COVARDE E GRAVEMENTE EM AUDIÊNCIA, ENSEJOU QUE O SENSÍVEL, ZELOSO E EMINENTE CONSELHEIRO DR. ALBERTO ZACHARIAS TORON, ENTENDESSE SEJA O INUSITADO CASO LEVADO AO CONHECIMENTO DO C. CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA - FATO NOTICIADO PELO PRESTIMOSO CONJUR EM 28/10/05. POIS BEM, DECORRÊNCIA DAS OFENSAS E O DECRETO DA SUSPEIÇÃO DE JOSUÉ VILELA PIMENTEL, EXISTEM ALGUNS PROCESSOS POR MIM PATROCINADOS, EM TRÂMITES NAQUELA VARA DISTRITAL NA QUAL AINDA PERMANECE, QUE ATÉ ESTA APRTE ESTÃO PARALIZADOS, À MÍNGUA DE NOMEAÇÃO DE SUBSTITUTO. E A SITUAÇÃO SE AGRAVA, NA MEDIDA EM QUE, REITERADAMENTE, VENHO CLAMANDO PELA NOMEAÇÃO DE JUIZ QUE POSSA DAR CONTINUIDADE AO PROCESSAMENTO DE ALGUNS FEITOS E INÍCIO A OUTROS NOVOS (DISTRIBUI UMA POSSESSÓRIA COM PEDIDO DE LIMINAR EM OUTUBRO/05, QUE AINDA SEQUER RECEBEU AQUELE - ÀS VEZES ATÉ POR CARIMBO - "D., R. E A, CLS."). TAMBÉM 2 PEDIDOS DE EXPLICAÇÕES DISTRIBUÍDOS HÁ MESES, ESTÃO NA MESMÍSSIMA CONDIÇÃO. COINCIDÊNCIA OU NÃO, NESTA PRECISA DATA ESTOU REITERANDO OS CANSATIVOS PEDIDOS DE NOMEAÇÃO DE MAGISTRADO PARA OFICIAR EM DEZENAS DE IGUAIS FEITOS, COM CÓPIA PARA: CNJ, PRESIDÊNCIA DO CONSELHO FEDERAL DA OAB, PRESIDÊNCIA DA SECCIONAL PAULISTA DA OAB, PRESIDÊNCIA DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ADVOGADOS, PRESIDÊNCIA DA ASSOCIAÇÃO DOS ADVOGADOS DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS e DR. ALBERTO ZACHARIAS TORON, TENTANDO ASSIM, VER QUEBRADO O ELO DA PERVERSA CORRENTE QUE MANTÉM O ESTIGMA COM O QUE SE NEGA A TUTELA E SE RECUSA A JURISDIÇÃO, NOS FEITOS ESTAGNADOS POR TANTO TEMPO. VALHA-NOS DEUS!

A questão não é arregaÇAR as mangas. Há os bons...

Saburo (Professor Universitário - Internet e Tecnologia)

A questão não é arregaÇAR as mangas. Há os bons e os ruins em qualquer profissão. Os péssimos se revelam, cedo ou mais tarde. E pelos seus próprios fundamentos acabam se excluindo.

Talvez fosse bem interessante que os juizes do ...

Dalben (Advogado Autônomo)

Talvez fosse bem interessante que os juizes do Foro REgional da Lapa-SP se espelhassem no exemplo acima, arregassassem as mangas e resolvessem voltar ao trabalho, fazendo movimentar os processos sob suas custódias. Enquanto alguns poucos bons profissionais fazem de tudo para elevar o bom nome que sempre teve o judiciário, me parece que a maioria dos servidores judiciários estão fazendo pouco caso com os problemas jurídicos dos jurisdicionados. Sr. Juizes do Foro da Lapa-SP: está ai um bom exemplo para ser seguido. Justifiquem seus ganhos mensais. Parem com a esfarrapada desculpa de que "falta funcionários" . É nas horas amargas que os bons profissionais se destacam. Caso contrário, nao fazem por merecer o cargo que ocupam. Especialmente os da magistratura, que exige maior dedicação que a que esta sendo demonstrada no momento. Espelhem-se no exemplo acima.

Depois de ler atentamente a matéria, lembrei-me...

Mário de Oliveira Filho (Advogado Sócio de Escritório)

Depois de ler atentamente a matéria, lembrei-me de recente decisão do TJSP, por sua 5a. Câmra Criminal, denegando ordem de mandado de segurança onde se requeria permissão para o advogado gravar a audiência de istrução em um processo criminal. Há recurso para o STJ, a cargo do competente e combativo Dr. David Teixeira de Azevedo, vice-presidente da Comissão de Direitos e Prerrogativas. Enquanto alguns investem tempo e a capacidade própria em alternativas modernas, alguns membros da magistratura paulista ainda insistem em costurar autos.....

  • Página:
  • 1
  • 2

Comentar

Comentários encerrados em 7/02/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.