Consultor Jurídico

Notícias

Recurso inadmissível

Advogado não consegue suspender exclusão da OAB-SP

Comentários de leitores

6 comentários

Favor solicito a coordenação do respeitável sit...

Roger (Advogado Associado a Escritório)

Favor solicito a coordenação do respeitável site retificar o número da Lei Federal acima referida, o correto seria Lei Federal 9.800/99.

Caro Dr. Herlon, Por que, essa recomendação de...

Marco (Consultor)

Caro Dr. Herlon, Por que, essa recomendação de "não se deve advogar em causa própria"? O que isso tem a ver com resultados?

Pelo que leio na decisão do STJ, o que o Ilustr...

A.C.Dinamarco (Advogado Autônomo)

Pelo que leio na decisão do STJ, o que o Ilustre Bacharel merece é, mesmo, ficar de fora da OAB-sp. Afinal, Advogado que não conhece recurso e nem respeita prazo processual... acdinamarco@adv.oabsp.org.br

José Antônio Meus nobres futuros colegas, você...

José Antônio `Paiva da Silva (Estudante de Direito)

José Antônio Meus nobres futuros colegas, vocês conhecem a tão falada " economia processual," acho que vou concordar com o nosso colega quando ele cita: "é a ditadura judicial.".Mas convenhamos, sabendo que bastaria postar via correio ou até mesmo sedex 10 os originais, nada disso estaria acorrendo.

Prezado Colega Paulo, Não se trata de "ditadu...

Luciano Herlon (Advogado Sócio de Escritório)

Prezado Colega Paulo, Não se trata de "ditadura judicial", é a boa ordem processual. Deveria aquele causídico conhecer melhor a norma, assim como o ilustre colega Matos mencionou. Ademais, não é recomendável advogar em causa própria, veja o resultado.

Inadmissível que o causídico não conheça a norm...

Matos (Advogado Autônomo)

Inadmissível que o causídico não conheça a norma de processamento do agravo de instrumento, eis que pode causar dano irreparável ao recorrente, tal se verificou, pois não havendo condião de protocolar as peças diretamente no tribunal, faz-se via sedex.

Comentar

Comentários encerrados em 27/01/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.