Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Morte do corregedor

Acusado de matar juiz de SP será julgado pelo júri em março

João Carlos Rangel Luisi, um dos acusados de matar o juiz Antônio José Machado Dias, de Presidente Prudente (SP), será julgado pelo Tribunal do Júri em 28 de março. O juiz Dias era corregedor do presídios e da Vara de Execuções Criminais de Presidente Prudente e foi morto em março de 2003.

O julgamento será feito pela 1ª Vara do Júri de São Paulo, em razão de um pedido de desaforamento (deslocamento do julgamento do processo de uma comarca para outra) formulado pela Vara do Júri de Presidente Prudente e deferido pela 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça. A previsão é de que o júri dure quatro dias.

Adilson Daghia, Reinaldo Teixeira dos Santos e Ronaldo Dias, conhecido como Chocolate, também são acusados pelo homicídio, mas o julgamento em São Paulo será apenas de João Carlos.

Revista Consultor Jurídico, 24 de fevereiro de 2006, 7h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 04/03/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.