Consultor Jurídico

Vício de iniciativa

Justiça revoga aumento a servidores dado por vereadores

A lei que reajusta os salários dos servidores da Câmara Municipal de Gravataí (RS) teve seus efeitos suspensos. A decisão, em liminar, é do desembargador João Carlos Branco Cardoso, do Tribunal de Justiça gaúcho. A ação questionando a constitucionalidade da Lei 2.380/05 foi proposta pelo prefeito Décio Vicente Becker.

Para o desembargador, “padece o diploma legal contestado do apontado vício de iniciativa, pois é da competência privativa do Chefe do Executivo a iniciativa do processo legislativo para a edição de lei que proceda à revisão geral anual da remuneração dos servidores públicos, conforme jurisprudência acostada aos autos”.

Segundo os autos, o projeto de lei foi criado pela presidência da Câmara dos Vereadores. O prefeito vetou totalmente, mas a medida foi rejeitada pelo plenário da Câmara o e projeto tornado em lei.

A decisão é desta terça-feira (17/1). Após período de instrução, a Ação Direta de Inconstitucionalidade será levada ao Órgão Especial do TJ para julgamento do mérito.

Processo 70014041875




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 19 de janeiro de 2006, 12h58

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 27/01/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.