Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Torcidas desorganizadas

Justiça autoriza busca em torcidas organizadas de Goiás

O juiz Jesseir Coelho de Alcântara, da 1ª Vara Criminal de Goiânia, determinou a busca e apreensão nas sedes das torcidas organizadas Esquadrão Vilanovense e Força Jovem, de dois dos principais times do futebol goiano, o Vila Nova e o Goiás. O objetivo é apreender fichas de cadastro dos integrantes das torcidas, assim como computadores e outros objetos.

O pedido foi apresentado pela delegada Altamir Francisca dos Santos. Ela preside o inquérito policial que investiga a tentativa de homicídio contra Lauro Felipe Fagundes, de 18 anos, no Estádio Serra Dourada, em janeiro deste ano.

De acordo com a delegada, Lauro Felipe Fagundes, que é torcedor do Goiás, estava no estádio para assistir a partida de futebol entre os dois times. O menor foi até a ala inferior da arquibancada para comprar um salgadinho e acabou sendo atacado pelos membros da torcida organizada do Vila Nova.

Lauro Felipe Fagundes levou socos, chutes e uma facada. Foi hospitalizado e precisou passar por uma cirurgia. O autor do crime ainda não foi identificado. Como tramita outro inquérito contra torcedores do Goiás, que também agrediram membros da torcida do Vila Nova, foi necessário pedir a busca e apreensão nas duas sedes.

“Entendo que tal medida é pertinente no momento, mesmo porque poderá realmente elucidar os pormenores do referido delito, estando amparada na legislação pátria, possibilitando a descoberta dos objetos necessários à prova da infração ou à defesa do réu e colher qualquer elemento de convicção”, entendeu o juiz ao acolher o pedido.

Revista Consultor Jurídico, 27 de fevereiro de 2006, 12h01

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 07/03/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.