Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Faltou na audiência

Tanure perde ação contra presidentes de sindicatos de jornalistas

O processo movido pelo empresário Nelson Tanure, dono do Jornal do Brasil e da Gazeta Mercantil contra os presidentes de dois sindicatos de jornalistas (RJ e SP) foi arquivado na quarta-feira (1/2), pelo juiz Juarez Costa de Andrade, do 10º Juizado Criminal Especial do Rio de Janeiro.

Segundo a decisão do juiz, a punibilidade dos acusados foi extinta por desinteresse do acusador. Tanure faltou às duas últimas audiências marcadas para dar continuidade ao processo. Por isso, além do arquivamento da ação, o empresário deverá arcar com as custas judiciais. As informações são do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo.

Frederico Ghedini, presidente do SJSP — Sindicato dos Jornalistas de São Paulo e vice-presidente da Fenaj — Federação Nacional dos Jornalistas; Aziz Filho, presidente do Sindicato dos Jornalistas do Rio de Janeiro, além do ex-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do Rio de Janeiro, Luiz Chaves, foram acusados por Tanure de calúnia e difamação por declarações sobre o empresário em uma entrevista publicada na revista Lide, do Sindicato dos Jornalistas do Rio de Janeiro.

O repórter Murilo Fiúza de Melo, autor da reportagem, também foi citado no processo e compareceu às audiências. Segundo Fred Ghedini, outros jornalistas ainda sofrem muitos ataques de Tanure, por meio dos jornais Gazeta Mercantil e Jornal do Brasil. “Por isso vamos continuar a recolher adesões ao manifesto de solidariedade aos colegas vítimas de Tanure”, acrescentou Ghedini.

Manifesto de solidariedade e desagravo

“Por intermédio deste desagravo, manifestamos nosso repúdio aos ataques desferidos pelo empresário Nelson Tanure contra jornalistas que, no exercício da profissão, publicam fatos que o desagradam ou que, como dirigentes sindicais dos jornalistas, procuram defender os direitos de seus colegas. O empresário, que explora os títulos Jornal do Brasil e Gazeta Mercantil, mancha os nomes dos dois históricos jornais brasileiros com ações judiciais e ataques intimidatórios visando destruir a reputação de repórteres e seus familiares. Nossa solidariedade aos jornalistas Lourival Sant'Anna, Alberto Komatsu, Fred Ghedini, Aziz Filho e Murilo Fiúza de Melo.

Os dois primeiros, do jornal O Estado de S. Paulo, têm sido vítimas de matérias tendenciosas publicadas nos dois jornais de Tanure e estão sendo ameaçados com processos na Justiça. Fred Ghedini, presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo e vice-presidente da FENAJ, Aziz Filho, presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro e Murilo Fiúza de Melo, free lancer autor da reportagem "Capitalismo a la Tanure" para a revista Lide, do SJPMRJ, estão sendo processados por Nelson Tanure”.

Nome: .................................................

R.G.: .........................................

Digite seu nome e RG e envie para fenaj@fenaj.org.br

Revista Consultor Jurídico, 4 de fevereiro de 2006, 14h06

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 12/02/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.