Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Brilhante clandestino

PF faz operação contra contrabando de diamantes no Rio e MG

Com o objetivo de combater o contrabando de pedras preciosas em vários estados do país, a Polícia Federal, a Receita Federal e o Ministério Público Federal deflagraram operação conjunta batizada de Carbono. Até o momento a operação prendeu seis suspeitos. Ao todo foram expedidos 11 mandados de prisão e 40 de busca e apreensão. As informações são da Polícia Federal e da Agência Brasil.

A maior parte das ações se desenvolve em Minas Gerais, mas há buscas e prisões também no Rio de Janeiro e Mato Grosso. Há um ano e meio, a Polícia Federal investiga um esquema de comércio clandestino de diamantes, articulado por empresários do ramo, com o auxílio de contadores, doleiros e servidores do Departamento Nacional de Produção Mineral.

O Departamento é responsável pela emissão do certificado que atesta a origem e a legalidade da extração das pedras. Durante as investigações da PF foi constatado que, muitas vezes, as pedras são extraídas de garimpos ilegais nas regiões norte e centro-oeste do país, ou mesmo no exterior, e posteriormente são atestadas por certificados falsos. Há indícios de que algumas dessas pedras sejam provenientes de áreas de conflito na África, onde estão localizadas algumas das maiores jazidas de diamantes do mundo.

A operação combate, além do contrabando de pedras preciosas, os crimes de lavagem de dinheiro, sonegação fiscal e evasão de divisas. Dentre os investigados há pessoas cujos nomes constam de registros da Agência Anti-Drogas dos Estados Unidos (DEA — Drugs Enforcement Agency), e de advertências da ONU e da Interpol.

Revista Consultor Jurídico, 10 de fevereiro de 2006, 18h06

Comentários de leitores

1 comentário

Viva a POLÍCIA FEDERAL DO BRASIL! Ainda bem qu...

Frankil (Agente da Polícia Federal)

Viva a POLÍCIA FEDERAL DO BRASIL! Ainda bem que no Brasil temos alguém que trabalha, muito embora ainda precise de ajustes, devido até mesmo a própria extrutura da carreira que favorece a alguns em detrimento de outros, pois o ideal seria termos uma POLÍCIA FEDERAL ÚNICA, com carreira ÚNICA para todos os Policiais Federais como manda a Constituição Federal em seu Art. 144 $1º "A Polícia Federal, instituída por lei como órgão permanente, organizado e mantido pela união e extruturado em CARREIRA destina-se:" Como visto, era pra ser uma carreira só, mas temos várias como: Agente, Delegado, Escrivão, Papiloscopista, e Perito. Vamos torcer que um dia as coisas mude, para que tenhamos uma POLÍCIA FEDERAL extruturada em uma única CARREIRA como já na maioria dos países e em especial com o FBI nos EUA . O Brasil Agradece!!

Comentários encerrados em 18/02/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.